Alquimia da cor: pinturas artesanais criadas por um arquiteto e um químico

Alquimia da cor: pinturas artesanais criadas por um arquiteto e um químico

© Adriano EscanhueLa© Adriano EscanhueLa© Adriano EscanhueLa© Adriano EscanhueLa+ 17

Há várias profissões que, em nossa concepção clássica de trabalho, parecem estranhas e incomuns de reunir. É o caso do arquiteto Leo Laniado e do químico Osiel Alves Pereira que, ao trabalharem juntos, puderam produzir pinturas artesanais com resultados extraordinários. Isso nos leva a considerar o papel de integrar disciplinas para obter soluções mais produtivas e abrangentes. Será multidisciplinaridade, pluridisciplinaridade ou interdisciplinaridade? O caso de Laniado e Alves demonstra mais uma vez o sucesso da fusão de competências no âmbito laboral e, sobretudo, criativo.

© Adriano EscanhueLa
© Adriano EscanhueLa

Leo Laniado, especializado em paisagismo e arquitetura, passou por um extenso processo em busca de revestimentos adequados para seus projetos. Ele imaginou paredes com texturas e cores que não encontraria nas possibilidades do mercado. Após esta investigação, em 1993 conheceu o químico Osiel Alves Pereira, que mais tarde se tornou sócio da Terracor, empresa especializada no desenvolvimento e fabrico de pinturas e acabamentos de parede.

© Adriano EscanhueLa
© Adriano EscanhueLa

Desde o início do laboratório, os alquimistas tiveram uma forma particular e eficiente de trabalhar. O arquiteto concebe as texturas e paletas de cores que o químico materializa graças ao seu estudo rigoroso de fórmulas e pigmentos. Embora tenham continuado a usar o mesmo processo de criação ao longo do tempo, aprenderam a usar técnicas cada vez mais refinadas, que visam gerar produtos de alta qualidade, inovadores e sustentáveis.

© Adriano EscanhueLa
© Adriano EscanhueLa

As tintas Terracor, caracterizadas por suas texturas e cores autênticas, são compostas por água, resina acrílica, cargas minerais, pigmentos de alta resistência, aditivos e biocidas. Não são tóxicos e não contêm metais pesados ​​como chumbo e mercúrio. Seu desempenho e resistência são credenciados graças a testes rigorosos como permeabilidade ao vapor d'água e absorção.

© Adriano EscanhueLa
© Adriano EscanhueLa

Entre os acabamentos disponíveis se encontram os seguintes: Aço corten, Cimento queimado, Eco, Calcário, Original, Óxidos, Predial, Sabbiato, Seda, Roca, Stuccato, Terracal y Velvet. Aqui estão alguns projetos em que foram aplicados tanto em ambientes internos como externos.

Casa de Escocia / MPA Pedreira de Freitas Architects

Casa de Escocia / MPA Pedreira de Freitas Architects. Image © Igor Ribeiro
Casa de Escocia / MPA Pedreira de Freitas Architects. Image © Igor Ribeiro

Casa Clara / 1:1 Arquitetura Design

Casa Clara / 1:1 Arquitetura Design. Image © Igor Ribeiro
Casa Clara / 1:1 Arquitetura Design. Image © Igor Ribeiro

Casa Pinheiros / Felipe Hess Arquitetos

Casa Pinheiros / Felipe Hess Arquitetos. Image © Igor Ribeiro
Casa Pinheiros / Felipe Hess Arquitetos. Image © Igor Ribeiro

Apartamento VB / F.studio arquitetura + design

Apartamento VB / F.studio arquitetura + design. Image © Igor Ribeiro
Apartamento VB / F.studio arquitetura + design. Image © Igor Ribeiro

Apartamento Augusta EC / DT Estúdio

Apartamento Augusta EC / DT Estúdio. Image © Igor Ribeiro
Apartamento Augusta EC / DT Estúdio. Image © Igor Ribeiro

Casa Corten / MAAI Arquitetos Associados

Casa Corten / MAAI Arquitetos Associados. Image © Igor Ribeiro
Casa Corten / MAAI Arquitetos Associados. Image © Igor Ribeiro

Alphaville Ceará / DMDV arquitectos

Alphaville Ceará / DMDV arquitetos. Image © Igor Ribeiro
Alphaville Ceará / DMDV arquitetos. Image © Igor Ribeiro

Aplicação e manutenção

As tintas, com validade de 1 ano na embalagem, são aplicadas em duas ou três fases com espátula (plástico ou aço) ou com pincel, conforme o caso. Antes da aplicação, é necessário preparar a superfície de acordo com os requisitos para o uso correto de qualquer tipo de acabamento acrílico.

Embora tenham garantia de 3 ou 5 anos após a aplicação, dependendo do tipo de trabalho, as tintas acrílicas requerem manutenção simples, podendo ser limpas com água e detergente neutro sem perder sua qualidade estética, mas mantendo suas propriedades físicas e mecânicas. Com uma esponja e um pincel macio, a superfície deve ser esfregada com movimentos suaves, guiados pela textura. Conclui-se com enxágue com água e deixa-se secar em temperatura ambiente.

Porém, se a sujeira persistir com a limpeza regular, é necessário repintar ou reaplicar a textura. Da mesma forma, a Terracor oferece o produto Repint que consegue a recuperação da aparência, permitindo inclusive a mudança de cor. Esta opção é mais conveniente do que reaplicar o acabamento original, pois envolve custos mais baixos.

Confira um catálogo virtual com todas as cores aqui.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: "Alquimia da cor: pinturas artesanais criadas por um arquiteto e um químico" [Alquimia del color: Pinturas artesanales creadas por un arquitecto y un químico] 02 Out 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/947331/alquimia-da-cor-pinturas-artesanais-criadas-por-um-arquiteto-e-um-quimico> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.