Projeto de Louis Kahn no Instituto Indiano de Administração não será demolido

Projeto de Louis Kahn no Instituto Indiano de Administração não será demolido

Conforme relatado pelo The Times of India, o conselho diretivo do Instituto Indiano de Administração de Ahmedabad, Índia, voltou atrás na decisão de demolir os edifícios projetados por Louis Kahn no campus da instituição para substituí-las por estruturas mais modernas. A decisão foi revista depois de o anúncio causar furor na comunidade internacional de arquitetos.

As autoridades haviam expressado seu interesse em construir um novo edifício de dormitórios para substituir a estrutura projetada pelo arquiteto americano Louis Kahn, convidando arquitetos a apresentarem suas propostas. Entretanto, eles acabaram voltando atrás em sua decisão, principalmente por causa da repercussão negativa de tal posicionamento junto à comunidade internacional de arquitetos, a qual solicitou uma revisão urgente da proposta de demolição pelas autoridades locais. Até onde se sabe, a intenção era “demolir pelo menos 14 dos 18 dormitórios, os quais que foram construídos entre 1968 e 1978”. Acontece que, como foi dito, estas estruturas apresentavam “problemas de infiltração na cobertura e vazamentos generalizados entre paredes, banheiros, etc”.

Courtesy of Laurian Ghinitoiu
Courtesy of Laurian Ghinitoiu

De acordo com o historiador Robert McCarter, os edifícios projetados por Kahn no Campus do Instituto Indiano de Administração de Ahmedabad foram concebidos para criar uma nova experiência espacial de campus. Conforme McCarter coloca, “o que realmente faz destes edifícios uma solução única é o ar que passa pelos cômodos individuais, atravessa os espaços de uso comum para então ser expelido, criando um efeito chaminé que funciona perfeitamente.” Ele também acrescentou em sua entrevista para o The Architect’s Newspaper, que os edifícios dos dormitórios foram construídos com as mesmas soluções tecnológicas dos demais edifícios administrativos do Campus, os quais acabaram de passar por uma ampla reforma muito bem-sucedida, explicando que não há nenhuma evidência técnica que justifique a demolição destas estruturas.

Depois de receberem uma série de questionamentos e demandas por esclarecimentos além de um abaixo assinados pela internet, o conselho administrativo do campus voltou atrás em sua decisão. Foram muitas as cartas que chegaram à diretoria do campus, incluindo personalidades do mundo da arquitetura como Glenn Lowry e Martino Stierli do MoMA. Sarosh Anklesaria e T. David Fitz-Gibbon, professores de Arquitetura da Carnegie Mellon University, lançaram um abaixo assinado on-line solicitando a revisão da decisão assim que a notícia foi divulgada, coletando mais de 700 assinaturas de nomes que incluem arquitetos galardoados com o Prêmio Pritzker Balkrishna Doshi, Rafael Moneo e Alejandro Aravena, assim como outros personagens que incluem Tatiana Bilbao, Annabelle Selldorf e Marlon Blackwell.

Cortesia de Wikimedia Commons
Cortesia de Wikimedia Commons

No último dia 1º de janeiro, o presidente Kumar Mangalam Birla e outros membros do Instituto Indiano de Administração de Ahmedabad emitiram uma carta conjunta na qual explicam sua decisão “nós estamos [...] retirando a manifestação de interesse que foi feita anteriormente. Iremos deliberar sobre o feedback recebido, reavaliar as nossas opções, consultar melhores especialistas em conservação de edifícios e traçar um plano de ação, o qual o instituto pretende fazer público no momento certo”.

Além disso, a carta menciona o fato de que o Instituto recebeu “muitos pedidos desde que a decisão de demolir e construir uma nova estrutura para os dormitórios do campus havia sido anunciada. A comunidade internacional de arquitetos procurou evidenciar o fato de que os dormitórios projetados por Louis Kahn fazem parte de um legado cultural e que esses edifícios devem ser vistos como parte integrante do conjunto de edifícios que constroem o campus do Instituto Indiano de Administração de Ahmedabad”. Finalmente, as autoridades locais decidiram repensar seu posicionamento e reavaliar a atual condição dos edifícios, afirmando que buscarão melhores soluções para tanto proteger o legado de Louis Kahn quanto para atender as necessidades futuras dos usuários do campus.

Via The Times of India e The Architect's Newspaper.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "Projeto de Louis Kahn no Instituto Indiano de Administração não será demolido" [Louis Kahn's Dormitories for the Indian Institute of Management Ahmedabad Saved from Demolition] 10 Jan 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/954690/projeto-de-louis-kahn-no-instituto-indiano-de-administracao-nao-sera-demolido> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.