O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Vale a pena preservar edifícios pós-modernistas?

Vale a pena preservar edifícios pós-modernistas?

Vale a pena preservar edifícios pós-modernistas?
Vale a pena preservar edifícios pós-modernistas?, Sony Tower de Philip Johnson (antigo AT&T Building)ainda espera para entrar na lista de patrimônio, apesar de sua importância. Imagem © David Shankbone via Wikipedia
Sony Tower de Philip Johnson (antigo AT&T Building)ainda espera para entrar na lista de patrimônio, apesar de sua importância. Imagem © David Shankbone via Wikipedia

Nova Iorque é o lar de uma infinidade de edifícios pós-modernistas - da impressionante Sony Tower ao Central Park Ballplayers' House - mas muitas dessas construções permanecem desprotegidas pelos registros do patrimônio nacional dos EUA. A Landmarks Preservation Commission de Nova Iorque está para completar seu 50° aniversário mas ainda não reconheceu os sucessos da arquitetura entre 1970 e 1984 (menor tempo que um edifício tem que ter para ser considerado patrimônio). A comissão tem sido desnecessariamente lenta no reconhecimento de estruturas pós-modernistas na cidade, dizem Paul Makovsky e Michael Gotkin da Metropolis Magazine, que argumentam que a ausência de reconhecimento histórico do pós-modernismo já atingiu um alto custo, citando a renovação do revestimento do Takashimaya Building, na Quinta Avenida, como um "sinal de alerta" para a Comissão.

O pós-modernismo foi muito criticado nos Estados Unidos, sobretudo em Portland, onde ameaças de demolição assombram o Portland Building, projetado por Michael Graves. Segundo Makovsky, "muitos arquitetos baby boomers se rebelaram contra o pós-modernismo em sua juventude, e podem agora ser relutantes em proteger edifícios e paisagens daquele período." Em resposta, Makovsky e Gotkin compilaram uma lista das vinte estruturas pós-modernistas mais importantes de Nova Iorque - que serve também como lista de edifícios em risco -, com uma porção de escritores da Metropolis defendendo cada uma dessas edificações.

Veja a lista de edificações pós-modernas de Nova Iorque compilada pela Metropolis, aqui.

Sobre este autor
Finn MacLeod
Autor
Cita: MacLeod, Finn. "Vale a pena preservar edifícios pós-modernistas?" [Are Postmodern Buildings Worth Saving?] 04 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/758422/vale-a-pena-preservar-edificios-pos-modernistas> ISSN 0719-8906