Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Guia de Sistemas de Bicicletas Compartilhadas

Guia de Sistemas de Bicicletas Compartilhadas
Cortesia de ITDP
Cortesia de ITDP

Este Guia de Planejamento de Sistemas de Bicicletas Compartilhadas compila o conhecimento, experiência e práticas adquiridas por especialistas sobre o tema, bem como experiências com sistemas bem sucedidos (e não tão bem-sucedidos) para que as novas iniciativas possam obter sucesso.

Enrique Abe. Image Cortesia de ITDP
Enrique Abe. Image Cortesia de ITDP

Esse relatório procura evidenciar cada etapa do planejamento, implementação e expansão – bem como regulamentação – dos sistemas de compartilhamento de bicicletas, levando em consideração fatores como: localização, tamanho, densidade da cidade e redes de transporte pré-existentes. Muito se aprendeu desde a publicação do primeiro Guia de Planejamento de Sistemas de Bicicletas Compartilhadas em 2013. Novas inovações tecnológicas, modelos de negócio, mecanismos de financiamento e estratégias políticas emergiram nos últimos anos.

Cortesia de ITDP
Cortesia de ITDP

Levando em consideração o impacto dessas mudanças e, em alguns casos, as incertezas que elas geraram, essa edição trará uma abordagem mais descritiva do sistema de planejamento. Equipar as cidades com o conhecimento sobre as diversas opções disponíveis de planejamento, desenho e administração, bem como sobre os ganhos em potencial resulta em sistemas de bicicletas compartilhadas mais bem-sucedidos e redes de transporte mais sustentáveis. Os sistemas de bicicletas compartilhadas assumiram muitas formas na última década, desde a distribuição de bicicletas gratuitas de uso comunitário, passando por estações em que o aluguel de bicicletas era gerenciado presencialmente por um atendente, até os sistemas mais avançados do ponto de vista tecnológico e de segurança que podemos encontrar na maioria das cidades atualmente.

Cortesia de ITDP
Cortesia de ITDP

O propósito do sistema de bicicletas compartilhadas, no entanto, sempre permaneceu o mesmo: permitir que usuários possam retirar a bicicleta em um determinado local e devolvê-la em outro, tornando o transporte movido à propulsão humana mais prático. A definição do sistema é simples, já a sua implementação é mais complicada. Quando se planeja um sistema de bicicletas compartilhadas, deve-se levar em consideração um conjunto de variáveis, como por exemplo a densidade, topografia e o clima da cidade, seu comprometimento com o investimento em infraestrutura e sua vontade política para apoiar os transportes ativos. Diversas cidades se desenvolveram e se expandiram em torno do uso dos automóveis, sacrificando usos alternativos do espaço e o planejamento urbano na escala do pedestre. À medida que mais cidades se comprometem com políticas que priorizam o uso do espaço urbano por pessoas, em vez de veículos motorizados individuais e passam a fomentar o acesso e a confiabilidade das modalidades sustentáveis de locomoção, o sistema de bicicletas compartilhadas assume uma posição privilegiada.

Sendo um complemento importante para o transporte público e para os serviços de carona, os serviços de compartilhamento de bicicletas têm sido fundamentais ao permitir uma vida livre de carros, um passo essencial na redução de viagens motorizadas, poluição, ferimentos e mortes no trânsito. Atualmente, cidades em todos os continentes oferecem serviços de compartilhamento de bicicletas para moradores e turistas e o modelo da mobilidade compartilhada continua a se espalhar para cidades de diversos tamanhos, campi universitários, polos de empregos e até mesmo empreendimentos residenciais. Sistemas com altas taxas de sucesso – como o da Cidade do México e os encontrados na China – ajudaram a promover o uso de bicicletas como uma opção viável e válida no sistema de transporte. As cidades chinesas têm atualmente as maiores taxas de utilização de bicicletas compartilhadas e alteraram significativamente a distribuição modal reduzindo a utilização de veículos motorizados privados.

Este Guia de Planejamento de Bicicletas Compartilhadas oferece e explora recomendações sobre temas centrais de planejamento, com o objetivo de lançar sistemas de bicicletas compartilhadas equitativos, sustentáveis e financeiramente sólidos, que operem no contexto de uma rede de transporte multifacetada.

ITDP Bikeshare Planning Guide

This Bikeshare Planning Guide compiles the knowledge, experience, and best practices gleaned from bikeshare experts, successful (and not so successful) bikeshare systems, and thought-leaders so that new and expanding bikeshare systems are positioned to succeed.

Sobre este autor
Cita: ITDP Brasil. "Guia de Sistemas de Bicicletas Compartilhadas" 05 Jun 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/918457/guia-de-sistemas-de-bicicletas-compartilhadas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.