O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Em foco: Lúcio Costa

Em foco: Lúcio Costa

Em foco: Lúcio Costa
Lúcio Costa. Image via archi.ru. ImageLúcio Costa
Lúcio Costa. Image via archi.ru. ImageLúcio Costa

Planejador, preservacionista e pensador moderno, Lúcio Costa (27 de fevereiro de 1902 - 13 de junho de 1998) é o responsável pelo plano de Brasília, de 1957, que fez da capital nacional um monumento do modernismo.  De personalidade firme e muitas vezes controversa, as contribuições de Costa para a arquitetura brasileira ajudaram a definir o modernismo nacional que continua até hoje a influenciar a arquitetura contemporânea produzida no Brasil. 

Plano Piloto. Cortesia de O Espaço Lúcio Costa © Imagens AMB O monumental eixo central do plano de Lúcio Costa. Imagem © Limongi Asa Sul de Brasília. Cortesia de Portal da Copa + 8

Costa's Gustavo Capanema Palace (also known as the Ministry of Education and Health) in Rio de Janeiro. Image © Marina de Holanda
Costa's Gustavo Capanema Palace (also known as the Ministry of Education and Health) in Rio de Janeiro. Image © Marina de Holanda

Educado fora do país, Costa se formou na Escola Nacional de Belas Artes com 22 anos, retornando à instituição apenas seis meses mais tarde para assumir o cargo de diretor. Embora não tenha sido popular (sendo forçado a sair por vontade dos estudantes e do corpo docente), sua visão de modernismo o foi, rendendo-lhe comissões importantes, como o Ministério da Educação e Saúde do Rio de Janeiro, e impulsionando Oscar Niemeyer da posição de estagiário ao arquiteto por trás dos edifícios do Plano Piloto de Brasília. 

O monumental eixo central do plano de Lúcio Costa. Imagem © Limongi
O monumental eixo central do plano de Lúcio Costa. Imagem © Limongi

Com Niemeyer responsável pelo projeto dos edifícios governamentais, Costa pôde se concentrar apenas no planejamento urbano da cidade. Embora os edifícios de Oscar tenham se tornado a imagem de Brasília, foi Lúcio costa que deu à cidade sua alma moderna, concebendo as áreas residenciais em superquadras ricas em vegetação, equipadas com equipamentos de esporte e lazer e acompanhadas de pequenas áreas de comércio vicinal. Costa projetou a cidade modernista por excelência, uma cidade que ecoou em gerações de arquitetos e planejadores urbanos, e embora tenha enfrentado grandes críticas, Costa nunca deixou de defender o projeto de Brasília

Modelo de Brasília. Cortesia de O Espaço Lúcio Costa
Modelo de Brasília. Cortesia de O Espaço Lúcio Costa

Lúcio Costa entrou para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  em 1937 e posteriormente dirigiu a organização até se aposentar. Em seus anos no IPHAN, Costa conduziu um detalhado processo de documentação do patrimônio arquitetônico brasileiro, usando sua influência para decidir as obras que o instituto preservaria e aquelas que seriam removidas. 

Cita: Goodwin, Dario. "Em foco: Lúcio Costa" [Spotlight: Lúcio Costa] 27 Fev 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/762897/em-foco-lucio-costa> ISSN 0719-8906