1. ArchDaily
  2. Aia Gold Medal

Aia Gold Medal: O mais recente de arquitetura e notícia

Julia Morgan: a fascinante história de pioneirismo de uma arquiteta muito à frente de seu tempo

Desde que foi fundado em 1851, o The New York Times tem por costume publicar obituários de pessoas famosas. Em sua quilométrica lista de pessoas influentes que já se foram desta para uma melhor, estão algumas das personalidades mais influentes do mundo. Entretanto, assim como o proprio NYT já admitiu, esta lista esteve históricamente dominada pela presença majoritária de apenas uma parcela destas pessoas famosas e influentes, escolhidas por gênero e raça, ou seja, homens ricos e brancos. Em busca de preencher esta lacuna, o The New York Times lançou no ano passado uma série chamada de “Overlooked”, contando a história de importantes mulheres que foram ignoradas desta seleta lista mortuária, entre elas estão Sylvia Plath e Emma Gatewood por exemplo.

Na ocasião da comemoração do dia Internacional da Mulher, o The Times publicou um obituário assinado por Alexandra Lange sobre a vida e legado de Julia Morgan, a primeira mulher a receber a licença de arquiteta no Estado da Califórnia, e “uma das mais prolíficas projetistas da história dos Estados Unidos".

The Hearst Wyntoon Estate; McCloud, CA (1919-1947) / Julia Morgan. Imagem cortesia de California Polytechnic State University, San Luis Obispo, Robert E. Kennedy Library, Sarah Holmes Boutelle ArchiveJulia Morgan foi a oitava pessoa a receber o prêmio postumamente, o qual vem sendo outorgado desde 1907. Imagem cortesia de The ChronicleVista aérea de San Simeon em construção. Imagem cortesia de Cal Poly San Luis ObispoMills College; Oakland, CA (1904-1925) / Julia Morgan. Imagem © Mills College, F. W. Olin Library, Special Collections+ 6

Richard Rogers recebe a medalha de ouro AIA de 2019

Richard Rogers foi premiado com a Medalha de Ouro AIA 2019 pelo Instituto Americano de Arquitetos. O renomado arquiteto e fundador da Rogers Stirk Harbour + Partners foi reconhecido “por sua influência no ambiente construído [que] redefiniu as responsabilidades de um arquiteto com a sociedade”.

Honrando “um indivíduo ou um par de arquitetos cujo corpo significativo de trabalho teve uma influência duradoura na teoria e na prática da arquitetura”, a Medalha de Ouro do AIA é frequentemente considerada a maior honraria concedida nos Estados Unidos pela arquitetura.

NEO Bankside. Image © Edmund Sumner3 World Trade Center. Image Courtesy of Rogers Stirk Harbour + PartnersThe Leadenhall Building. Image © Richard Bryant – Courtesy of British Land/Oxford PropertiesY-Cube. Image © Grant Smith+ 7

Como Paul Revere Williams se tornou o primeiro afro-americano a receber a maior honraria do AIA

Este mês, o Instituto Americano de Arquitetos (AIA) anunciou o ganhador da Medalha de Ouro 2017, Paul Revere Williams. Apesar da altíssima taxa de produção de sua carreira de cinco décadas, aqueles que não estão familiarizados com a arquitetura dos primeiros anos de Hollywood podem ser perdoados por não reconhecer o nome de Williams. Mas ele é notável por ter projetado cerca de 3.000 edifícios, por ser "o arquiteto das estrelas", incluindo, entre muitos outros, Frank Sinatra ... e por ser o primeiro membro negro do AIA.

Paley Home .Imagem Cortesia de AIACortesia de AIAEdifício LAX, finalizado com Pereira & Luckman, 1961. Imagem © Flickr user thomashawk. Licensed under CC BY-NC 2.0Paley Home .Imagem Cortesia de AIA+ 7

Paul Revere Williams recebe a AIA Gold Medal 2017

O Instituto Americano de Arquitetos (AIA) anunciou Paul Revere Williams, FAIA, como o vencedor póstumo da AIA Gold Medal 2017. Com um currículo de quase 3.000 edifícios ao longo de cinco décadas, a carreira de Williams foi notável por romper limites dentro da profissão como o primeiro membro negro da AIA.

Denise Scott Brown e Robert Venturi são premiados com a AIA Gold Medal 2016

O American Institute of Architects (AIA) anunciou Denise Scott Brown e Robert Venturi como vencedores da AIA Gold Medal 2016. O AIA selecionou a dupla por seus "projetos construídos e literários que definiram o curso do pós-modernismo e quase toda a evolução formal na arquitetura", Scott Brown e Venturo são a primeira dupla a receber a Gold Medal após o AIA aprovar em 2013 uma mudança em seu regulamento, que passou a permitir que a honraria seja concedida a duplas que trabalham juntas.

Best Products Showroom, Langhorne, Pennsylvania (1978). Imagem © Tom BernardEpiscopal Academy Chapel, Newtown Square (2008). Imagem © Matt WargoFranklin Court, Philadelphia (1976). Imagem © Mark CohnVanna Venturi House (1964). Imagem © Rollin LaFrance+ 7

Moshe Safdie vence AIA Gold Medal 2015

O American Institute of Architects (AIA) anunciou recentemente Moshe Safdie como o vencedor da AIA Gold Medal 2015. Elogiando-o por sua abordagem "compreensiva e humana no projeto de espaços públicos e culturais em todo o mundo, afetando milhões de pessoas e influenciando gerações de arquitetos mais jovens" o AIA acredita que o trabalho de Safdie tem tido uma influência duradoura na teoria e prática da arquitetura.

“Moshe Safdie continuou praticando arquitetura em sentido mais puro e completo da palavra, sem levar em consideração os modismos, com força para seguir seus ideais e ideias por todo o mundo em seus ensinamentos, escritos, prática e pesquisa." disse o presidente da Boston Society of Architects, Mike Davis.

The Indicator: O que a AIA Gold Medal de Julia Morgan significa para a igualdade na arquitetura

"O edifício está realmente a cargo de uma mulher arquiteta?" Perguntei ao encarregado... O homem proferiu um poderoso sermão de apenas três frases curtas, pontuado pela seriedade de um orador. "Um arquiteto(a) é um(a) arquiteto(a)", disse ele "e você pode contá-los nos dedos de uma mão. Agora, este edifício está a cargo de uma arquiteta de verdade e acontece que seu nome é Julia Morgan, mas poderia ser também John Morgan." Jornalista em 1906 ao saber que Julia Morgan ganhara uma nova comissão. (Cortesia de Cal Poly San Luis Obispo, Biblioteca Robert E. Kennedy)

A recente notícia de que Jula Morgan recebeu postumamente a 2014 AIA Gold Medal, maior honraria do AIA, apesar de ser algo positivo e inspirador, levanta algumas importantes questões sobre o reconhecimento das mulheres na profissão. Ela é a primeira mulher, viva ou falecida, a receber a honra nos 106 anos de história do prêmio. De 1907 a 2012, todos os laureados foram homens.

Julia Morgan é premiada com a 2014 AIA Gold Medal

O Instituto Americano de Arquitetos (AIA) anunciou recentemente sua decisão de premiar postumamente Julia Morgan, FAIA (1872-1957) com a 2014 AIA Gold Medal. Uma mulher "cujo extenso volume de obra serviu como uma inspiração para uma geração de arquitetas."

“Julia Morgan está indiscutivelmente entre os (as) maiores arquitetos e arquitetas americano(a)s de todos os tempos e é uma verdadeira joia da Califórnia", disse a Senadora Dianne Feinstein (D-CA) em sua carta de recomendação. "O legado de Morgan apenas cresceu com o passar dos anos. Ela foi uma arquiteta de alcance, profundidade e consistência impressionante, e é amplamente conhecida pela qualidade de sua obra por aqueles que praticam, lecionam e apreciam a arquitetura.