Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Governo

Governo: O mais recente de arquitetura e notícia

Clássicos da Arquitetura: Palácio de Westminster / Charles Barry e Augustus Pugin

Às 18:20 de 16 de outubro de 1834, um incêndio começou no antigo Palácio de Westminster, em Londres – o mais importante local da governança parlamentar do Reino Unido e do Império britânico. O fogo, que consumiu-o até as primeiras horas da manhã, destruiu o complexo medieval, de modo que nem mesmo o restauro foi considerado uma opção viável – um novo palácio teria que se erguer das cinzas para cercar a grande parte intacta de Westminster Hall. [1] O fogo deu ao Reino Unido a chance não apenas de substituir o que era considerado desatualizado, numa miscelânea de edifícios governamentais, mas de erguer um monumento gótico para encarnar espiritualmente a preeminência do Reino Unido em todo o mundo, e as raízes da democracia moderna.

Fachada. Cortesia de Merrell Publishers Limited Desenho do projeto "Estimativas" para a Casa dos Lordes por Pugin. Cortesia de Yale University Press O design original, insatisfatório para a Câmara dos Comuns. Cortesia de Yale University Press Planta. Cortesia de Yale University Press, Ltd. + 13

6 propostas para a nova Sede do Governo em Oslo

Aproximadamente 100 arquitetos, designers e consultores desenvolveram propostas para um concurso de projeto para a nova Sede do Governo em Oslo. Recebendo, inicialmente, 24 projetos, o objetivo do concurso era reunir soluções viáveis para a futura relocação de todos os ministérios do governo (com exceção do ministério de defesa), enfatizando uma atmosfera urbana e os elementos públicos. Nas seis propostas finalistas de escritórios nacionais e internacionais, como BIG, Snøhetta e MVRDV, a temática de edifícios em altura e espaços verdes foi introduzida.

Agora, um comitê formado por dez profissionais auxiliará a Statsbygg, a assessoria pública de construção que participa do projeto em nome do governo, na avaliação de cada proposta. Dê uma olhada nas seis delas, a seguir.

Cortesia de Asplan Viak © Snøhetta Cortesia de White Cortesia de LPO + 24

Como ser um cidadão "placemaker": pensar mais leve, mais rápido e mais econômico

Imagine viver em um lugar verdadeiramente vivo: um bairro alegre, dos sonhos! Imagine-se nas ruas, na praça local, na orla ou no mercado público. Pense nas cores, nas panorâmicas, nos odores, nos sons. Imagine as crianças brincando, a atividade no exterior das lojas e dos espaços de trabalho, vendedores de comida, eventos culturais locais e festivais ao ar livre. Pare um minuto, agora mesmo, feche os olhos e realmente imagine.

E agora a pergunta: nesta visão, o que você vem fazendo para colaborar com esta comunidade?

Por incrível que pareça, a Suécia está sem lixo!

Fernando de Mello Franco será o novo Secretário de Desenvolvimento Urbano de SP

Shangai está afundando devido ao peso de seus arranha-céus