O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Nova Iorque propõe redistribuição viária para aumentar a segurança nas ruas

Nova Iorque propõe redistribuição viária para aumentar a segurança nas ruas

Nova Iorque propõe redistribuição viária para aumentar a segurança nas ruas
Nova Iorque propõe redistribuição viária para aumentar a segurança nas ruas, Chrystie St, Nova Iorque. Imagem © Flickr usuário: NYCDOT. Licença CC BY-NC-ND 2.0
Chrystie St, Nova Iorque. Imagem © Flickr usuário: NYCDOT. Licença CC BY-NC-ND 2.0

Cruzamentos peatonais inseguros, ciclovias que não são respeitadas pelos condutores, e trechos permitidos para automóveis apesar do risco que geram para ciclistas e pedestres são, lamentavelmente, problemas comuns em diversas cidades.

Mostramos a seguir um caso bem sucedido em Nova Iorque que apresentava os mesmos problemas, mas que foi resolvido com uma proposta de desenho urbano que consistiu, basicamente, em redistribuir o espaço viário a partir do Plano Visão Zero.

Esta estratégia começou a ser implementada na cidade a partir de 2007, em um momento que o paradigma de mobilidade começou a se concentrar mais nas pessoas que nos automóveis. O projeto de pedestrianização da Times Square, de 2009, reflete essa visão.

O diagnóstico

Antes da intervenção. Março 2016. Imagem © DOT NYC
Antes da intervenção. Março 2016. Imagem © DOT NYC

A rua em questão é a Chrystie St, que só contava com uma ciclofaixa pintada no chão, apesar de unir as ciclovias das avenidas 1st e 2nd com a ciclovia da Ponte de Manhattan. Segundo medições do Departamento de Transportes (DOT NYC) realizadas entre abril e outubro de 2016, por aí transitavam cerca de 6,2 mil ciclistas todos os dias.

No entanto, este elevado fluxo de ciclistas não significava necessariamente que a experiência de pedalar pela Chrystie St era boa. Com efeito, em uma avaliação realizada no ano passado pelo DOT, foram identificadas várias deficiências segundo os usuários do espaço viário.

Plano Chrystie St. Imagem © DOT NYC
Plano Chrystie St. Imagem © DOT NYC

Por exemplo, os pedestres frequentemente não podiam atravessar os cruzamentos devido aos automóveis, que ocupavam o espaço como uma zona de espera.

A situação dos ciclistas tinha mais fatores em jogo, por exemplo, o fato da ciclovia ser apenas pintada na rua tornava fácil para os automóveis ocupar o espaço das bicicletas; além disso, alguns motoristas sequer avistavam o ícone de ciclovia pintado na rua.

Além disso, como os ciclistas não estavam segregados do fluxo de veículos, eles tendiam a trafegar entre os carros, e não necessariamente do lado direito da calçada. Em certos casos, inclusive, foram observados ciclistas que trafegavam no sentido contrário ao trânsito. 

E, finalmente, os condutores, ao virar para a esquerda, se aproximavam demais dos pedestres e ciclistas que estavam cruzando a pista, criando situações de risco.

A proposta do DOT

© DOT NYC
© DOT NYC

Frente a isso, o DOT propôs criar uma ciclovia bidirecional com piso verde, assim como havia proposto para a Broadway, Columbus Avenue e 2nd Avenue, locais onde o número de acidentes havia diminuído 20%.

Esse tipo de ciclofaixa considera as duas pistas e um espaço de reserva onde são instalados obstáculos que garantem a segregação entre ciclistas a condutores. 

Além disso, fora ampliadas as ilhas peatonais para evitar que os ciclistas tivessem que percorrer longas distâncias, os automóveis foram proibidos de virar à esquerda, e a ciclofaixa da rua Chrystie St foi estendida, evitando que os ciclistas tivessem que transitar entre os carros.

Foram também ajustados os tempos dos semáforos, favorecendo os fluxos em diferentes direções.

Antes / Cruzamento Chrystie St com Houston St. Imagem © DOT NYC
Antes / Cruzamento Chrystie St com Houston St. Imagem © DOT NYC
Proposta / Cruzamento da Chrystie St com a Houston St. Imagem © DOT NYC
Proposta / Cruzamento da Chrystie St com a Houston St. Imagem © DOT NYC

Resultados

Chrystie St, Nova Iorque. Imagem © Flickr usuário: NYCDOT. Licença CC BY-NC-ND 2.0
Chrystie St, Nova Iorque. Imagem © Flickr usuário: NYCDOT. Licença CC BY-NC-ND 2.0

A inauguração da intervenção aconteceu no dia 21 de dezembro e as mudanças foram imediatamente percebidas. Os carros não mais disputavam espaço com os ciclistas, os cruzamentos de pedestres ficaram mais livres e a segurança viária, de modo geral, aumentou.

Veja como funciona a rua após a intervenção do DOT neste vídeo produzido pela Streetfilms.

Sobre este autor
Constanza Martínez Gaete
Autor
Cita: Gaete, Constanza Martínez. "Nova Iorque propõe redistribuição viária para aumentar a segurança nas ruas" [Nueva York pudo hacer que esta calle sea más segura con este proyecto de redistribución vial] 25 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/867619/nova-iorque-propoe-redistribuicao-viaria-para-aumentar-a-seguranca-nas-ruas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.