O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Ideias cidadãs para melhorar a segurança em torno da Ponte do Brooklyn

Ideias cidadãs para melhorar a segurança em torno da Ponte do Brooklyn

Ideias cidadãs para melhorar a segurança em torno da Ponte do Brooklyn
Ideias cidadãs para melhorar a segurança em torno da Ponte do Brooklyn, Courtesy of DOTNYC
Courtesy of DOTNYC

A ponte de Brooklyn é uma das mais emblemáticas infra-estruturas do século XIX em Nova Iorque, conectando o Brooklyn a Manhattan passando sobre o East River. Quando foi inaugurada, em 1883, era a maior ponte suspensa do mundo, com 1.800 metros de comprimento.

Embora seu uso inicial tenha sido previsto para automóveis e pedestres - incluindo a passagem de bondes e trens em diferentes períodos - o boom do ciclismo das últimas décadas levou o Departamento de Transporte da cidade a criar um sistema de prevenção de acidentes na região, que tem uma taxa de acidentes nove vezes mais alta do que a média total do estado de Nova Iorque. 

Em 2009, os Departamentos de Transporte e o Departamento de Projeto e Construção ofereceram oficinas para os moradores do Brooklyn, visando chegar a um denominador comum entre as ideias das autoridades e dos moradores e melhorar a aparência e a segurança da ponte, especialmente nas esquinas das avenidas Adams e Tillary, uma das mais perigosas da cidade, onde ocorreram 117 acidentes entre 2008 e 2010. Entre as medidas propostas pelos moradores estavam aumentar os jardins, alargar as calçadas e melhorar as ciclovias.

Courtesy of DOTNYC
Courtesy of DOTNYC

Embora os planos de renovação incluíssem os moradores, estes tiveram que esperar pois não obtiveram o financiamento necessário. No final de 2013 o plano foi revisto, atualizado e aprovado pelo Conselho Comunitário do Comitê de Transporte do Brooklyn.

Courtesy of DOTNYC
Courtesy of DOTNYC

Neste novo plano, a área central da intervenção foi deslocada para a esquina da Tillary e Adams, sendo esta a continuação da ponte do Brooklyn. A medida para renovar o entorno da ponte seria, em primeiro lugar, a transformação da Rua Adams em uma avenida com espaço para bicicletas e pedestres segregados da área de automóveis. A construção da ciclovia se daria na pista que é usada como estacionamento, o que tornaria mais rápido o deslocamento até o centro do Brooklyn.

Courtesy of DOTNYC
Courtesy of DOTNYC

 As alterações na Rua Tillary, seriam feitas em uma segunda fase do desenvolvimento do projeto. Por enquanto serão estabelecidas medidas para garantir que os carros não estacionem nas ciclovias.

Courtesy of DOTNYC
Courtesy of DOTNYC

A transformação na avenida terá início no final de 2014, com conclusão prevista após 18 meses de trabalhos. No momento, aguarda-se o financiamento do projeto.

Via Plataforma Urbana. Tradução Maria Júlia Martins, ArchDaily Brasil.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Constanza Martínez Gaete. "Ideias cidadãs para melhorar a segurança em torno da Ponte do Brooklyn" 10 Mai 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/601542/ideias-cidadas-para-melhorar-a-seguranca-em-torno-da-ponte-do-brooklyn> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.