A beleza das treliças aparentes de madeira

A beleza das treliças aparentes de madeira

© Koichi Torimura© Shigeo Ogawa© Matthijs van Roon© Shigeo Ogawa+ 28

Treliças de madeira são estruturas usadas para apoiar telhados ou outras estruturas pesadas. Fabricadas a partir de uma série de triângulos conectados por uma viga de cumeeira e terças, as tesouras são estruturalmente vantajosas devido à sua alta relação resistência / peso e capacidade correspondente de suportar longos vãos. No entanto, esses componentes estruturais também podem ser usados para fins estéticos e, quando deixados expostos, podem complexificar, embelezar e tornar mais aberto um espaço interior.

© Brian Davies
© Brian Davies
© Hector Santos-Diez
© Hector Santos-Diez

Possivelmente usadas desde a Idade do Bronze, por volta de 2.500 aC., as treliças foram utilizadas pelos gregos na antiguidade e para vários fins durante a Idade Média europeia; mais tarde, os famosos I quattro libri dell'architettura de Andrea Palladio até incluíram desenhos de treliças de madeira. Na década de 1950, o desenvolvimento da tecnologia de construção melhorou ainda mais a eficiência das treliças de madeira, pois o desenvolvimento de ferragens e conectores metálicos, unificados nas juntas da treliça de madeira, permitiu uma pré-fabricação mais eficiente.

© Thomas Heimann
© Thomas Heimann
© Matthijs van Roon
© Matthijs van Roon

Hoje, as treliças de madeira ainda são comumente usadas para uma variedade de funções devido à sua resistência, uso econômico de materiais, versatilidade e sustentabilidade. A madeira, como material de construção renovável e amplamente disponível, deixa uma pegada ambiental muito menor do que outros materiais e estruturas de resistência comparável. Além disso, os projetistas costumam achar o efeito estético da treliça de madeira particularmente envolvente, pois pode fazer um espaço parecer maior (revelando, em vez de ocultar, a estrutura do telhado), além de mais dinâmico. Em espaços residenciais rústicos, por exemplo, as vigas de madeira expostas e o efeito do teto inclinado podem amplificar a atmosfera bucólica de um espaço habitacional rural. Além disso, as vantagens estruturais da treliça de madeira podem facilitar uma planta de piso maior e mais flexível do que seria possível, contribuindo indiretamente para a estética de um espaço.

© David Wakely
© David Wakely
© Shigeo Ogawa
© Shigeo Ogawa
© Francisco Nogueira
© Francisco Nogueira

Este efeito estético é amplificado pelas várias possibilidades de desenho das treliças, permitindo aos arquitetos escolherem os padrões que melhor complementem o espaço existente. Além das variações naturais de espaçamento e dimensão, há diferentes tipos de estruturas, embora os arquitetos possam fazer experiências até fora dessas classificações de conjunto. A Treliça Comum forma um triângulo simples com um banzo inferior unindo os dois banzos superiores. A chamada Treliça Queen adiciona dois pendurais (barras verticais) dentro deste triângulo; enquanto a King apresenta um único pendural que separa o triângulo onde as duas vigas se encontram, e geralmente inclui duas peças diagonais em cada lado apoiando as vigas.

© Tom Rossiter
© Tom Rossiter
© Anton Brianso
© Anton Brianso
© Felipe Diaz Contardo
© Felipe Diaz Contardo
© Tom Rossiter
© Tom Rossiter

Outras variações mais dramáticas incluem a tesoura Hammerbeam, que elimina o banzo inferior e usa peças menores de madeira para apoiar as vigas, abrindo o espaço central. da mesma forma, a treliça sem linha não usa uma linha nem pendurais. Em vez disso, aplica duas vigas que vão da base de cada viga ao centro de cada viga oposta; finalmente, a Treliça Arcada substitui a linha por um arco. Algumas tesouras, como a Barrel Truss, eliminam a forma triangular completamente em favor de um teto abobadado curvo, enquanto as treliças decorativas podem fornecer o mesmo efeito estético sem servir a qualquer função estrutural.

© Magda Biernat Photography
© Magda Biernat Photography
© Francisco Nogueira
© Francisco Nogueira
© Bruno Giliberto
© Bruno Giliberto

Cada um desses designs possui funções estéticas diferentes e pode complementar um interior de maneiras diferentes. A treliça Queen, por exemplo, atrai a atenção para as paredes da sala, enquanto a King enfatiza dramaticamente o centro. As treliças abertas, incluindo a Hammerbeam, Sem linha e Arcada deixam um espaço aberto muito mais vertical por meio da eliminação da linha. É papel do arquiteto determinar qual dessas opções atende melhor a um espaço, tanto estrutural quanto esteticamente.

Courtesy of Royal House
Courtesy of Royal House
© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

Em última análise, no teto abobadado, o efeito dramático das treliças e a facilitação de um espaço aberto, mas visualmente complexo, podem fazer maravilhas para criar uma atmosfera arquitetônica específica em projetos residenciais, comerciais e até industriais. Em alguns projetos, a repetição frequente e os quadros de treliça densos podem abstrair o elemento estrutural em uma espécie de padrão deliberado; Em outros interiores, pintar as treliças de branco e espaçá-las amplamente pode oferecer suporte até mesmo a uma aparência minimalista. As variações são muitas e as possibilidades são infinitas para este elemento estrutural atemporal.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Cao, Lilly. "A beleza das treliças aparentes de madeira " [The Beauty of Exposed Wooden Trusses] 11 Out 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/949012/a-beleza-das-trelicas-aparentes-de-madeira> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.