O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. O plano de Amsterdã para aumentar (ainda mais) sua infraestrutura para o ciclismo urbano

O plano de Amsterdã para aumentar (ainda mais) sua infraestrutura para o ciclismo urbano

O plano de Amsterdã para aumentar (ainda mais) sua infraestrutura para o ciclismo urbano
O plano de Amsterdã para aumentar (ainda mais) sua infraestrutura para o ciclismo urbano, © redjar, via Flickr
© redjar, via Flickr

Nos últimos 20 anos, o ciclismo urbano em Amsterdã aumentou mais de 40%, mas este crescimento, ao invés de preocupar as autoridades, é um grande motivo para fortalecer ainda mais este meio de transporte. Assim, a cidade holandesa acaba de lançar um Plano Ciclista de Longo Prazo, considerando a construção de mais ciclovias, estacionamento de bicicletas perto do metrô e novas medidas de curto prazo para lidar com o alto fluxo de ciclistas.

Veja as medidas tomadas pela cidade, a seguir.

A Câmara Municipal de Amsterdã vai investir um total de 120 milhões de euros (aproximadamente 390 milhões de reais) dos quais 30 milhões serão destinados à construção de 15 quilômetros de ciclovias e 90 milhões para mais 40 mil vagas de estacionamento, que devem ficar prontas em 2020.

Partes destes estacionamentos estarão na superfície, distribuídos por toda a cidade, enquanto outros serão subterrâneos, como os que se localizam em torno da Praça Leidseplein, uma das mais visitadas da cidade, onde artistas de rua, restaurantes e lojas estão concentrados. A idéia de estacionamentos subterrâneos surgiu para melhorar o movimento nas ruas, pois os estacionamentos na superfície estão afetando a acessibilidade e os deslocamentos.

O alto investimento em ciclismo urbano não só irá ajudar as novas gerações mas também, como explicou Alderperson Maarten van Poelgeest, membro do departamento municipal de trânsito, "o aumento do uso de bicicletas na cidade equivale a uma economia anual de 20 milhões de euros em transporte público e outros 20 milhões em infraestrutura para os automóveis."

© antigavin, via Flickr
© antigavin, via Flickr

Quanto às medidas para resolver o tráfego de ciclistas, está sendo estudada a implementação de "ondas verdes", que consistem em proporcionar mais espaço para bicicletas nos cruzamentos e atribuir um funcionário para coordenar o que será feito com as bicicletas que são abandonadas nos bicicletários. Para evitar o abandono destas, será determinado um tempo limite no estacionamento, especialmente nas áreas centrais da cidade.

Este plano de longo prazo será lançado ainda este ano e espera-se que sua primeira fase seja concluída em 2016. Em seguida, calcula-se que até 2040 serão investidos mais 200 milhões de euros, dos quais 170 milhões serão na construção de mais bicicletários.

Via Plataforma Urbana. Tradução Maria Julia Martins, ArchDaily Brasil.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Constanza Martínez Gaete. "O plano de Amsterdã para aumentar (ainda mais) sua infraestrutura para o ciclismo urbano" 18 Mar 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/183178/o-plano-de-amsterda-para-aumentar-ainda-mais-sua-infraestrutura-para-o-ciclismo-urbano> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.