O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Panamá, único país latino-americano no ranking de arranha-céus mais altos do mundo de 2013

Panamá, único país latino-americano no ranking de arranha-céus mais altos do mundo de 2013

Panamá, único país latino-americano no ranking de arranha-céus mais altos do mundo de 2013
Panamá, único país latino-americano no ranking de arranha-céus mais altos do mundo de 2013, Bicsa Financial Center . Image via Skyscrapercity
Bicsa Financial Center . Image via Skyscrapercity

Com um total de 73 edifícios de mais de 200 metros, 2013 foi o segundo ano mais bem sucedido em termos de construção de arranha-céus em todo o mundo, de acordo com o mais recente relatório do "Edifícios em Números" do Conselho sobre Edifícios Altos e Habitat Urbano (CTBUH). A partir de um aspecto geral, a Ásia responde por três quartos dos edifícios mais altos, em comparação com a América que teve apenas 3 arranha-céus. Destes, o Panamá é o único país representando a América Latina e a América Central no ranking, com o Financial Center Bicsa e o Centro de Artes na Cidade do Panamá. Por sua vez, a América do Norte possui o 1717 Broadway, nos Estados Unidos.

Veja os resultados abaixo.

PANORAMA GENERAL

Um recorde de 53 arranha-céus com mais de 200 metros de altura foi atingido na Ásia em 2013, que respondeu por três quartos dos novos edifícios mais altos do mundo.

O relatório anual do CTBUH revela que 74% dos arranha-céus do mundo construídos em 2013 estão em países asiáticos - um aumento de 19% se comparado a 2012. O continente é, agora, lar de 45% de todos os arranha-céus do mundo.

Edificios altos según región, la función y el método estructural. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers
Edificios altos según región, la función y el método estructural. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers

O edifício mais alto do ano, de 355 metros, foi o Tower 2 Hotel JW Marriott Marquis construído em Dubai. A cidade é agora também o lar do arranha-céu torcido mais alto do mundo, a Torre Cayan, de 307 metros.

Apenas um dos 73 edifícios com mais de 200 metros está na América do Norte, enquanto quatro estão na Europa, incluindo o de Renzo Piano em Londres, e a Torre Mercury City em Moscou. Nenhum foi registrado na Austrália, Canadá e Arábia Saudita, embora tenha se iniciado a construção da Torre Kingdom de 1000 metros, na cidade saudita de Jeddah.

Edificios construidos según país y ciudad. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers
Edificios construidos según país y ciudad. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers

PAÍSES QUE LIDERAM

A China é responsável pela maior parte, com 37 arranha-céus de mais de 200 metros, distribuídos em 22 cidades diferentes, incluindo os lugares menos conhecidos como as cidades de Hefei e Xiamen.

A Coréia do Sul também desempenha um papel importante nas estatísticas, com 9 edifícios no último ano, oito dos quais localizados dentro de um único complexo na crescente cidade de Goyang.

Edificios construidos completados desde el año 1960 hasta 2015. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers
Edificios construidos completados desde el año 1960 hasta 2015. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers

CONCLUSÕES GERAIS

As conclusões gerais do relatório foram que a construção de arranha-céus em todo o mundo está em ascensão novamente, já que 2013 foi o segundo ano mais bem sucedido em termos de construção de arranha-céus, apontando 73 edifícios com mais de 200 metros.

"Aparentemente, o pequeno aumento no número total de arranha-céus construídos entre 2012 e 2013 indica um retorno à tendência predominante na última década, aumentando construção a cada ano", segundo o CTBUH.

20 edificios construidos en el el 2013. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers
20 edificios construidos en el el 2013. Image © CTBUH | Tall Buildings in Numbers

Em comparação com os seis anos anteriores, 2012 fora o primeiro a não registrar aumento no número total de edifícios em altura, revelando um vestígio da crise financeira mundial que iniciou em 2007. 

"De 2000 a 2013, o número total de edifícios de mais de 200 metros de altura aumentou de 261 para 830 - um crescimento assombroso de 318%. Por esta perspectiva, pode-se estimar com mais certeza que a ligeira desaceleração de 2012 - que registrou 69 construções após 81 em 2011 - foi um fato isolado, e que o ano de 2013 foi mais representativo nesta tendência de crescimento", segundo o CTBUH.

Veja aqui mais detalhes sobre os resultados de 2013.

Para os resultados de 2012, clique aqui.

Cita: Yávar, Javiera. "Panamá, único país latino-americano no ranking de arranha-céus mais altos do mundo de 2013" [Panamá, único país latinoamericano en el ranking de rascacielos más altos del mundo ] 08 Fev 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/175248/panama-unico-pais-latino-americano-no-ranking-de-arranha-ceus-mais-altos-do-mundo-de-2013> ISSN 0719-8906