O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016

Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016

Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016
Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016, © Frank Hanswijk
© Frank Hanswijk

O American Institute of Architects (AIA) anunciou Denise Scott Brown e Robert Venturi como vencedores da AIA Gold Medal 2016. O AIA selecionou a dupla por seus "projetos construídos e literários que definiram o curso do pós-modernismo e quase toda a evolução formal na arquitetura", Scott Brown e Venturo são a primeira dupla a receber a Gold Medal após o AIA aprovar em 2013 uma mudança em seu regulamento, que passou a permitir que a honraria seja concedida a duplas que trabalham juntas.

Best Products Showroom, Langhorne, Pennsylvania (1978). Imagem © Tom Bernard Episcopal Academy Chapel, Newtown Square (2008). Imagem © Matt Wargo Franklin Court, Philadelphia (1976). Imagem © Mark Cohn Vanna Venturi House (1964). Imagem © Rollin LaFrance + 7

Sainsbury Wing at the National Gallery, London (1991). Imagem © Timothy Soar
Sainsbury Wing at the National Gallery, London (1991). Imagem © Timothy Soar

Venturi e Scott Brown são influentes por seus trabalhos construídos, que incluem a Ala Sainsbury na National Gallery de Londres, o Showrrom em Langhorne e o edifício da Capital Provinciana de Toulouse, França. No entanto, são tão (ou mais) conhecidos por suas teorias arquitetônicas presentes em obras como Aprendendo com Las Vegas. Através de uma combinação destes textos e obras construídos, Scott Brown e Venturi ajudaram a impulsionar o movimento pós-moderno, rompendo a hegemonia do modernismo que prevaleceu durante boa parte do século XX. 

Best Products Showroom, Langhorne, Pennsylvania (1978). Imagem © Tom Bernard
Best Products Showroom, Langhorne, Pennsylvania (1978). Imagem © Tom Bernard

"Este reconhecimento ressoará em gerações de arquitetos" comentou a Presidente do AIA, Elizabeth Chu Richter. "O que Denise e Bob fizeram pela profissão excede em muito a realização de um ou dois grandes edifícios. Através de uma carreira de inseparável colaboração, mudaram o modo como vemos os edifícios e cidades. Qualquer coisa que seja interessante na arquitetura de hoje foi influenciada de um modo ou de outro por seu trabalho."

Franklin Court, Philadelphia (1976). Imagem © Mark Cohn
Franklin Court, Philadelphia (1976). Imagem © Mark Cohn

Denise Scott Brown é apenas a segunda mulher a ser reconhecida pelo prêmio, acompanhada apenas por Julia Morgan em 2014. Nos últimos anos, Scott Brown se tornou um símbolo para as pessoas que defendem um maior reconhecimento das mulheres na arquitetura.

Episcopal Academy Chapel, Newtown Square (2008). Imagem © Matt Wargo
Episcopal Academy Chapel, Newtown Square (2008). Imagem © Matt Wargo

O prêmio também pode ser considerado uma repatriamento de Scott Brown e Venturi após o que alguns consideraram uma afronta bizarra à dupla ano passado, quando a Medalha foi concedida a Moshe Safdie. No primeiro ano em que duas pessoas poderiam compartilhar o prêmio, muitos pensavam que Venturi e Scott Brown certamente venceriam - especialmente se considerarmos que a mudança de 2013 no regulamento do AIA foi praticamente pensada para que ambos pudessem ser premiados. Segundo o Architectural Record , a petição para a mudança no regulamento foi iniciada por um ex-funcionário do escritório Venturi Scott Brown Associate, Frederic Schwartz.

Mielparque Nikko Kirifuri Resort, Nikko National Park (1997). Imagem © Kawasumi Architectural Photograph Office
Mielparque Nikko Kirifuri Resort, Nikko National Park (1997). Imagem © Kawasumi Architectural Photograph Office

Em resposta ao reconhecimento de Moshe Safdie, Caroline James, que liderou a petição para ao reconhecimento do Prêmio Pritzker de Denise Scott Brown, também destacou o quão atrasada estava a premiação de Venturi e Scott Brown em uma carta enviada ao Architectural Record, dizendo:

"A Gold Medal 2015 foi a primeira na história em que a candidatura de Venturi e Scott Brown esteve aberta e pôde ser considerada. Ao longo de mais de três décadas, muitos insistiram para que Bob se candidatasse sozinho, mas ele se recusava a receber o prêmio sozinho. Todas as suas aplicações conjuntas foram recusadas pois infringiam os antigos requisitos de idade que já foram alterados. A colocação de Bob e Denise entre os finalistas constitui um reconhecimento momentâneo da criatividade conjunta na arquitetura."

Um ano depois e aquele "reconhecimento momentâneo" foi levado além com Venturi e Scott Brown finalmente vencendo, juntos, um dos prêmios que muitos acreditam que deveria ter sido deles anos - mesmo décadas - atrás. 

Vanna Venturi House (1964). Imagem © Rollin LaFrance
Vanna Venturi House (1964). Imagem © Rollin LaFrance

Ao vencer a 72ª AIA Gold Medal, Denise Scott Brown e Robert Venturi se juntam a Thomas Jefferson (1993), Frank Lloyd Wright (1949), Louis Sullivan (1944), Le Corbusier (1961), Louis I. Kahn (1971), I.M. Pei (1979), Steven Holl (2012), Thom Mayne (2013), e Moshe Safdie (2015). Em reconhecimento a suas realizações, seus nomes serão gravados na Parede de Honra de granito no hall da sede do AIA em Washington DC.

Este artigo foi atualizado desde a primeira vez que foi publicado para acrescentar mais informações sobre o caso.

Sobre este autor
Cita: Stott, Rory. "Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016" [Denise Scott Brown and Robert Venturi Win 2016 AIA Gold Medal] 09 Dez 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/778468/denise-scott-brown-e-robert-venturi-sao-premiados-com-a-aia-gold-medal-2016> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.