Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Tinta

Tinta: O mais recente de arquitetura e notícia

Como reciclar o poliestireno expandido (EPS) para convertê-lo em tintas

O Poliestireno expandido -também conhecido como isopor- é um material plástico amplamente utilizado na indústria da construção, principalmente para isolamento térmico (e em alguns casos, acústica) das envoltórias das edificações.

Mas é possível reciclá-lo e aplicá-lo novamente em outros processos construtivos? Sabe-se que o EPS pode se tornar matéria-prima para a fabricação de novos produtos plásticos, quando triturados e compactados. No entanto, a reciclagem pode voltar a ter impacto na construção de projetos arquitetônicos e urbanos, ao ser convertido em tintas e revestimentos.

Cortesía de Idea-Tec Cortesía de Idea-Tec Cortesía de Idea-Tec Cortesía de Idea-Tec + 10

Coolest White: Uma pintura para reduzir as ilhas de calor urbano

O uso crescente de ar-condicionado está fazendo com que muitas cidades batam recordes de consumo de energia durante os tórridos meses de verão. Em países populosos como Índia, China, Indonésia, Brasil e México, grandes centros urbanos funcionam como verdadeiros fornos - onde o calor absorvido pelos edifícios é liberado de volta para o ambiente, aumentando ainda mais a temperatura local. Mais calor lá fora, significa mais ar-condicionado aqui dentro e, portanto, mais consumo de energia e mais gás carbônico na atmosfera.

Foi pensando nesse ciclo vicioso que foi criada uma tinta que protege edifícios e estruturas urbanas da radiação solar excessiva - diminuindo assim o efeito da ilha de calor urbana. A inovação surgiu da parceria do UNStudio, um escritório holandês de arquitetura, e a Monopol Color, empresa suíça especialista em tintas. Os materiais de cor escura que são usados ​​para construir os edifícios são uma das principais causas de acúmulo de calor nas áreas urbanas. Enquanto materiais mais escuros absorvem até 95% dos raios solares e os liberam diretamente de volta à atmosfera, esse valor pode ser reduzido a 25% com uma superfície branca normal. Agora, com tinta inovadora, é possível reduzir a absorção e emissão para 12%.