Hao Chen

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Habitação social contemporânea na China: resposta às restrições

Saskia Sassen, professora da Robert S. Lynd, de Sociologia da Universidade de Columbia, prevê em seu livro de coautoria "Os Documentos de Quito e a Nova Agenda Urbana" que, no futuro, as cidades serão um campo de batalha crucial, à medida que continuamos a lutar contra a gentrificação e o crescente grau de isolamento em nossas comunidades. Sassen argumenta que “as cidades devem ser um espaço inclusivo, tanto para os ricos quanto para os pobres. No entanto, nossas cidades nunca alcançaram igualdade para todos, já que nunca foram projetadas dessa forma. Mesmo assim, elas não devem ser lugares que toleram desigualdades ou injustiças”.

Casa de Chá Fuzhou / Neri&Hu Design and Research Office

© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen+ 18

Fuzhou, China

Wetlands: arquiteturas construídas em solo pantanoso

© David Lloyd, SWA
© David Lloyd, SWA

A arquitetura é moldada por seu ambiente e forças naturais. Inerentemente, a disciplina se concentra no projeto de objetos sobre sistemas, na morfologia formal sobre redes ou ecologias. No entanto, nenhum edifício existe fora de seu contexto; cada estrutura está situada entre climas e condições culturais em constante mudança. A forma como os arquitetos respondem e se conectam a esses sistemas maiores, pode mudar radicalmente a natureza e a qualidade de seu trabalho. Frequentemente, são as grandes restrições que produzem soluções inovadoras.

© ZY Architectural Photography© Simon Menges© Daniel Segura© Turenscape+ 15

Resort Seaweed Bay / Greyspace Architecture Design Studio

Pátio Público. Imagem © Hao ChenÁrvore Preservada. Imagem © Hao ChenEspaço do Pátio. Imagem © Hao ChenParede de Pedra e Caminho. Imagem © Hao Chen+ 37

Casa Ponte e Torre de Observação / TAO - Trace Architecture Office

© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen+ 49

Pocket Park - Xinhua Road, Shanghai / SHUISHI

Entrada do pocket park. Imagem © Hao ChenReforma do pocket park. Imagem © Hao ChenEspelhos de exibição rotativos. Imagem © Hao ChenJardim no espelho. Imagem © Xiu Wang+ 25

Shanghai, China
  • Arquitetos: SHUISHI
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  106
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

Treewow O - Uma Casa na Árvore com Telhado Curvo / MONOARCHI

© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen+ 21

  • Arquitetos: MONOARCHI
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  80
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

Biblioteca e Teatro Pinghe / OPEN Architecture

© Jonathan LeijonhufvudÁrea Central de Leitura. Imagem © Jonathan Leijonhufvud© Jonathan LeijonhufvudCafé. Imagem © Qingshan Wu+ 24

  • Arquitetos: OPEN Architecture
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  5372
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

A ascensão do co-living como resposta à vertiginosa urbanização na China

Espera-se que ao longo dos próximos dez anos nossas cidades passem por um processo de transformação sem precedentes. Segundo estimativas publicadas pela ONU no ano passado, até 2030 no Planeta Terra existirão 43 megacidades — aquelas com pelo menos 10 milhões de habitantes. Além disso, o estudo indica que a maioria delas se concentrarão em países considerados subdesenvolvidos. Até meados do século XXI, passaremos de cinquenta para setenta por cento da população mundial residindo em áreas urbanizadas. Somando-se a isso, espera-se que a África e a Ásia juntas sejam responsáveis por até 90% deste vertiginoso crescimento populacional.

Hotel Alila Yangshuo / Vector Architects

© Shengliang Su© Shengliang Su© Hao Chen© Shengliang Su+ 57

  • Arquitetos: Vector Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  16000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017

Iluminação para espaços de trabalho: exemplos de sistemas uniformes, localizados e mistos

© Luc Boegly© Yevhenii Avramenko© Jack Hobhouse© Matthijs van Roon+ 15

Se considerarmos que as pessoas passam grande parte do dia em seus trabalhos, o conforto visual e a regulação da luz ao longo do dia são importantes. A iluminação dos espaços de trabalho deve proporcionar as melhores condições de conforto visual para cada caso específico, adaptando-se às mudanças de luz ao longo das horas do dia, melhorando o desempenho e proporcionando bem-estar físico e mental. 

Como curvar madeira?

Desde o corte da árvore a tornar-se uma viga ou uma peça de mobiliário, a madeira passa por diversas etapas e processamentos. Recurso renovável e material de construção popular e antigo, a madeira é, também, muitas vezes apontada como uma das promessas da construção no futuro, um material adequado às novas demandas de sustentabilidade. Mas diferentemente do concreto, cujos moldes podem definir até curvas complexas, quando abordamos as estruturas de madeira é muito mais comum a utilização de peças retas, sobretudo para a arquitetura. Nesse artigo abordaremos algumas técnicas que permitem a criação de peças curvas de madeira de diferentes escalas, algumas mais artesanais e outras que prometem tornar o processo mais eficiente e inteligente.

Como os arquitetos de hoje interpretam o design de interiores na China?

Como reflexo do comportamento humano, o espaço domiciliar não é apenas a personificação das convenções sociais e hábitos culturais de uma sociedade, mas fundamentalmente um espaço que transparece todas as nossas idiossincrasias. Desde o advento do modernismo, inúmeros arquitetos utilizaram o design de interiores como uma ferramenta para expressar suas principais teorias e conceitos em relação a arquitetura e o espaço. No projeto da Casa Vanna Venturi, Robert Venturi  optou por inserir componentes super-dimensionados em uma casa relativamente pequena, criando uma relação complexa e contraditória entre os seus elementos e o espaço. Na Villa Mairea, Alvar Aalto construiu uma casa “imperfeita”, como uma maneira de subverter os rígidos padrões estéticos impostos pelo funcionalismo. A Casa 2 LDK, projetada pelo vencedor do Prêmio Pritzker de 2012, o arquiteto chinês Wang Shu conseguiu inserir um pátio dentro de uma projeção de apenas cinquenta metros quadrados.

Na China, como resultado do recente e voraz processo de urbanização que transformou o país ao longo das últimas décadas, a maioria dos cidadãos foram forçados à viverem empilhados em apartamentos modulares e estandardizados, estruturas repetitivas construídas às pressas para atender uma demanda cada dia maior. Edifícios assépticos, desprovidos de escala, estilo e completamente desconectados de seus contextos específicos. Felizmente, até mesmo em um mar de estruturas estéreis, arquitetos se mantiveram fiéis aos seus conceitos e teorias, combatendo a padronização com criatividade e sagacidade. A equipe do ArchDaily China entrevistou quatro arquitetos de alguns dos mais importantes escritórios de arquitetura do país, incluindo o Atelier FCJZ, o Qiuye Jin Studio, o Atelier tao + c e o maison h, na esperança de revelar uma sutil diferença entre o significado de “habitação” e “casa”, e como eles têm lidado com estas estruturas altamente padronizadas ao desenvolver projetos específicos de interiores para seus clientes ao redor do país.

Museu de Artes de Changjiang / Vector Architects

Vista da rua à noroeste. © Hao ChenFachada norte. © Hao ChenTerraço. © Hao ChenFachada oeste. © Hao Chen+ 50

  • Arquitetos: Vector Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  3932
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019

Residência na Colina Qiyun / Bengo Studio

© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen+ 22

Xiuing, China
  • Arquitetos: Bengo Studio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  120
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2016

Galeria Urbana na Yuyuan Road / Bengo Studio

© Hao Chen© Hao ChenGIF. Imagem Cortesia de Bengo Studio© Tianjin Shi+ 18

  • Arquitetos: Bengo Studio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: GANGYINGJIANKE, luci

Mercado de Agricultores de Xiafu / Bengo Studio

© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen© Hao Chen+ 21

  • Arquitetos: Bengo Studio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  734
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018