O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento

Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento

Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento
Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento, © Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia
© Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia

Em uma conferência de imprensa convocada hoje na sede da Biennale em Ca 'Giustinian, em Veneza, na Itália, Yvonne Farrell e Shelley McNamara — do escritório Grafton Architects — revelaram o tema da Bienal de Arquitetura de Veneza 2018: Freespace. De acordo com as curadoras, a próxima edição celebrará "generosidade e reflexão", e "um desejo de se engajar".

Acreditamos que todos têm o direito de se beneficiar da arquitetura. O papel da arquitetura é dar abrigo aos nossos corpos, mas também elevar nossos espíritos. Uma bela parede que forma a borda da rua agrada o passante, mesmo que ele nunca a adentre.

Freespace "revelará a diversidade, a especificidade e a continuidade na arquitetura." As arquitetas propõem: "Juntos, podemos revelar a capacidade da arquitetura de conectar-se com a história, o tempo, o lugar e as pessoas. Essas qualidades sustentam a habilidade fundamental da arquitetura de nutrir e apoiar um impacto significativo entre pessoas e lugares". Em sua declaração de encerramento, Farrell e McNamara citaram um antigo provérbio grego: "Uma sociedade cresce bem quando homens velhos plantam árvores das quais nunca aproveitarão as sombras."

© Giulio Squillacciotti. Arsenale, Veneza. Image Cortesia de La Biennale di Venezia
© Giulio Squillacciotti. Arsenale, Veneza. Image Cortesia de La Biennale di Venezia

Estamos interessadas em ir além do visual. Estamos interessadas na coreografia do cotidiano. Vemos a terra como cliente e a arquitetura como o manejo de seus recursos.

Em janeiro deste ano, o presidente de La Biennale, Paolo Baratta, argumentou que a exposição de 2016 "com curadoria de Alejandro Aravena [Reporting From the Front] ofereceu aos visitantes uma visão crítica da evolução mundial da arquitetura e sublinhou o quão importante é que uma demanda por parte de indivíduos e comunidades seja atendida por uma resposta igualmente eficaz". Ele sugeriu que "nesse sentido", a Bienal de Farrell e McNamara "continuará a abordar o mesmo tema, mas do ponto de vista da qualidade do espaço público e privado, do espaço urbano, do território e da paisagem como os principais fins da arquitetura ".

Entendendo o Grafton Architects, das Diretoras da Bienal de Veneza 2018

"Quando você lê Amor em tempos de Cólera você começa a perceber o realismo mágico da América do Sul." Yvonne Farrell, Shelley McNamara e eu estávamos aninhados num canto do átrio raso do Centro Barbican falando sobre o assunto de suas mais recentes honrarias, o prêmio inaugural do Royal Institute of British Architects, concedido na noite anterior.

© Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia
© Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia

Sobre o Grafton Architects

Farrell e McNamara são pensadoras influentes, abertas ao diálogo e consideradas arquitetas inovadoras. Seu portfólio de obras construídas compreende desde projetos de educação superior até habitações unifamiliares, conjuntos habitacionais e exposições. Os projetos mais conhecidos incluem a Universidade de Engenharia e Tecnologia em Lima, Peru (realizada em colaboração com a Shell Arquitectos e inaugurada em 2016) e a Escola de Economia Università Luigi Bocconi em Milão, Itália. As arquitetas já estiveram envolvidas na Bienal da Arquitetura de Veneza três vezes, exibindo seu trabalho em 2002 e 2016 e sendo premiadas com o Leão da Prata em 2012 pelo projeto de Lima.

Conheça os projetos realizados pelas Diretoras da Bienal de Veneza 2018

9 O Conselho de Administração da Biennale di Venezia nomeou Yvonne Farrell e Shelley McNamara como curadoras da 16ª Bienal Internacional de Arquitetura em 2018. Juntas fundaram o escritório Grafton Architects que possui sua sede em Dublin. Saiba mais sobre as arquitetas e alguns de seus projetos realizados, a seguir.

A 16ª Exposição Internacional de Arquitetura (La Biennale di Venezia) será inaugurada no dia 26 de maio de 2018 e permanecerá aberta até o dia 25 de novembro.

© Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia
© Andrea Avezzu. Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Diretoras da Bienal de Veneza 2018 – "Freespace". Image Cortesia de La Biennale di Venezia
Sobre este autor
Cita: AD Editorial Team. "Freespace: Bienal de Veneza 2018 celebrará a generosidade, reflexão e engajamento" 07 Jun 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/873131/freespace-bienal-de-veneza-2018-celebrara-a-generosidade-reflexao-e-engajamento> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.