O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Um passeio virtual pela Case Study House #26 de Beverley David Thorne

Um passeio virtual pela Case Study House #26 de Beverley David Thorne

Um passeio virtual pela Case Study House #26 de Beverley David Thorne
Este artigo de Realidad Virtual é patrocinado por:
A Saint-Gobain não se responsabiliza por, e se isenta expressamente da responsabilidade por danos de qualquer tipo decorrentes do uso, referente a ou dependente de qualquer informação contida neste local. A Saint-Gobain não garante que a informação estará correta, completa ou atualizada ou que não irá infringir qualquer direito autoral ou qualquer outra propriedade de direito intelectual e a Saint-Gobain não endossa qualquer tipo de informação contida neste local. Ainda que o ArchDaily forneça links com outros recursos da internet, incluindo páginas de internet, a Saint-Gobain não se responsabiliza pela precisão ou pelo conteúdo da informação contida nestes locais. Os links do ArchDaily com terceiros não representam uma aprovação da Saint-Gobain destas partes ou de seus produtos ou serviços.
Um passeio virtual pela Case Study House #26 de Beverley David Thorne, © Kathi Elliott
© Kathi Elliott

A maior surpresa neste modelo Archilogic é o espectro de cores. Quem já visitou a Case Study House #26 em San Rafael, Califórnia, em algum momento nos últimos 40 anos, está familiarizado com a clássica estrutura branca de aço da edificação, mas o arquiteto, Beverley David Thorne, tinha originalmente escolhido um esquema de cores muito diferente: dourado para o aço, vermelho e outras cores mais vivas para os interiores. "A escolha de cores externas", escreveu Thorne na revista Arts & Architecture ", foi ditado pelo clima e pelo carácter da paisagem circundante." Este modelo Archilogic recria as condições originais de 1963, até as cores da parede do dormitório e os azulejos.

Com o esquema todo branco, a Case Study House #26 se assemelha a Farnsworth de Mies ou uma das referências favoritas da arquitetura moderna, o transatlântico. Isso se torna mais proeminente do que nunca quando você pisa no deck que flutua sobre o terreno e oferece uma vista panorâmica deslumbrante sobre as colinas de Marin County, praticamente negando que a casa está construída em terra sólida.

O programa Case Study House foi uma iniciativa patrocinada pela revista Arts & Architecture para resolver o déficit habitacional após a Segunda Guerra Mundial. Sua missão era fornecer uma visão de como as famílias poderiam viver em casas modernas construídas com materiais e tecnologias contemporâneas. Com o boom populacional e construtivo do período pós-guerra, a terra edificável na Califórnia tornou-se escassa e mais cara, o que gerou construtores interessados em construir nas encostas como uma alternativa mais barata. Para a Case Study House #26, abordar o terreno acentuadamente inclinado era um critério auto-imposto que qualificou a edificação para inclusão nesta série. Ironicamente, a série resultou em jóias arquitetônicas que não moldam habitação em massa, mas sim, influenciam os gostos dos fãs mais exigentes do alto design. A estrutura de aço era muito cara e exigiu muita precisão para ser aplicada na habitação de padrão barato. Excessivos detalhes materiais, como pisos de madeira maciça, fizeram tais casas inacessíveis para a maioria das famílias americanas.

© Kathi Elliott
© Kathi Elliott

No entanto, o aço é um material ideal para a construção em uma encosta íngreme. Os grandes vãos possibilitados pelo material requerem menos fundação, e por ter os níveis do piso seguindo o terreno, o projeto evita tanto escavação custosa quanto um "paliteiro" pouco atraente com a parte inferior do chão exposta.

"Tocar levemente o solo" sinalizou uma posição ambiental vanguardista e foi um aspecto muito importante para Thorne, que manifestou esta intenção fundamental no artigo na A&A intitulado como "resolver a integração de uma plataforma espacial para o terreno, sem afetar os contornos ou o estado natural da terra e sem que os ocupantes sintam-se que estão vivendo em uma colina. "

Um único desenho que mostra o corte é suficiente para explicar toda a casa. Ele detalha as composições globais e a maioria dos detalhes da construção. Usando apenas este corte e um plano básico dos andares, a casa poderia ter sido construída. É difícil imaginar hoje, mas todo o conjunto de desenho consistia em apenas quatro folhas. Muitas decisões importantes foram feitas diretamente entre o arquiteto e o empreiteiro durante a construção, sem o uso de desenhos. No local, o layout do piso plano foi invertido e os cantos proeminentes têm janelas em vez de paredes. Apropriadamente, o arquiteto até sujou suas mãos, ajudando a soldar a estrutura de aço.

© Kathi Elliott
© Kathi Elliott

Originalmente encomendado pelo CEO da Bethlehem Steel, os primeiros proprietários de Case Study House #26 eram da família Ketcham, um casal composto por um piloto e uma aeromoça da TWA que construíram a sua família lá. O design moderno correspondeu perfeitamente à sua profissão. Eles equiparam a casa com tecnologia de ponta, com um sistema de intercomunicação e utensílios de cozinha à la Jetsons. Thorne, além de algumas alterações, fez planos para adicionar um piso inferior e piscina, embora eles nunca tenham sido realizados. Com algumas exceções, como o esquema de cores quase monocromático atual e uma remodelação da cozinha, a casa é preservada em sua condição original de 1963.

Os atuais proprietários mantêm um site com mais informações, imagens e referências de literatura sobre a residência www.csh26.info e também no Instagram.

Nós incentivamos você a experimentar a Experiência Virtual de Archilogic em seu navegador, criar seus próprios desenhos e compartilhar suas visitas online. Para aderir à Plataforma  Archilogic registe-se aqui e desfrute da versão de avaliação gratuita da inscrição pro.

Archilogic transforma plantas 2D em interativos, acessíveis e personalizáveis passeios virtuais em 3D em 24 horas a partir de $ 69. Não perca os modelos anteriores da Archilogic compartilhados no ArchDaily:

Cita: Madlaina Kalunder and Cord Struckmann, Archilogic. "Um passeio virtual pela Case Study House #26 de Beverley David Thorne" [A Virtual Look Into Beverley David Thorne's Case Study House #26] 17 Jul 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/791109/a-virtual-look-into-beverley-david-thornes-case-study-house-number-26> ISSN 0719-8906