O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 10 Regras para estudantes, professores e para a vida (da arquitetura)

10 Regras para estudantes, professores e para a vida (da arquitetura)

10 Regras para estudantes, professores e para a vida (da arquitetura)
10 Regras para estudantes, professores e para a vida (da arquitetura), via © Flickr username-guiba6 Used under Creative Commons CC BY-SA 2.0
via © Flickr username-guiba6 Used under Creative Commons CC BY-SA 2.0

Entre os anos 1967 e 1968, Corita Kent escreveu as "Dez Regras para Estudantes, Professores e a vida" que, juntamente ao compositor e artista John Cage - discípulo de Arnold Schoenberg- ofereceram ao mundo um modelo para alimentar o espírito criativo e os processos de experimentação dos designers e artistas.

Um olhar crítico, experimental e reflexivo, tanto a respeito da formação, quanto dos formadores, pode ser traduzido perfeitamente no momento em que acontece a boa arquitetura e através da história de seus particulares autores, evidenciando uma abordagem comprometida com a disciplina, tanto no âmbito do aprendizado, quanto da prática.

Estas são as 10 regras para estudantes, professores e a vida, com as quais podemos nos aproximar aos processos do fazer arquitetônico.

Regra 01 / Encontre um lugar em que você confie, e confie nele por um tempo.

+ Biblioteca Central de Seattle / OMA + LMN

© Philippe Ruault
© Philippe Ruault

Se o seu lugar ou papel no processo de desenho é pensado de forma crítica em relação a tudo que te rodeia, e você propõe suas opiniões fora dos padrões estabelecidos - como soube fazer o arquiteto Rem Koolhaas -, siga em frente. Apesar de serem ideias diferentes, não se enquadre em estilos ou modelos programáticos preestabelecidos, mantenha firmes as suas convicções caso sejam adequadas.

São as novas relações de programas que fazem desta mais do que uma simples biblioteca, mas um espaço público aprimorado ao redor do conhecimento. (Trecho do memorial oficial da Biblioteca Central de Seattle do OMA + LMN)

Regra 02 / Deveres gerais de um estudante: extraia tudo o que puder de seu professor; extraia tudo que puder de seus colegas.

+ Ginásio Gammel Hellerup / BIG

© Jens Lindhe
© Jens Lindhe

A compreensão e o interesse nos ambientes onde encontra-se devem ser orientados ao aproveitamento máximo de uma formação acadêmica, que pode trazer muitas vantagens no futuro. Assim como Bjarne Ingels, que soube relacionar-se com Koolhaas, e pôde entender a importância de criar espaços aptos para a educação e a participação.

Ao invés de implantar o corredor fora da escola - e estender ainda mais a vida social - criamos um novo ponto focal e uma conexão entre as instalações existentes da escola. A cobertura forma uma elevação que serve como uma peça gigante de móveis informais que participam e dão suporte à vida estudantil. (Trecho do memorial oficial do Ginásio Gammel Hellerup / BIG)

Regra 03 / Deveres gerais de um professor: extraia tudo o que puder de seus alunos.

+ Nest We Grow / Faculdade de Projeto Ambiental UC Berkeley + Kengo Kuma & Associates

© Shinkenchiku-sha
© Shinkenchiku-sha

Da mesma forma que um estudante aprende do professor, o professor aprende do estudante. Para isso, a participação é essencial como forma de produção criativa, e que pode acabar com uma grande surpresa para o grupo.

Em resposta a um concurso internacional de projeto e construção, nossa equipe propôs um foco essencialmente californiano, incluindo, no entanto, muitas ideias novas para a Ásia, local de onde a maioria de nós vem. Estas ideias trazidas da Califórnia ajudaram a formar o projeto "Nest we Grow", que evoluiu de um interesse comum nos materiais que compõem nosso entorno construído, para um foco nos materiais renováveis. (Trecho do memorial oficial de Nest We Grow / Faculdade de Projeto Ambiental UC Berkeley + Kengo Kuma & Associates)

Regra 04 / Considere tudo um experimento.

+ Centro Educacional Roy & Diana Vagelos / Diller Scofidio + Renfro

© Iwan Baan
© Iwan Baan

Não se deve perder a oportunidade de enfrentar os diferentes desafios que nos são encomendados. Qualquer programa pode ser abordado por meio de uma investigação projetual e ter como resultado uma proposta sólida, tanto como espaços públicos elevados sobre antigas vias férreas, ou como um centro educacional nas alturas.

Projetado pela sede novaiorquina do escritório de projeto interdisciplinar Diller Scofidio + Renfro em colaboração com a Gensler, trata-se de uma torre de vidro com 14 pavimentos e 10.200 metros quadrados que incorpora salas de tecnologia avançada, espaços de colaboração, além de um centro de simulação moderno para refletir como se ensina e pratica a medicina no século XXI. (Trecho do memorial oficial do Centro Educacional Roy & Diana Vagelos / Diller Scofidio + Renfro)

Regra 05 / Seja auto-disciplinado. Isso significa encontrar alguém sábio ou inteligente e segui-lo. Ser disciplinado é seguir a alguém de uma forma positiva. Ser auto-disciplinado é seguir a alguém da melhor forma possível.

+ Casa Curutchet / Amancio Williams - Le Corbusier

via © ARQ+HIS
via © ARQ+HIS

Assim como Amancio Williams encontrou Le Corbusier e soube estuda-lo para aproveitar seus conhecimentos e dar um passo mais adiante em uma arquitetura significativa. 

A Casa Curutchet - um dos três projetos assinados pelo arquiteto suíço Le Corbusier na América - é considerada como a evidência construída do vínculo que o arquiteto estabeleceu com a Argentina a partir de 1930. Após seis décadas de conclusão da obra, lembramos da relação entre Le Corbusier e Amancio Williams, que, encarregado de sua gestão, transforma-se no intérprete à distância deste projeto. (Trecho do memorial oficial de Casa Curutchet / Amancio Williams - Le Corbusier)

Regra 06 / Nada é um erro. Não existe ganhar ou perder. Só existe fazer. 

+ Zaragoza Bridge Pavilion / Zaha Hadid + Patrick Schumacher

© Fernando Guerra
© Fernando Guerra

A linha que divide o que é correto e errôneo em um processo de projeto é subjetiva. É possível agarrar-se a diversos elementos, mas diante de qualquer dúvida, é preciso procurar trabalhar para leva-los a diante.

O projeto provém de uma investigação exaustiva sobre o potencial formal do corte de um diamante - que oferece propriedades programáticas e estruturais. No caso de estruturas de quadros espaciais, o corte de diamante representa uma forma racional de distribuir as forças ao longo da superfície. (Trecho do memorial oficial de Zaragoza Bridge Pavilion / Zaha Hadid + Patrick Schumacher)

Regra 07 / A única regra é trabalhar. Se você trabalha, isso te levará a algo. São as pessoas trabalham o tempo todo as que eventualmente encontrarão algo.

+ Centro Georges Pompidou / Renzo Piano + Richard Rogers

© © Rogers and Partners
© © Rogers and Partners

Uma proposta nova implica trabalho, ainda que provavelmente você não se encontre totalmente seguro sobre como conclui-la. O trabalho contínuo também implica inspiração, "A inspiração existe, mas é necessário encontra-la trabalhando.".

Nos anos 1970 os arquitetos Renzo Piano e Richard Rogers, ambos desconhecidos até então, colaboraram e ergueram um dos edifícios mais famosos e radicais de nossa era, o Centro Georges Pompidou. O centro cultural em Paris, França, colocou nosso mundo de ponta cabeça, literalmente. (Trecho do memorial oficial do Centro Georges Pompidou / Renzo Piano + Richard Rogers)

Regra 08 / Não crie e analise ao mesmo tempo. São processos diferentes.

+ Cementerio de San Cataldo / Aldo Rossi

via © Flickr username-guiba6 Used under Creative Commons CC BY-SA 2.0
via © Flickr username-guiba6 Used under Creative Commons CC BY-SA 2.0

Uma das possíveis vocações como arquiteto é poder comunicar um olhar reflexivo frente aos acontecimentos da arquitetura. É necessário primeiro ter um momento de análise para, então, saber como expressa-lo, já que, provavelmente, o caminho inverso não forme um discurso sólido.

Aldo Rossi, arquiteto de Milão, é reconhecido por seu trabalho intelectual, seus desenhos e obras de arquitetura. Seu desejo de criar edifícios que refletem seus pensamentos teóricos e sociais, é apreciado na grande maioria de suas obras, se não em todas. (Trecho do memorial oficial de Cementerio de San Cataldo / Aldo Rossi)

Regra 09 / Seja feliz sempre que puder. Aproveite. A vida é mais leve do que você pensa.

+ Residência em Carrizal / Daniel Moreno + Sebastián Calero

© Lorena Darquea
© Lorena Darquea

Os diferentes momentos em um processo de projeto podem ter seus altos e baixos, e é importante identifica-los e saber quais questões podem ser potencializadas no mesmo processo.

Como metodologia de trabalho, convidou-se os clientes a sonhar sem limites, projetar sua vida nestes espaços e, juntos, cumprir passo a passo todos os desejos e vontades concordadas. Para conseguir estes objetivos foi realizada uma série de reuniões, onde todos nos envolvemos em um processo arquitetônico/construtivo muito participativo. Por isso, em algumas etapas do projeto, foram realizados mutirões entre amigos para unir forças, gerar um sentido de pertencimento e conseguir economia de certos itens importantes. (Trecho do memorial oficial de Residência em Carrizal / Daniel Moreno + Sebastián Calero)

Regra 10 / "Estamos quebrando todas as regras. Inclusive nossas próprias regras. E como fazemos isso? Deixando bastante espaço para as quantidades X" (John Cage).

+ Casa Ex of In / Steven Holl Architects

© Paul Warchol
© Paul Warchol

As regras se fazem a partir das práticas, o que faz com que elas estejam em constante atualização: mais ainda se estas regras são propostas por nós mesmos.

A Casa Ex Of In explora uma linguagem do espaço orientado à energia espacial interna vinculada à ecologia do lugar, questionando os clichês atuais da linguagem arquitetônica e da prática comercial. (Trecho do memorial oficial de Casa Ex of In / Steven Holl Architects)

Pistas: Esteja sempre presente. Vá e veja tudo. Sempre assista às aulas. Leia tudo o que tenha em mãos. Assista a filmes com atenção e freqüência. Guarde tudo: pode ser útil depois.

  • Artigo baseado nas 10 regras desenvolvidas por Corita Kent e publicadas no livro Learning By Heart: Teachings to free the creative spirit, disponível aqui.

Sobre este autor
Fabian Dejtiar
Autor
Cita: Dejtiar, Fabian. "10 Regras para estudantes, professores e para a vida (da arquitetura)" [10 Reglas para estudiantes, maestros y la vida (de la arquitectura)] 13 Fev 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/804911/10-regras-para-estudantes-professores-e-para-a-vida-da-arquitetura> ISSN 0719-8906