1. ArchDaily
  2. Liubliana

Liubliana: O mais recente de arquitetura e notícia

Arquitetura eslovena contemporânea em oito projetos residenciais

A arquitetura eslovena contemporânea nasce da fusão entre tradição e modernidade, entre arquitetura e paisagem. Profundamente enraizada na cultura local, a arquitetura contemporânea eslovena emerge em meio a uma paisagem tão vasta quando pinturesca. A geografia do país moldou ao longo dos séculos uma arquitetura híbrida tanto em forma quanto em conteúdo. Como um desdobramento da arquitetura modernista produzida por alguns dos mais importantes arquitetos do país, entre eles Max Fabiani, Ivan Vurnik e Jože Plečnik, a arquitetura contemporânea eslovena procura expandir continuamente suas raízes, arraigadas profundamente a esse território.

© Miran Kambič© Matjaž Tančič & Klemen Ilovar© MIHA BRATINA© Bor Dobrin+ 11

Apartamento para Três - Rubikum / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 20

Casa de Tijolos Duplos / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ© MIRAN KAMBIČ+ 27

Casa 3SHOEBOX / OFIS Architects

© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric+ 46

  • Arquitetos: OFIS Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  228
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Arcadia Custom, Marles, REFLEX d.o.o

Residência para um ceramista / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic+ 22

Liubliana, Eslovênia
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, Mizarstvo Kosak, New Objects, Sustinno, Swisspearl

Residência Pórtico / OFIS arhitekti

© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric© Tomaz Gregoric+ 41

Liubliana, Eslovênia
  • Arquitetos: OFIS arhitekti
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  228
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

Casa Mezanino / Elastik Architecture + Hikikomori

© Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič + 9

Liubliana, Eslovênia

Casa JP / Bevk Perović Arhitekti

© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic+ 16

Liubliana, Eslovênia
  • Arquitetos: Bevk Perović Arhitekti
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  275
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

Fio preto em bronze / presledek

© Ana Gregorič© Ana Gregorič© Ana Gregorič© Ana Gregorič+ 19

  • Arquitetos: presledek
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  450
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

Residência em Liubliana / Arhitektura d.o.o.

© Jure Goršič© Jure Goršič© Jure Goršič© Jure Goršič+ 21

Habitação Brdo Unidade F5 / multiPlan arhitekti

© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič© Miran Kambič+ 36

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  18562
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014

Complexo Habitacional e de Escritórios Situla / Bevk Perovic

© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic© Miran Kambic+ 29

As metas das Capitais Verdes Europeias de 2015 e 2016

Há algumas semanas a Comissão Europeia divulgou as cidades que reconheceu como Capitais Verdes Europeias para 2015 e 2016.

A primeira delas é a cidade britânica de Bristol, que se comprometeu não somente em se tornar um lugar com uma melhor qualidade de vida, mas também um lugar feliz para se viver e trabalhar. Para alcançar essa meta, entre outros planos, a cidade pretende investir na intermodalidade do transporte e a reduzir 40% das emissões de CO2 até 2020.

A segunda é Liubliana, capital da Eslovênia, que por possui 75% da sua superfície destinada a áreas verdes, orientou seu plano diretor no sentido de conservá-las e, inclusive, aumentá-las. Além disso, a pedestrianização do centro da cidade foi uma das razões que levou o júri a escolhê-la.

A seguir, mais informações sobre o prêmio e o planejamento de cada cidade.

Vencedores do Trimo Urban Crash Bike Base são anunciados

O concurso Trimo Urban Crash convidou estudantes para projetarem uma solução espacial modular única feita de produtos Trimo e de produtos de seus parceiros. Este ano, o objetivo era estimular designers do espaço urbano em direção a uma abordagem mais ousada para compreender a arquitetura e seu papel no ambiente urbano através do desenho de um ponto de encontro instigante - a Bike Base. Manus Leung da Faculty of Built Environment at University of New South Wales, Austrália e Kacper Krywult da Faculty of Architecture / Warsaw University of Technology, Polônia foram os selecionados como vencedores pelo projeto SHIFT. Veja mais imagens e informações a seguir.