Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Iphan

Iphan: O mais recente de arquitetura e notícia

Lugar de referência para o povo Guarani é reconhecido como Patrimônio Cultural do Mercosul

Lugar de referência para a memória e a identidade do povo Guarani, a Tava, localizada na área que corresponde ao Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões (RS), foi construída e habitada por seus ancestrais a pedido de sua divindade, Nhanderu. Esse lugar sagrado foi reconhecido como Patrimônio Cultural do MERCOSUL. A decisão foi tomada e anunciada no XVII Encontro da Comissão do Patrimônio Cultural do MERCOSUL, que acontece durante os dias 30 e 31 de outubro, em Montevideo no Uruguai.

Iphan lança manual com orientações para quem vive em casas tombadas

Com o propósito de incentivar o cuidado e o reconhecimento de bens culturais, o Núcleo de Pesquisa em Direito do Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), o Escritório Técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) de Ouro Preto (MG) e o Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) elaboraram o Manual Para Quem Vive em Casas Tombadas.

Vida e obra de Athos Bulcão viram tema de livro infantil

Personagem indissociável de Brasília, Athos Bulcão é responsável por obras que trazem cor e padrões geométricos à pureza das arquiteturas da capital federal. Com o objetivo de disseminar a produção deste artista, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançou o livro Athos, Colorindo Brasília, primeiro volume da coleção Patrimônio para Jovens, uma iniciativa da Superintendência do Iphan no Distrito Federal e da Secretaria de Educação do DF (SEDF).

Um mês após incêndio, Museu Nacional recebe obras emergenciais e demanda orçamento de R$ 100 milhões

Há um mês, o Brasil perdia um de seus patrimônios mais antigos e representativos. Destruído por um incêndio que apagou mais de 200 anos da história arquitetônica do Paço de São Cristóvão, edifício que serviu de residência da família real, e reduziu a pó milhares de itens do seu acervo (muitos dos quais únicos no mundo), o Museu Nacional tenta se reerguer após a tragédia.

Paraty avança mais um passo para se tornar Patrimônio Mundial da Unesco

A riqueza cultural e excepcional beleza natural, faz de Paraty e Ilha Grande em Angra dos Reis um lugar sem igual. É o que defende a candidatura do primeiro sítio misto brasileiro a Patrimônio Mundial. Especialistas do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos) e da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), órgãos assessores da Unesco, estiveram em missão no Brasil de 10 a 16 de setembro, para avaliar o reconhecimento mundial do sítio.

Patrimônio Histórico: o que são bens materiais e imateriais

Pinacoteca do Estado de São Paulo. Image © Nelson Kon
Pinacoteca do Estado de São Paulo. Image © Nelson Kon

Hoje, 17 de agosto, é comemorado o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, data que institui reconhecimento ao esforço pela preservação dos bens de significância popular, histórica e artística no território brasileiro. Comemora-se a data no mesmo dia em que nasceu o historiador e jornalista Rodrigo Mello Franco de Andrade, que teve importante papel na criação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Criado no ano de 1937, é o órgão responsável por promover e organizar todo o processo de preservação do Patrimônio Cultural Nacional, e “proteger e promover os bens culturais do País, assegurando sua permanência e usufruto para as gerações presentes e futuras”. [1]

Dia Nacional do Patrimônio Histórico: conheça a lista de conjuntos urbanos tombados pelo Iphan

Cidades são o testemunho vivo das transformações culturais, sociais, econômicas e políticas pelas quais passam a sociedade. Em constante transformação, marcas superficiais do passado vão desaparecendo ao passo que as cicatrizes mais profundas se sobrepõem às múltiplas camadas de presentes que se desenrolam nas cidades ao longo das décadas e séculos. 

No curso da história, algumas cidades, por uma combinação de fatores, conseguem se manter mais preservadas, mostrando com mais intensidade vestígios do passado, do Brasil colonial, enquanto que em outras as marcas dos primeiros tempos da urbanização no país foram apagadas ou tragadas pelas eras que se seguiram.

Iphan lança nova edição do inventário da obra de Athos Bulcão

© Edgard Cesar
© Edgard Cesar

O ano de 2018 marca o centenário do artista Athos Bulcão, e em celebração à vida o obra deste que foi um dos pintores escultores e muralistas mais influentes do Brasil no século XX, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançou uma versão atualizada do inventário de suas obras.

Inventário da Obra de Athos Bulcão em Brasília é o nome do livro que parte de um primeiro trabalho realizado pelo instituto entre 2008 e 2009 e publicado em 2010. Naquela edição, foram documentadas 261 peças, que revelam a sensibilidade, a multiplicidade e a riqueza do universo criativo do artista. A nova edição, lançada oficialmente no dia 30 de julho, conta com mais de 200 páginas e consiste em um livro conceitualmente ampliado, revisado em seu conteúdo e com uma concepção gráfica lúdica e inventiva.

CAU/BR reivindica salário mínimo profissional para arquitetos no concurso do Iphan

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAU/BR enviou uma carta aberta à presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a historiadora Kátia Bogéa, reivindicando remuneração de salário mínimo profissional para os arquitetos que forem selecionados através do concurso nacional lançado na semana passada.

Iphan lança edital de concurso com vagas para arquitetos e urbanistas

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional lançou esta semana o edital para um concurso que abrirá 411 vagas, distribuídas em todo o país. Organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), o certame foi autorizado no último dia 03 de maio pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) e é resultado de uma forte mobilização nacional, com o objetivo de evidenciar à sociedade a importância de preservação do patrimônio cultural brasileiro.

Patrimônio em risco: Iphan autoriza a construção de arranha-céu ao lado do Teatro Oficina de Lina Bo Bardi

Tombado em nível estadual e federal, o Teatro Oficina, projetado por Lina Bo Bardi e Edson Elito, corre o risco de ter seu entorno profundamente alterado com a construção de duas torres residencias de cem metros de altura. O empreendimento, liderado pelo Grupo Silvio Santos, foi autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em reunião no dia 29 de maio.

Congresso tira vagas no Iphan para criar 231 cargos para intervenção federal no Rio de Janeiro

O Congresso aprovou esta semana a criação de 231 cargos para o gabinete do interventor federal no Rio de Janeiro e para o Ministério Extraordinário de Segurança Pública - para custear os novos cargos, serão extintas vagas no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Dos cargos criados, todos comissionados, 67 deles serão alocados no gabinete do interventor, o general Walter Braga Netto, e 164 serão escolhidos pelo ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Proposta do DF para reconstrução do Eixão Sul é barrada pelo Iphan por ferir tombamento de Brasília

A Superintendência do Iphan no Distrito Federal não aprovou o projeto apresentado pelo Departamento de Estradas de Rodagem do DF para a reconstrução do trecho do Eixão Sul que desabou em fevereiro deste ano, soterrando dois carros e as mesas de um restaurante.

O órgão responsável pelo patrimônio artístico e cultural do Brasil barrou a proposta alegando que o projeto do DER-DF/Novacap "altera fortemente a arquitetura original e compromete a integridade arquitetônica e urbanística e, por extensão, do conjunto da Plataforma Rodoviária e sistema viário complementar."

Iphan promove concurso para projetos de preservação: Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2018

Estimular e valorizar aqueles que atuam em favor da preservação do patrimônio cultural no país é, também, uma das missões do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Pensando nisso, uma das principais ações do Iphan em reconhecimento às ações de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro é o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, que está com inscrições abertas. Criado em 1987 em reconhecimento a ações de proteção, preservação e divulgação do Patrimônio Cultural Brasileiro, o prêmio, que está na sua 31ª edição e foi assim denominado em homenagem ao primeiro dirigente da instituição.

Iphan abrirá concurso para mais de 400 cargos efetivos em todo o país

O Iphan - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional divulgou nesta última quinta-feira o terceiro concurso público de cargos efetivos da história da instituição. Autorizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), o instituto, através do concurso, efetivará 411 novos funcionários, sendo 104 vagas para Analista I, 176 vagas para Técnico I e 131 vagas para Auxiliar Institucional I, distribuídas em todo o país.

Iphan abre consulta pública sobre política de patrimônio material

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) dá um passo importante para o fortalecimento das ações de preservação dos bens culturais materiais do país, contando para isso com a participação de toda a sociedade. Abrindo um canal direto com a população, desde o dia 1º de março está disponível no site da instituição a Consulta Pública sobre a Política de Patrimônio Material, que consolida princípios, premissas, objetivos, procedimentos e conceitos para a preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro de natureza material, que foram se formando e se modificando ao longo das décadas.

Lúcio Costa e sua influência no Patrimônio Histórico Nacional e no IPHAN

Como exemplar figura contribuinte à produção arquitetônica moderna, Lúcio Costa atuou em diferentes frentes – do desenho do edifício ao desenvolvimento de planos urbanos, como é o caso da cidade de Brasília. Entre as muitas facetas do arquiteto, sua participação na valorização e estabelecimento de politicas capazes de atuar em prol da proteção do patrimônio histórico nacional são um marco em sua carreira e, sobretudo, aos bens do país.

Observatório da Paisagem do Vale do Paraíba, 7a Roda de Conversa 1, 2 e 3/12/17

O Observatório da Paisagem é, no momento, uma rede de profissionais e pesquisadores que atuam em instituições, órgãos públicos, universidades, arquivos, museus, fundações culturais que se dedicam ao estudo e à preservação do Patrimônio Cultural da RMVPLN, Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte.
O objetivo principal do projeto Observatório da Paisagem é promover a reflexão ativa e propor políticas públicas para a preservação da memória e do patrimônio cultural da RMVPLN.
Foi concebido e é coordenado pela Casa do Patrimônio do Vale do Paraíba do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, sediada em São Luiz do Paraitinga;