O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Multar pedestres e ciclistas melhorará a segurança? ITDP Brasil manifesta preocupação

Multar pedestres e ciclistas melhorará a segurança? ITDP Brasil manifesta preocupação

Multar pedestres e ciclistas melhorará a segurança? ITDP Brasil manifesta preocupação
Multar pedestres e ciclistas melhorará a segurança? ITDP Brasil manifesta preocupação, © Stefano Aguiar
© Stefano Aguiar

No final de outubro, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou a resolução 706/2017, que padroniza a aplicação de multas para pedestres e ciclistas, previstas nos artigos 254 e 255 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Ainda que a garantia de direitos e o estabelecimento de deveres seja uma premissa para o bom funcionamento do trânsito, o ITDP Brasil acredita que a aplicação de multas a pedestres e ciclistas nas cidades brasileiras não irá contribuir com a melhoria das condições de segurança e nem promover o acesso à cidade, objetivo estabelecido na Política Nacional de Mobilidade Urbana.

Em geral, as cidades brasileiras ainda não oferecem condições mínimas de segurança e atratividade para os deslocamentos a pé ou de bicicleta: calçadas esburacadas e estreitas, limites de velocidade incompatíveis com as vias urbanas, ausência de redes cicloviárias que permitam o uso seguro da bicicleta, ausência de faixas de travessia de pedestre e tempos semafóricos que permitam a travessia segura são alguns dos desafios enfrentados cotidianamente pela população.

Ao mesmo tempo em que as condições oferecidas a pedestres e ciclistas são absolutamente desfavoráveis, um alto número de infrações com grande potencial de risco à vida continua a ser praticada nas cidades, tais como o excesso de velocidade e o uso de celulares ao volante, o desrespeito ao direito de circulação das bicicletas, a aplicação de películas escuras acima do limite permitido nos vidros dos carros, o desrespeito à preferência do pedestre em travessias, ou a combinação de álcool e direção.

A notória dificuldade de fiscalização enfrentada pelos municípios brasileiros e a carência de infraestrutura dedicada aos modos mais vulneráveis indicam urgências conflitantes com a resolução proposta. Desta forma, espera-se que o debate em torno da fiscalização de trânsito sirva para garantir o direito de circulação de todos, em especial dos modos ativos.

Ao mesmo tempo, é preciso garantir a infraestrutura necessária aos modos ativos e adequar o espaço viário para dar condições mínimas de segurança e conforto aos atores mais vulneráveis, estabelecendo processos educativos permanentes e inclusivos, que busquem formar o cidadão para a mobilidade urbana, e não apenas para a condução de veículos motorizados.

Sobre este autor
ITDP Brasil
Autor
Cita: ITDP Brasil. "Multar pedestres e ciclistas melhorará a segurança? ITDP Brasil manifesta preocupação" 09 Nov 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/883193/multar-pedestres-e-ciclistas-melhorara-a-seguranca-itdp-brasil-manifesta-preocupacao> ISSN 0719-8906