O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. "Arranha-infernos": a casa enterrada de Fernando Higueras

"Arranha-infernos": a casa enterrada de Fernando Higueras

"Arranha-infernos": a casa enterrada de Fernando Higueras
"Arranha-infernos": a casa enterrada de Fernando Higueras, Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Em 1972, o arquiteto espanhol Fernando Higueras iniciou em Madri a construção do edifício que seria seu estúdio e, posteriormente, sua casa até o fim de sua vida em 2008. O projeto recebeu do arquiteto o apelido de "rascainfiernos", ou, em tradução livre, "arranha-infernos", já que, diferentemente de um arranha-céu, este edifício é muito discreto e submerge na terra.

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia + 14

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Para Higueras, a casa, enquanto tipologia, deveria ser semelhante a viver em uma caverna, por isso, escavou um buraco de 9 m x 9 m em seu jardim onde criou seu refúgio subterrâneo. 

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Higueras graduou-se em arquitetura na Escola Técnica Superior de Arquitetura de Madri em 1959. Sua obra se caracteriza pelo distanciamento do racionalismo e aproximação às ideias de Frank Lloyd Wright.

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Apesar de estar enterrada sete metros debaixo da terra, a residência apresenta uma qualidade espacial que convida o morador a permanecer nos espaços; um enorme átrio de pé direito duplo com quatro claraboias ventila e ilumina os ambientes, convertendo-os em lugares agradáveis. 

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

“Não deixe faltar janelas. Há quatro para ver o céu, as árvores, os pássaros. É maravilhoso escutar os flocos de neve caindo sobre a claraboia", comentou Lola Botia, atual responsável pela Fundación Fernando Higueras.

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

A casa subterrânea oferece as condições perfeitas; pode-se desfrutar de um silêncio absoluto e, devido à inércia térmica do terreno, a eficiência energética da casa é extraordinária. A temperatura ambiental é muito estável durante todo o ano, entre 16 e 26 graus célsius, mantendo-se fresca no verão e quente no inverno. 

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Sem dúvidas, a obra de Higueras continua sendo considerada um projeto vanguardista até os dias de hoje. O arranha-infernos é um exemplo de um habitar mais sustentável, antes mesmo do termo ter se popularizado. 

Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia
Cortesia da Fundación Fernando Higueras, Lola Botia

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Rodríguez Melgar, Ana. ""Arranha-infernos": a casa enterrada de Fernando Higueras" [‘Rascainfiernos’, la ejemplar vivienda enterrada de Fernando Higueras] 09 Dez 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801004/arranha-infernos-a-casa-enterrada-de-fernando-higueras> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.