O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. De volta para o passado com estas versões brutalistas de relógios de cuco

De volta para o passado com estas versões brutalistas de relógios de cuco

De volta para o passado com estas versões brutalistas de relógios de cuco
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

Máquinas de café e gnomos de jardim à parte, os fanáticos do brutalismo agora poderão expressar seu amor pelo controverso estilo modernista de outra maneira, tudo graças ao novo trabalho do artista alemão Guido Zimmermann. Seus belíssimos “Cuckoo Blocks” reinventam o tradicional relógio de cuco da Floresta Negra com um desenho inspirado no brutalismo modernista do final da década de 1960.

Mais do que um objeto de decoração para os fanáticos brutalistas, os relógios são, na verdade, uma resposta à crise da classe média resultado do aumento dos preços dos aluguéis nas metrópoles modernas. 

© Guido Zimmermann © Guido Zimmermann © Guido Zimmermann © Guido Zimmermann + 16

© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

Os relógios buscam inspiração em dois marcos brutalistas. O hotel La Flaine, projetado pelo arquiteto da Bauhaus Marcel Breuer, pode ser considerado uma obra de arte expressiva e construída para a era moderna, ou uma monstruosidade cinzenta e desajeitada, implantada em meio à uma paisagem intocada. Enquanto isso, a Glenkerry House de Londres, concebida por Erno Goldfinger e que já abrigou uma família de pessoas desconhecidas, oferece um estilo de vida que é pouco acessível ao cidadão londrino de hoje.

© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

O clássico relógio de cuco é um símbolo da prosperidade da classe média e já foi considerado um item de luxo em uma residência. A versão proposta por Guido, um objeto pré-fabricado ("Plattenbau"), revela a vida urbana e social de hoje nestes edifícios residenciais. O aumento dos preços de aluguel nas metrópoles está causando uma crise na classe média.
-Guido Zimmermann

© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

A série "Cuckoo Blocks" de Zimmermann também inclui casas para pássaros, para aqueles que adoram objetos brutalistas em seus jardins, e não satisfeitos apenas com NINO, o gnomo. O modelo que representa um edifício de habitação social construído na Sicília já recebeu o selo de aprovação do primeiro morador, um belo cuco de verdade. Rejeitando outras três casinhas mais "convencionais", aparentemente o cuco também é um fanático da arquitetura brutalista.

© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

As obras de Zimmermann podem ser acessadas via Facebook e Instagram, ou em seu website oficial aqui. Infelizmente, cucos não tuitam.

© Guido Zimmermann
© Guido Zimmermann

Via: Guido Zimmermann

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Niall Patrick Walsh
Autor
Cita: Walsh, Niall. "De volta para o passado com estas versões brutalistas de relógios de cuco" [Fly Back in Time with These Brutalist Cuckoo Clocks] 20 Jun 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/896556/de-volta-para-o-passado-com-estas-versoes-brutalistas-de-relogios-de-cuco> ISSN 0719-8906