O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Como Vancouver se tornou uma cidade multimodal

Como Vancouver se tornou uma cidade multimodal

Como Vancouver se tornou uma cidade multimodal

A meta de Vancouver para 2040 é que utilizar apenas energia proveniente de fontes limpas para abastecer os sistemas de calefação e transporte público da cidade.

Como parte desta meta, a cidade pretende, até 2020, fazer com que 50% dos deslocamentos urbanos sejam realizados a pé, de bicicleta ou em transporte público. 

Embora estas cifras sejam bastante ambiciosas, o urbanista e ex-chefe de planejamento de Vancouver, Brent Toderian, explica, neste vídeo realizado pela Streetfilms, que há três fatores que demonstram que a mobilidade sustentável já foi adotada pelos habitantes há mais de 40 anos.

© Flickr: Sherwood411. Licença CC BY-NC 2.0
© Flickr: Sherwood411. Licença CC BY-NC 2.0

O primeiro consiste em que, no final dos anos 1960 e início dos anos 1970, os cidadãos impediram a construção de rodovias, e hoje, Vancouver é a única cidade na América do Norte a não ter rodovias dentro de seus limites urbanos. 

A isso soma-se projetos mais recentes, como por exemplo, 24% das ciclovias serem adequadas a pessoas de todas as idades e condições físicas, facilitando os deslocamentos de bicicleta. Hoje, 10% dos trajetos casa-trabalho são realizados em bicicletas. 

O segundo fator é a Exposição Internacional de 1986, que teve como tema central as comunicações e o transporte. Durante seis meses, a orla False Creek foi ocupada pelos pavilhões dos 54 países participantes e hoje este é um dos principais espaços públicos da cidade. 

O terceiro e último fator é o fato de a cidade ter sido sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010, evento que incluiu diversas atividades nos espaços públicos da cidade, sendo uma delas o fechamento das ruas para a realização de festas ao ar livre. 

© Flickr: Dylan Passmore. Licença CC BY-NC 2.0
© Flickr: Dylan Passmore. Licença CC BY-NC 2.0

Todavia, existem fatores secundários, como a extensão da rede do metrô de superfície e o novo sistema de bicicletas públicas Mobi, lançado em julho de 2016, que favorecem a escolha por meios de transporte sustentáveis na rotina diária dos habitantes.

.

Sobre este autor
Constanza Martínez Gaete
Autor
Cita: Gaete, Constanza Martínez. "Como Vancouver se tornou uma cidade multimodal" [Video: Cómo Vancouver se convirtió en una ciudad multimodal] 01 Abr 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/868067/como-vancouver-se-tornou-uma-cidade-multimodal> ISSN 0719-8906