Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Países Baixos

Países Baixos: O mais recente de arquitetura e notícia

MVRDV propõe novos usos para os canais de Haia em projeto desenvolvido junto com comunidade local

O MVRDV, em parceria com organizações comunitárias de Haia, desenvolveu uma proposta de recuperação dos antigos canais da cidade holandesa. Fechados no século XX, os canais serão reabertos com o objetivo de reanimar o centro histórico e fomentar a economia local.

Depois. Imagem © MVRDV 2018 Depois. Imagem © MVRDV 2018 Depois. Imagem © MVRDV 2018 Depois. Imagem © MVRDV 2018 + 18

MVRDV projeta edifício jardim às margens do rio Dommel na Holanda

O MVRDV desenvolveu um projeto de edifício de uso misto para a pequena cidade holandesa de Sint-Michielsgestel, às margens do rio Dommel. A estrutura de fachada do edifício - construída como um “rack” de concreto - permite incorporar uma série de plantas transformando-o em uma floresta vertical. Desenvolvido em parceria com os arquitetos da Van Boven Architecten, o projeto foi concebido para ser um elemento de referência para a pequena vila, além de atender aos mais altos padrões de sustentabilidade.

Utrecht cria 300 pontos de ônibus para pessoas e abelhas

O Conselho Municipal de Utrecht, nos Países Baixos, em colaboração com a agência de publicidade Clear Channel, transformou 316 pontos de ônibus em toda a cidade em “pontos de abelhas”. A adaptação envolveu a instalação de coberturas verdes nas estruturas, criando espaços adequados para as espécies vegetais ameaçadas.

© Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel + 6

Projeto brasileiro entre os 7 anunciados como vencedores do Archiprix International 2019 / Hunter Douglas Awards

321 projetos de graduação de 407 jovens arquitetos, arquitetos paisagistas e planejadores urbanos foram apresentados para o 2019 Archiprix International / Hunter Douglas Awards. Entre 22 finalistas anunciados em dezembro de 2018, um júri internacional selecionou sete projetos vencedores que destacam as tendências internacionais em arquitetura, design urbano e arquitetura paisagística.

Mecanoo projeta o maior parque natural do mundo nos Países Baixos

O escritório holandês Mecanoo projetou o masterplan do maior parque natural feito pelo homem do mundo, que será construído em Nieuw Land, Países Baixos. No mês passado, o governo local aprovou o plano com uma esmagadora maioria. O Parque Nacional está localizado perto da região metropolitana de Amsterdã e abrange mais de 29.000 hectares. O masterplan integra quatro reservas naturais e busca proteger e preservar o futuro do Parque Nacional.

Nieuw Land National Park. Cortesia de Mecanoo Nieuw Land National Park. Cortesia de Mecanoo Nieuw Land National Park. Cortesia de Mecanoo Nieuw Land National Park. Cortesia de Mecanoo + 9

RAI Nhow Hotel projetado pelo OMA em Amsterdã entra em fase final de construção

O Nhow Amsterdam RAI Hotel, projetado pelo OMA / Reinier de Graaf, já está tomando forma. O edifício triangular escalonado acaba de atingir seu ponto mais alto, superando a marca dos 91 metros de altura. O Nhow Hotel será a principal estrutura do novo centro de convenções e exposições RAI Amsterdam, oferencendo 650 quartos distribuídos ao longo de seus vinte e cinco pavimentos. Configurado por três grandes volumes triangulares sobrepostos, o projeto foi inspirado em uma estrutura triangular anteriormente utilizada para publicidade na estação Europaplein do metrô, que dá acesso ao centro de convenções.

O OMA foi escolhido entre mais de dez outros escritórios de arquitetura para projetar este novo centro internacional de convenções e exposições da cidade de Amsterdã. O projeto vem sendo desenvolvido a mais de quinze anos, o qual teve de ser completamente reformulado depois que a proposta de um hotel com 800 unidades foi rejeitada pelas autoridades locais há alguns anos.

Construction update. Imagem © Walter Herfst courtesy of OMA Fotografia do modelo. Imagem © Frans Parthesius courtesy of OMA Detalhe de fachada. Imagem © OMA Vista noturna. Imagem © OMA + 12

Arquitetos holandeses criam arranha céu com hortas em todos os pavimentos

Uma equipe de estúdios de arquitetura holandeses venceu o concurso por um novo arranha-céu ao lado da estação Leidsche Rijn, em Utrecht. Architekten Cie, Karres en Brands, KCAP e Geurst & Schulze se uniram para criar um desenvolvimento de três torres com mais de 1.000 residências. Combinando habitações sociais com apartamentos de média a alta renda, o projeto entrelaça espaços coletivos em torno da vida urbana sustentável. Redefinindo o desenho de arranha-céus, a vila vertical tem como objetivo levar as paisagens de Utrecht aos céus.

MARK Vertical Village. Image Courtesy of de Architekten Cie. Karres en Brands, Studio A2 MARK Vertical Village. Image Courtesy of de Architekten Cie. Studio A2 MARK Vertical Village. Image Courtesy of de Architekten Cie. Karres en Brands, Studio A2 MARK Vertical Village. Image Courtesy of de Architekten Cie. Studio A2 + 11

Pavilhão da Holanda para a Expo 2020 cria um ecossistema temporário no deserto

O pavilhão holandês da EXPO 2020 em Dubai foi projetado por um consórcio formado por Expomobilia, Kossmann.dejong, V8 Architects e Witteveen+Bos. O desenho foi concebido “como um sistema climático de circuito fechado, no qual os visitantes desfrutam de uma grande experiência sensorial”.

Com base no tema escolhido pelos Países Baixos de “unir água, energia e alimento”, o pavilhão será construído usando um método que prioriza o fechamentos dos ciclos, materiais locais e uma agenda reciclável pós-uso.

via V8 Architects via V8 Architects via V8 Architects via V8 Architects + 6

UNStudio projeta cidade do futuro na Holanda

O UNStudio apresentou recentemente uma inovadora proposta para a chamada "cidade do futuro", um projeto piloto implantado no Distrito Central de Inovação (CID) da cidade de Haia. Mais conhecido como "cidade tecno-social", o projeto abrangerá uma área total de um quilômetro quadrado em pleno centro urbano de Haia. A proposta desenvolvida por uma equipe multidisciplinar encabeçada pelos arquitetos do famoso escritório holandês, tem como principal objetivo transformar a região em um novo e moderno bairro verde, auto-suficiente em moradias e escritórios.

City of the Future. Imagem Cortesia of Plompmozes City of the Future. Image Courtesy of UNStudio City of the Future. Imagem Cortesia of Plompmozes City of the Future + 14

Mirante panorâmico projetado pelo MAD dará novo uso a um antigo armazém em Roterdã

A MAD Architects acaba de apresentar as últimas imagens da sua proposta para o mirante panorâmico da Fenix Warehouse em Roterdã. Encomendado pela Fundação Droom en Daad, o mirante representa o primeiro projeto cultural público realizado pela MAD na Europa, convidando-nos a redescobrir a história esquecida de um edifício que já foi um dos maiores armazéns do mundo.

O mirante é parte de um projeto de restauração mais amplo, o qual será liderado pelo escritório Bureau Polderman, com sede na mesma cidade holandesa. A estrutura está situada em meio a uma das mais antigas "chinatowns" da Europa, às margens do porto de Roterdã.

Groningen: referência holandesa em mobilidade urbana

A cidade de Groningen, localizada ao norte da Holanda, é uma referência internacional em mobilidade urbana. Com pouco mais de 200 mil habitantes, Groningen é considerada como a Capital de Ciclismo daquele país – cerca de 61% de todas as viagens na cidade são realizadas através do uso de bicicletas.

Essa mudança de mentalidade remonta à década de 70, quando as cidades holandesas começaram a ser dominadas por carros e as realidades locais foram alteradas. A tendência era realizar reformas em vizinhanças antigas que pudessem dar espaço ao deslocamento de veículos para o centro.

Primeiro projeto habitacional feito com impressão 3D em concreto será construído em Eindhoven

A cidade holandesa de Eindhoven receberá o primeiro projeto habitacional feito comercialmente a partir da tecnologia de impressão 3D com concreto. A construção da primeira das cinco casas está prevista para começar este ano. As unidades foram desenvolvidas por uma equipe colaborativa que inclui o escritório Houben & Van Mierlo Architecten e a Eindhoven University of Technology, e será comprada e comercializada por uma empresa imobiliária após a conclusão.

A primeira casa será térrea com aproximadamente 95 m² e será seguida por quatro edifícios com mais pavimentos. Sua forma irregular é baseada em "blocos erráticos na paisagem", e só é factível graças a flexibilidade da tecnologia de impressão 3D em concreto.

Como construir um circo com estrutura de bambu leve e desmontável

O projeto em bambu do Studio Akkerhuis para um teatro móvel na costa dos Países Baixos aborda as características do material na construção de estruturas leves, resistentes, acessíveis e transportáveis.

O projeto, um espaço compacto similar a um pequeno anfiteatro para apresentações, permite ser reutilizado com diferentes configurações em diversos lugares a partir de seus vínculos de cordas e parafusos.

© Studio Akkerhuis © Studio Akkerhuis © Studio Akkerhuis © Studio Akkerhuis + 25

Como retornar à arquitetura vernacular pode beneficiar uma região do Mali

Em nosso artigo publicado em março, "11 Técnicas vernaculares de construção que estão desaparecendo", discutimos técnicas vernáculas que, por meio da introdução da construção moderna e a diminuição da prevalência de estilos de vida tradicionais, foram lentamente se tornando formas perdidas de conhecimento. O que nós não discutimos, entretanto, era que poucas das técnicas estavam desaparecendo sem nenhuma forma de resistência. Após a publicação do artigo, fomos contactados pela empresa de arquitetura holandesa LEVS Architecten, que destacou os seus esforços na região de Dogon no Mali, onde trabalham com as comunidades locais para continuar - e melhorar - a tradição vernacular.

Apesar do fato de que a LEVS Architecten tenha trabalhado extensivamente dentro dessa tradição, eles ainda se consideram arquitetos modernos que estão simplesmente procurando soluções alternativas e responsáveis, e, mesmo, encontraram oportunidades de utilizar esse conhecimento para projetos de arquitetura nos Países Baixos. Como Jurriaan van Stigt, sócio da LEVS Architecten e presidente da Partners Pays-Dogon, explicou em entrevista ao ArchDaily, a arquitetura vernacular está "na corrente de nosso pensamento e abordagem das tarefas em cada projeto".

Primary School Tanouan Ibi. Image Cortesia de LEVS Architecten Escola Primária Tanouan Ibi. Image Cortesia de LEVS Architecten Cortesia de LEVS Architecten Treinamento Prático em Sangha. Image Cortesia de LEVS Architecten + 18

Total Space: Considerando o estruturalismo holandês atualmente

Neste artigo, Dirk van den Heuvel liga o estruturalismo (holandês) aos desenvolvimentos atuais - mais especificamente na esfera digital. O seguinte ensaio foi publicado pela primeira vez por Volume em sua edição 50, cujo editorial Beyond Beyond está disponível para ser lido aqui (em inglês).

Ao longo de sua vida, o arquiteto holandês Jaap Bakema (1914-1981) procurou transmitir aos seus alunos e colegas a noção do que ele chamou de "espaço total", "vida total" e "urbanização total". Em sua visão, o projeto arquitetônico tinha que ajudar a tornar as pessoas conscientes do ambiente maior a que pertencem e em que operam. A arquitetura não poderia ser desvinculada do urbanismo, estava relacionada com a estrutura mais profunda da sociedade. Sua conceituação de arquitetura foi baseada em programa e processo e colocou as relações sociais e visuais no centro, o que trai sua adesão ao estruturalismo como expressado na revista holandesa em que ele era editor, juntamente com Van Eyck e Hertzberger e ao Team 10, do qual ele mesmo foi uma das principais vozes. Ao mesmo tempo, Bakema expandiria o legado do movimento holandês De Stijl e do funcionalismo holandês. Em particular, seu conceito de espaço e continuidade espacial é derivado do De Stijl. Sua abordagem diagramática ao projeto arquitetônico e organização programática, bem como a linguagem arquitetônica elementar de seus projetos foram elaborações da tradição funcionalista holandesa.

Conheça o projeto de MVRDV para o Centro Cultural em Zaanstad

MVRDV divulgou novas renderizações e um passeio por dentro de seu projeto vencedor do concurso para um novo centro cultural na cidade de Zaanstad, na Holanda. Inspirando-se nos motivos arquitetônicos da histórica Casa Zaan, o projeto vira a forma tradicional de dentro para fora criando uma nova sala de estar para a cidade. Internamente, o edifício tornar-se-á a nova sede da filmoteca, de uma biblioteca, de um centro de performances e artes visuais, uma escola de música, um centro de design e uma estação de rádio local.

Veja mais no vídeo abaixo:

Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV Cortesia de MVRDV + 4