Como combater inundações através da arquitetura? 9 Soluções práticas

Como combater inundações através da arquitetura? 9 Soluções práticas

As inundações são um problema significativo para edifícios em todo o mundo, incluindo tesouros arquitetônicos como a Farnsworth House, que foram atormentados pelo problema várias vezes. Em particular, um terço de todo o território continental dos EUA corre o risco de inundar esta primavera, especialmente as planícies do norte, o meio-oeste superior e o extremo sul. Em abril passado, inundações mortais dizimaram partes de Moçambique, Malawi, Zimbábue e Irã, resultando em cerca de 1.000 mortes, e dezenas de milhares de desabrigados. Embora a arquitetura não possa resolver ou até mesmo proteger completamente das inundações mais mortais, é possível - e necessário - tomar várias medidas de proteção que possam mitigar danos e, consequentemente, salvar vidas.

Inundação na Praça de São Marcos, Veneza. Image © Mclein / Shutterstock"Fold & Float" é formado por uma estrutura de aço dobrável leve, projetada especificamente para situações de emergência. Image © So?© Flickr user benjamin73frDomino Park / James Corner Field Operations. Image © Barrett Doherty+ 14

© Flickr user Sumaiya Ahmed
© Flickr user Sumaiya Ahmed

O primeiro passo é identificar se a edificação que está sendo projetada está em uma área em risco de inundação. Isso pode ser feito verificando mapas de inundação, geralmente disponíveis on-line, como por exemplo este site da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA) dos EUA. Se for o caso, o arquiteto e o cliente podem decidir se desejam realocar-se ou se desejam permanecer e tomar as medidas de proteção necessárias. Para aqueles que escolhem o último, delineamos nove dessas medidas abaixo.

Brisbane fica em uma planície de inundação. Este mapa mostra a inundação do rio Brisbane em 1893 (compilada em 1970). Image © Queensland State Archives on Flickr / Licensed Under Public Domain
Brisbane fica em uma planície de inundação. Este mapa mostra a inundação do rio Brisbane em 1893 (compilada em 1970). Image © Queensland State Archives on Flickr / Licensed Under Public Domain

Elevar o edifício acima do nível de inundação

Para iniciar, os arquitetos devem construir a estrutura por sobre o nível da inundação para minimizar os danos quando isso ocorrer. A altura do nível de inundação para áreas específicas pode ser encontrada on-line, em alguns contextos, como através de programas como o Estimated Base Flood Elevation Viewer, desenvolvido pela FEMA. Com essas informações, os arquitetos podem discernir qual a altura elevar o edifício e com que método devem fazê-lo. Uma maneira comum de elevar é construir a estrutura sobre palafitas. Em outros casos, a base sólida pode simplesmente ser elevada. Para obter informações mais específicas sobre o que fazer, os arquitetos devem avaliar o clima e o histórico de inundações da região e consultar as informações disponíveis on-line, como, por exemplo, este manual sobre construção costeira.

Guadalupe River House / Low Design Office. Image © Casey Dunn
Guadalupe River House / Low Design Office. Image © Casey Dunn

Construir com materiais resistentes a inundações

Materiais resistentes a inundações são aqueles que podem durar em contato com as águas da inundação por pelo menos 72 horas sem danos significativos. A água de inundação pode ser hidrostática (água parada) e hidrodinâmica (água corrente) e, na maioria dos casos, resultará em paredes de fundação deslocadas, estruturas colapsadas, reservatórios flutuando, geração de sedimentos, entre outros. O "dano significativo" refere-se a qualquer dano que exija mais trabalho que a limpeza ou um reparo cosmético de baixo custo, como a pintura. Para evitar esses danos, os materiais resistentes a inundações devem ser duráveis e resistentes à umidade excessiva. Os materiais adequados podem incluir concreto, tijolo vitrificado, isolamento de espuma e células fechadas, ferragens de aço, chapas de compensado tratadas com pressão de grau marinho, ladrilhos cerâmicos, adesivos resistentes à água e tinta epóxi. poliéster, entre muitos outros.

© Flickr user Andre Pierre
© Flickr user Andre Pierre

Aplicar revestimentos, selantes e chapas impermeáveis

Há dois tipos diferentes de impermeabilização: seca e úmida. A impermeabilização a seco impede a entrada de águas da enchente, enquanto a proteção úmida permite a entrada de água no edifício. Revestimentos, selantes e vernizes impermeáveis pertencem ao primeiro grupo, pois impedem que a água chegue ao interior. Um verniz à prova d'água pode consistir em uma camada de tijolo apoiada por uma membrana à prova d'água, vedando as paredes externas contra a penetração de água. Nas paredes internas, os arquitetos devem usar isolamento lavável de espuma de células fechadas em áreas abaixo do nível da inundação. Da mesma forma, revestimentos e selantes podem ser aplicados à fundação, paredes, janelas e portas, impedindo que a água entre na casa através de rachaduras, pois essas aberturas raramente são projetadas para serem à prova d'água ou resistir a cargas de inundação.

Inundação do rio Viaje na histórica cidade antiga de Luebeck, Alemanha. Image © Maren Winter / Shutterstock
Inundação do rio Viaje na histórica cidade antiga de Luebeck, Alemanha. Image © Maren Winter / Shutterstock

Elevar ou proteger equipamentos de climatização e os componentes mecânicos, hidráulicos e de sistema elétrico

A localização destes equipamentos acima do nível de proteção contra inundações geralmente é a melhor maneira de protegê-los. Esses equipamentos incluem aquecimento, ventilação, ar condicionado, instalações hidráulicas, sistemas de dutos e equipamentos elétricos, incluindo painéis de serviço, medidores, interruptores e tomadas. Se esses componentes forem inundados, eles podem ser severamente danificados e precisarão ser substituídos. O equipamento elétrico, em particular, pode causar incêndios em curto-circuito. É melhor que esses componentes sejam elevados acima do nível de inundação, mas se necessário, eles podem ser projetados para evitar danos causados por inundações, seja através de compartimentos à prova d'água, barreiras, revestimentos de proteção ou outras técnicas para proteger componentes vulneráveis. Para requisitos precisos, os arquitetos devem consultar os códigos municipais.

Ancorar os tanques de combustível

Os tanques de combustível não ancorados são facilmente movidos pelas águas da enchente, o que pode empurrá-los às paredes, danificar outras propriedades e causar contaminação se a linha de suprimento se soltar e se encher de óleo. Até tanques enterrados podem ser empurrados para a superfície devido à flutuabilidade. Portanto, é imperativo que os tanques de combustível sejam ancorados, anexando-os a lajes de concreto pesadas o suficiente para resistir às forças da água da inundação ou amarrando-os com correntes e ancorando-os ao solo.

© Jeff Knight, The Valley Reporter on Flickr
© Jeff Knight, The Valley Reporter on Flickr

Instale aberturas de fundação ou bombas de depósito

Um exemplo de proteção contra inundações é instalar respiradouros de fundação, que permitem que a água da inundação flua pela casa em vez de se acumular ao redor dela. Embora essa solução possa parecer contra-intuitiva devido aos danos que poderia causar ao interior da propriedade, ela realmente fornece uma saída para a água da enchente e alivia a pressão prejudicial que a água da enchente coloca nas janelas e paredes. Se o interior - geralmente um porão subterrâneo - for preparado com materiais resistentes a danos causados por inundações, aberturas hidrostáticas e equipamentos-chave protegidos, os danos poderão ser limitados, embora a limpeza pós-inundação seja necessária. Da mesma forma, uma bomba de poço é um tipo de equipamento que bombeia água dos porões, onde as inundações acontecem regularmente. As bombas de depósito com baterias reservas são altamente recomendadas para permitir que continuem funcionando quando a energia acabar.

Construir barreiras permanentes

Colocar uma barreira permanente em torno da estrutura em questão pode impedir que as águas da inundação cheguem a ela. Tais barreiras devem ser construídas usando um paredão de concreto ou alvenaria, ou usando um dique feito de camadas compactadas de solo com um núcleo impermeável. Embora essa solução possa parecer a mais simples ou a mais óbvia, as paredes e os diques requerem manutenção extensiva, e os diques precisam de uma quantidade significativa de terra e outros materiais para sua construção.

© Flickr user benjamin73fr
© Flickr user benjamin73fr

Instalar válvulas anti-retorno de esgoto

As válvulas anti-retorno de esgoto impedem que os sistemas de esgoto inundados retornem para uma casa. Em certas áreas propensas a inundações, esse problema é comum e pode causar danos difíceis de reparar e perigosos para a saúde dos ocupantes. Geralmente, as válvulas de gaveta são preferidas às válvulas de aba porque fornecem uma melhor vedação contra a pressão de inundação.

Inclinar o terreno para fora

Um método final que os arquitetos podem usar para mitigar os danos causados pelas inundações é inclinar o gramado da casa para fora. Se o gramado se inclinar em direção à casa, a água da chuva se acumulará ao redor da casa. Por outro lado, incliná-lo para fora afasta a água da chuva. Para isso, o gramado deve usar um solo pesado que contenha argila e areia, permitindo que o escoamento superficial esvazie em um local mais apropriado, como uma calha de rua.

Domino Park / James Corner Field Operations. Image © Barrett Doherty
Domino Park / James Corner Field Operations. Image © Barrett Doherty

Recursos adicionais

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Cao, Lilly. "Como combater inundações através da arquitetura? 9 Soluções práticas" [How Can Architecture Combat Flooding? 9 Practical Solutions] 27 Dez 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/940503/como-combater-inundacoes-atraves-da-arquitetura-9-solucoes-praticas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.