Conselhos para iluminar espaços interiores para crianças

Conselhos para iluminar espaços interiores para crianças

Quando se fala sobre iluminação, muitos pensam que o assunto se resume à decoração e aos tipos de luminárias. No entanto, é consenso entre arquitetos que um bom projeto de luminotécnica agrega tanto valor estético, funcional como ambiental. Além disso, saber dimensionar e direcionar cada luminária para sua função, contribui também para a economia de energia elétrica.

No que se diz respeito às necessidades das crianças, é fundamental atentar para a quantidade, qualidade e tipo de lâmpada para cada objetivo específico do ambiente: dormir, brincar e aprender. A seguir, explicaremos melhor cada uma de suas especificidades.

© Atsushi Ishida. Image LHM Kindergarten / Moriyuki Ochiai Architects© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries+ 23

© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy
© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy

Sobre o posicionamento das luminárias 

Obviamente, projetar o lugar exato onde cada luminária será instalada é tão importante quanto saber a quantidade e a tonalidade de cor de lâmpada. Em dormitórios, o ideal é manter sempre uma iluminação central direta, de tonalidade de cor cálida. Dependendo do tamanho do ambiente, faça o cálculo para verificar quantas lâmpadas serão necessárias. Além disso, é importante direcionar as luminárias de uso específico (indireto), já que ao contrário do sono dos adultos (que necessita do máximo de escuridão para melhor descanso), é interessante prever para as crianças soluções para questões importantes como:

© Mike Schwartz. Image Kids Science Labs 02 / Woodhouse Tinucci Architects
© Mike Schwartz. Image Kids Science Labs 02 / Woodhouse Tinucci Architects

  • Uma luz suave sempre acesa para diminuir a insegurança ou medo de escuro;
  • Uma luminária exclusiva próxima ao trocador para auxiliar nos cuidados com higiene pessoal durante a noite (no caso de crianças pequenas);
  • Uma luminária suave para auxiliar a mãe ou o cuidador nas mamadas noturnas;
  • Uma iluminação indireta que permita uma rotina saudável de sono (como uma leitura antes de dormir, por exemplo) sem que desperte a criança no horário equivocado;
  • Uma iluminação pontual, com tonalidade de cor branca, pode aumentar a concentração da mesa de estudos;
  • Escadas e corredores devem ter uma atenção especial, considere incluir arandelas ou balizadores por esse tipo de trajetos mais 'inseguros'.

© ENVANER. Image Geometrical Space for a Two Kid Family / Atelier D+Y
© ENVANER. Image Geometrical Space for a Two Kid Family / Atelier D+Y

Sobre o tipo de lâmpadas 

As mesmas indicações de projetos luminotécnicos comuns valem para ambientes destinados às crianças. Áreas de dormir pedem aconchego e a temperatura de luz recomendada é a quente. Para ambientes de aprendizado, que requerem atenção e foco, prefira tonalidades mais frias. As áreas de brincar (onde as crianças provavelmente passarão a maior parte de seu dia) devem ter uma boa entrada de ventilação e iluminação natural.

© Janez Marolt . Image Podgorje TimeShare Kindergarten and School / Arhitektura Jure Kotnik
© Janez Marolt . Image Podgorje TimeShare Kindergarten and School / Arhitektura Jure Kotnik

Sobre a escolha das luminárias 

Tenha cuidado ao especificar especialmente aquelas que ficarão posicionadas mais próximas da altura da criança como abajures e/ou luminárias de piso. É fundamental atentar e escolher aquelas que são feitas com materiais naturais como madeira ou as que são pintadas com tintas ou vernizes atóxicos, para garantir que elas não irão prejudicar a saúde das crianças que tocarão nelas. Algumas opções de tipos de luminárias:

© Studio Bauhaus. Image SM Nursery / HIBINOSEKKEI + Youji no Shiro
© Studio Bauhaus. Image SM Nursery / HIBINOSEKKEI + Youji no Shiro

1. Trilhos direcionáveis

© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK
© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK

2. Pendente

© Studio Bauhaus. Image AN Kindergarten / HIBINOSEKKEI + Youji no Shiro
© Studio Bauhaus. Image AN Kindergarten / HIBINOSEKKEI + Youji no Shiro

3. À altura do piso

© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK
© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK

4. Arandela

© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK
© Jason Findley. Image BabySteps Interior / AtelierBlur/Georges Hung Architecte D.P.L.G. + Priestman Architects HK

5. LED

Courtesy of estúdio AMATAM. Image Kalorias - Children's Space / Estúdio AMATAM
Courtesy of estúdio AMATAM. Image Kalorias - Children's Space / Estúdio AMATAM

6. Balizador

© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries
© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries

A importância dos dimerizadores

Os dimerizadores (dimmers) funcionam bem, especialmente quando se trata de ambientes preparados para as crianças, pois controlam a intensidade da luz para cada necessidade. Durante os primeiros meses de vida do bebê, as luzes de seu quarto ficarão acesas quase que ininterruptamente. Por isso, a possibilidade de deixar a iluminação suave o suficiente para a hora de dormir e amamentar (sem despertar o bebê), e, ao mesmo tempo garantir uma quantidade de luz suficiente para a hora das brincadeiras, por exemplo, é bastante interessante. Além disso, eles diminuem o contraste entre escuridão e claridade, o que é bastante respeitoso aos olhos dos bebês, que demoram alguns meses para se desenvolverem por completo. Para instalá-lo, basta verificar se a lâmpada é compatível com essa tecnologia e acoplá-lo ao interruptor já existente no ambiente.

© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy
© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy

Autonomia com os interruptores 

As crianças maiores costumam acordar à noite para beber água ou usar o banheiro. Por isso, é indicado permitir que elas consigam acender e apagar as luzes quando precisarem. Uma solução mais prática do que posicionar interruptores mais baixos é disponibilizar escadinhas para que elas possam alcançá-los.

© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy
© Threeimages. Image Avenue Green Sheshan in Shanghai / ELTO Consultancy

Conselhos extras

  • Como medida de segurança, não posicione luminárias pendentes acima de berços ou camas.
  • Quando não for possível rebaixar com forro de gesso para facilitar a disposição das luminárias, opte por incluir iluminação com fitas ou spots de LEDs em nichos, prateleiras, painéis ou outros detalhes em marcenaria.
  • Por se tratar de crianças lidando com materiais ligados na eletricidade, sempre se preocupe com a qualidade dos produtos especificados.

© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries
© Xia Zhi . Image Family Box Qingdao / Crossboundaries

Referências

  • https://www.lampdecor.com.br/blog?single=iluminacao-quarto-bebe. Acesso em 18 janeiro 2020.
  • https://www.exatron.com.br/blog/iluminacao-adequada-proporciona-sono-tranquilo-a-criancas. Acesso em 19 janeiro 2020.
  • https://blog.contatogroup.com.br/entenda-a-importancia-da-iluminacao-em-casa-para-criancas-e-bebes. Acesso em 19 janeiro 2020.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Audrey Migliani. "Conselhos para iluminar espaços interiores para crianças" 30 Jan 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/932492/iluminacao-de-interiores-para-criancas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.