O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Projeto da MINI LIVING transformará antiga fábrica em edifício residencial de uso misto na China

Projeto da MINI LIVING transformará antiga fábrica em edifício residencial de uso misto na China

  • 15:00 - 5 Dezembro, 2017
  • por
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Projeto da MINI LIVING transformará antiga fábrica em edifício residencial de uso misto na China
Projeto da MINI LIVING transformará antiga fábrica em edifício residencial de uso misto na China, Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING
Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING

A MINI LIVING divulgou seu primeiro projeto de construção em grande escala: a transformação de um conjunto de seis edifícios de uma antiga fábrica de tintas em Xangai em uma nova "centralidade urbana", um edifício residencial de uso misto, abrigando serviços, escritórios e áreas de uso coletivo.

Em parceria com os empreendedores chineses da Nova Property Investment Co., a MINI LIVING irá transformar a planta industrial existente através de uma variedade de espaços flexíveis e atividades programáticas, incluindo apartamentos, espaços de trabalho para alugar além de escritórios de co-working, proporcionando uma "flexibilidade individual e otimização do uso do espaço".

Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING Cortesia de MINI LIVING Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING Cortesia de MINI LIVING + 4

Cortesia de MINI LIVING
Cortesia de MINI LIVING

As unidades residenciais do edifício foram concebidas tanto para pessoas solteiras e casais quanto para famílias das mais diversas configurações e tamanhos. O interior foi projetado com materiais simples e contemporâneos, além de alguns detalhes inspirados na histórica cidade de Xangai. Os apartamentos foram projetados com uma planta mínima, cercada de amplos espaços de uso coletivo que abrigam as demais atividades do programa.

Destinado a tornar-se uma nova centralidade no bairro, grande parte do edifício será acessível não apenas para os moradores, mas também para a comunidade local de Jing'An. Espaços públicos, áreas expositivas, jardins, áreas de lazer, lojas, restaurantes e um mercado estarão acessíveis a todos, incentivando a interação entre os moradores e os visitantes. Através da arquitetura, a MINI LIVING tem como objetivo promover a interação social.

Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING
Renders por Luxigon. Cortesia de MINI LIVING

"Com a MINI LIVING, procuramos criar uma alternativa autêntica no mercado de aluguel das grandes cidades", diz Esther Bahne, diretora da MINI Brand Strategy e Business Innovation. "Estamos oferecendo um espaço flexível aos seus moradores, dinâmico que funcionará como um respiro em meio a realidade urbana do bairro. A MINI LIVING proporciona privacidade aos seus moradores, mas também permite que eles se relacionem com outras pessoas em um espaço repleto de diversidade. Isso faz com que a construção de uma nova cidade mais gentil para com as pessoas, seja muito mais acessível. A idéia é que os moradores realmente se sintam em casa neste novo edifício".

Além de sua arquitetura inovadora, o projeto também contará com uma variedade de serviços digitais exclusivos que permitirão aos moradores reservar restaurantes, serviços de limpeza, entrega de comida, aluguel de veículos compartilhados ou outras opções de transporte.

Cortesia de MINI LIVING
Cortesia de MINI LIVING

MINI LIVING foi lançada em 2016 pelo fabricante de automóveis MINI para explorar novos conceitos de moradia que otimizam a qualidade de vida em pequenos espaços, mantendo-se fiel ao lema da marca, "Uso criativo do espaço". Algumas recentes colaborações foram desenvolvidas, incluindo o projeto "Urban Nest" com o escritório Penda durante a Exposição Xangai Mini Life e um protótipo de habitação compartilhada sustentável, desenvolvida em parceria com o SO-IL para o Salão do Automóvel de Milão de 2017.

"A MINI sempre foi uma marca urbana. Não é apenas uma inspiração para a marca, ela injeta energia extra na vida cotidiana das cidades", explica Peter Schwarzenbauer, membro do Conselho Administrativo da BMW AG, empresa conjugada a MINI.

"Na MINI, também somos bem versados no uso inteligente do espaço; Desde 1959, o clássico veículo da Mini já explorava a experiência espacial dentro de um carro bastante compacto. A MINI LIVING traz esse know-how dos veículos para ser aplicado em nossas casas. Estamos repensando a idéia dos espaços habitáveis nas cidades e desenvolvendo conceitos de moradia atraentes e baseados nas reais demandas da vida contemporânea. Nosso objetivo é oferecer qualidade de vida através de apartamentos compactos".

A construção do projeto deverá ser iniciada até o final deste ano.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Patrick Lynch
Autor
Cita: Lynch, Patrick. "Projeto da MINI LIVING transformará antiga fábrica em edifício residencial de uso misto na China" [MINI LIVING's First Permanent Building Will Transform a Paint Factory into a Co-living Hotspot in Shanghai ] 05 Dez 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/884706/projeto-da-mini-living-transformara-antiga-fabrica-em-edificio-residencial-de-uso-misto-na-china> ISSN 0719-8906