O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Como as pontes evoluíram para símbolos da identidade urbana

Como as pontes evoluíram para símbolos da identidade urbana

  • 07:00 - 9 Novembro, 2017
  • por
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
Como as pontes evoluíram para símbolos da identidade urbana
Como as pontes evoluíram para símbolos da identidade urbana, Margaret Hunt Hill Bridge, Dallas, Texas. Imagem © Greig Cranna
Margaret Hunt Hill Bridge, Dallas, Texas. Imagem © Greig Cranna

A colaboração cada vez mais próxima entre arquitetos e engenheiros causou uma explosão de projetos de pontes nas últimas décadas, resultando em estruturas que são ousadas e, ao mesmo tempo, racionais. Como resultado, as cidades têm explorado as pontes como grandes monumentos de design, para fomentar o orgulho de seus habitantes e promover-se como um destino turístico. Essas ideias inspiraram o fotógrafo Greig Cranna, que viaja pelo mundo registrando a elegância das pontes de hoje.

Cranna tem postado algumas de suas deslumbrantes fotografias no Instagram, coletando-as nos últimos 20 meses para lançar um livro, Sky Architecture - The Transformative Magic of Today's Bridges. Ao registrar essas estruturas fascinantes, as fotos mostram o impacto das pontes como uma adição à paisagem e se deleitam com suas silhuetas e projetos contemporâneos.

Sundial Bridge, Redding, Ca.. Imagem © Greig Cranna Lanier Bridge, Brunswick, Georgia. Imagem © Greig Cranna Bond Bridge, Kansas City, Mo. Imagem © Greig Cranna Sunshine Skyway Bridge, Tampa, Fla . Imagem © Greig Cranna + 21

As pontes surgiram como simplesmente um cruzamento seguro para pedestres e, mais tarde, para cavalos e carruagens. Tendo que suportar cargas relativamente leves, o foco dos projetos ficava na estética geral. Veja a ornamentação da Ponte Rialto do século XVI em Veneza, por exemplo; seu projeto obedece a escala humana e resulta numa experiência de grandeza, criando um ícone arquitetônico.

East Bay Bridge, San Francisco, CA. Imagem © Greig Cranna
East Bay Bridge, San Francisco, CA. Imagem © Greig Cranna

Na virada do século XIX, a industrialização e a invenção da ferrovia exigiram pontes que vencessem vãos muito maiores e que poderiam lidar com cargas mais pesadas. A necessidade de conexões entre as cidades fez com que a ênfase dos projetos fosse direcionada para suas qualidades estruturais e a estética foi praticamente esquecida. Neste momento, as pontes eram construídas principalmente de aço para maior suporte estrutural e pareciam apenas funcionais. A Forth Bridge, na Escócia, demonstra esse triunfo da engenharia, com suas múltiplas seções em balanço cobrindo uma extensão de mais de meio quilômetro.

Infinity Bridge, Stockton-On-Tees, England. Imagem © Greig Cranna
Infinity Bridge, Stockton-On-Tees, England. Imagem © Greig Cranna

Hoje, os projeto de pontes apresentam um envolvimento muito maior de arquitetos. Agora, mais do que nunca, o avanço da tecnologia permitiu explorações nas formas e ofereceu oportunidades para experimentar mais com a estrutura. O poder das pontes para influenciar as percepções das pessoas sobre um lugar não passou despercebido pelas cidades, que estão "se promovendo com estruturas marcantes próprias", explica Cranna.

Erasmus Bridge, Roterdã, Holanda. Imagem © Greig Cranna
Erasmus Bridge, Roterdã, Holanda. Imagem © Greig Cranna

A dependência da sociedade no transporte nos ofereceu marcos famosos no passado, como a Brooklyn Bridge, a Golden Gate Bridge e a Sydney Harbour Bridge, que são instantaneamente associadas à localização a que pertencem. Atualmente, o design arrojado é um requisito para que as pontes contemporâneas se destaquem da mesma maneira para se tornar uma estrutura reconhecível.

Essas formas distintas aparecem nas fotografias de Cranna; no entanto, são as pontes para pedestres que ele considera mais interessantes. Remetendo ao seu surgimento, elas são muito mais pessoais e de escala humana, criando uma experiência individual à medida que uma pessoa se desloca de um ponto A para um ponto B. Além da interação com as pessoas, as pontes para pedestres apresentam uma vantagem ambiental, incentivando uma pegada mais ecológica para esse deslocamento.

BP Bridge, Chicago, IL. Imagem © Greig Cranna
BP Bridge, Chicago, IL. Imagem © Greig Cranna

Entre as pontes para pedestres fotografadas por Cranna está a BP Bridge em Chicago. Projetada por Frank Gehry, ela leva você a uma viagem sinuosa entre dois parques e ao longo de uma estrada. O caminho é deliberadamente curvado para proporcionar uma rampa mais longa e suave, acessível a todos, e com uma forma de borda que atua como uma barreira acústica em relação à estrada abaixo. Essa atenção aos sentidos humanos e a forma como percebemos esse espaço são qualidades arquitetônicas que só podem ser alcançadas numa infraestrutura nesta escala.

Gateshead Millenium Bridge, Newcastle-On-Tyne, Inglaterra. Imagem © Greig Cranna
Gateshead Millenium Bridge, Newcastle-On-Tyne, Inglaterra. Imagem © Greig Cranna

Cranna também fotografou a Gateshead Millennium Bridge, projetada por Wilkinson Eyre Architects, que responde à necessidade de um cruzamento para pedestres no Rio Tyne, em Newcastle, na Inglaterra. A ponte tornou-se uma atração icônica, atraindo multidões para assistir a estrutura dinâmica mover-se como um olho piscando para os barcos maiores passarem. Ao contrário da BP Bridge, seu design minimalista é leve e oferece vistas do rio como parte integrante da experiência para os usuários.

Ft. Vancouver, Wash.. Imagem © Greig Cranna
Ft. Vancouver, Wash.. Imagem © Greig Cranna

À medida que as pontes de pedestres emergem em todo o mundo, a maneira como eles respondem aos sentidos humanos levou a formas mais lúdicas. Além daquelas fotografados por Cranna, podemos ver formas abstratas aparecerem na Ponte Nó da Sorte da NEXT Architects, que cria pontos para apreciar as visuais da paisagem, e na Ponte High Trestle Trail, de RDG Planning & Design, cujo túnel de luzes azuis transforma o espaço à noite.

Bond Bridge, Kansas City, Mo. Imagem © Greig Cranna
Bond Bridge, Kansas City, Mo. Imagem © Greig Cranna

Embora ainda exista uma demanda óbvia de infraestrutura maior para lidar com veículos, é importante que continuemos com essa paixão pela evolução das pontes para pedestres. Agora vemos pontes não só como uma forma de atravessar estradas ou rios, mas como uma peça escultural de tecnologia que as pessoas querem visitar e vivenciar. A ênfase em pontes que podem melhorar o transporte de pedestres trazem benefícios tanto para o meio ambiente quanto para a indústria do turismo, por isso é importante que continuemos a criar essas experiências espaciais e sensuais - e agradecer que tais estruturas sejam catalogadas e celebradas por fotógrafos como Cranna.

Ver a galeria completa

Cita: Thorns, Ella. "Como as pontes evoluíram para símbolos da identidade urbana" [How Bridges Evolved Into Signifiers of Urban Identity] 09 Nov 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/882985/como-as-pontes-evoluiram-para-simbolos-da-identidade-urbana> ISSN 0719-8906