Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Kaley Overstreet

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Hamonic + Masson Architects tem projeto premiado no concurso Imagine Angers

Hamonic + Masson Architects, com sede na França, foi selecionado como um dos vencedores do concurso Imagine Angers, que pediu às equipes que propusessem projetos inovadores para serem construídos em um dos seis terrenos diferentes da cidade de Angers, na França. As equipes vencedoras foram anunciadas pelo prefeito de Angers na MIPIM, uma conferência imobiliária realizada em Cannes. Outros arquitetos participantes incluem Manuelle Gautrand, Steven Holl, Duncan Lewis, XTU, Sou FUJIMOTO e OXO arquitetos.

AIA divulga os melhores projetos educacionais de 2018

O Comitê de Arquitetura para a Educação do Instituto Americano de Arquitetos anunciou os vencedores do prêmio Education Facility Design Awards deste ano. Os oito vencedores e duas menções honrosas foram premiados como as melhores instalações educacionais deste ano, que não apenas demonstram excelência no projeto arquitetônico contemporâneo, mas também promovem a educação de maneiras inovadoras e servem como um espaço de aprendizado inspirador. Os projetos deste ano são projetados para estudantes de todas as idades, desde creches a edifícios de ensino superior.

“A educação continua a evoluir, e os projetos do programa Education Facility Design Awards deste ano - apresentados pelo AIA e pelo Comitê de Arquitetura para Educação - representam os ambientes de aprendizagem de última geração que estão sendo desenvolvidos nos espaços de hoje. Esses projetos mostram inovação em todo o processo de aprendizagem, mostrando como os arquitetos estão criando espaços de ponta que aprimoram a pedagogia moderna”.

Leia mais sobre os vencedores abaixo.

© Hank Mardukas Photography © Bruce Damonte © Tom Arban © Lara Swimmer + 50

7 Edifícios icônicos reimaginados em estilos arquitetônicos diferentes

Os estilos arquitetônicos se diferenciam por suas técnicas construtivas, movimentos políticos e mudanças sociais que compõem o espírito de um lugar em um determinado momento do tempo. Seja o renascimento da arte e da cultura na arquitetura renascentista, ou os arranha-céus de aço que emergiram no movimento do pós-guerra, cada mudança estilística nos diz algo diferente sobre as transições da história da arquitetura.

Mas e se a arquitetura rejeitasse uma abordagem regionalista crítica, e os edifícios assumissem as características de outro lugar? Essas sete imagens feitas para a Expedia pela NeoMam e Thisisrender oferecem um vislumbre de como alguns dos ícones arquitetônicos mais famosos do mundo seriam se tivessem sido construídos em um estilo diferente.

Gensler projeta renovação da Quicken Loans Arena do Cleveland Cavaliers

A cidade de Cleveland, ícone do "rust-belt" americano, abriga algumas das mais importantes obras de arquitetura contemporânea dos Estados Unidos, incluindo o Museu de Arte Contemporânea de Farshid Moussavi, o Museu de Arte de Cleveland de Rafael Vinoly e o Edifício Peter B. Lewis de Frank Gehry localizado no Case Western Reserve. Cleveland também é a terra da arena mais antiga em atividade da NBA em todo o país e umas das únicas que nunca foram reformadas. No entanto, a Quicken Loans Arena, palco de um dos maiores ídolos do basquete americano, LeBron James e casa dos Cavaliers, passará por uma grande transformação projetada pela Gensler.

O novo projeto que fará com que a experiência dos torcedores se transforme em algo completamente novo além de servir como um catalisador para novos investimentos na cidade de Cleveland, será o palco perfeito para que todos os fãs dos Cavaliers desfrutem de todo espetáculo da NBA com muito mais conforto assim que as obras forem concluídas em 2019.

MX3D constrói primeira ponte metálica impressa em 3D do mundo

No final do ano passado, publicamos um artigo sobre o progresso da primeira ponte de aço impressa em 3D do mundo, projetada pela empresa MX3D, dos Países Baixos. Com o projeto agora finalizado, a start-up anunciou que o vão da ponte agora está completo.

A etapa final de testes estruturais está prevista para o meio do ano, apenas três anos após o anúncio oficial do projeto. Após a integridade estrutural ter sido testada, o projeto será eventualmente ajustado e concluído. A MX3D espera mostrar o potencial de sua impressora 3D durante a Dutch Design Week, e sua primeira ponte será instalada sobre um canal de Amsterdã no próximo ano.

via MX3D via MX3D via MX3D via MX3D + 9

Chisel & Mouse recria ícones arquitetônicos em miniaturas detalhadas

Alguma vez você já quis um modelo em miniatura do Flatiron Building ou um mapa em 3D de Amsterdã? Você gostaria de ter sua casa transformada em uma réplica do tamanho de uma casa de bonecas? O estúdio Chisel & Mouse, do Reino Unido, está reconstruindo esses ícones arquitetônicos e também peças personalizadas, trazendo-os diretamente para sua prateleira ou mesa de centro.

Heinle Wischer and Partner conquistam o primeiro lugar no concurso Malopolska Science Center

O projeto de Heinle Wischer e Partner para um edifício triangular foi premiado com o primeiro lugar em um concurso para projetar o Centro de Ciências Malopolska em Cracóvia, Polônia. O concurso buscava um projeto que fosse ao mesmo tempo icônico e inovador, respondido com uma proposta da equipe que conforma um novo marco para a região de Malopolska, na Polônia.

Leia sobre o projeto vencedor a seguir.

ETH Zurique usa robôs para construir casa de três pavimentos em estrutura de madeira

Cortesia da ETH Zurich
Cortesia da ETH Zurich

A tecnologia digital se infiltrou no cenário das construções em madeira. Pesquisadores da ETH Zurique estão usando robôs e programação digital para construir módulos estruturais de madeira. Estes estão sendo utilizados para dar estabilidade aos dois pavimentos superiores da DFAB HOUSE, uma unidade residencial de três pavimentos localizada em Dübendorf, que tem como objetivo reunir diferentes métodos construtivos digitais em um mesmo edifício.

Cortesia da ETH Zurich Cortesia da ETH Zurich Cortesia da ETH Zurich Cortesia da ETH Zurich + 10

Frank Gehry é selecionado para projetar expansão da Escola de Design Colburn em Los Angeles

Recentemente, Sel Kardan, presidente e CEO da Colburn School, anunciou que Frank Gehry foi selecionado para projetar uma expansão no campus, adjacente às suas instalações existentes no centro de Los Angeles. O local de expansão, na Grand Avenue, se tornará o mais novo vizinho de outros projetos notáveis, incluindo o Broad Museum de Diller Scofidio + Renfro, o Walt Disney Concert Hall de Gehry, o Museu de Arte Contemporânea de Isozaki, a poucos quarteirões da Catedral de Nossa Senhora dos Anjos de Moneo e da Escola # 9 de Coop Himmelb (l) au. A contribuição de Gehry para a escola fará desta área de Los Angeles um dos maiores programas de artes cênicas e visuais do mundo.

T2.a Architects utiliza algoritmos para que moradores possam participar da concepção de seus próprios apartamentos

Imagine se você pudesse participar do processo de projeto do seu próprio apartamento a ser construído às margens de um dos maiores rios da Europa. O escritório T2.a Architects acaba de apresentar o seu mais recente projeto, o DANUBIO, um novo empreendimento residencial em Budapeste, que propõe exatamente este desafio.

A ideia dos arquitetos por trás do projeto do DANUBIO é devolver a liberdade de criação aos moradores, convidando-os a participar da concepção dos seus próprios apartamentos. Utilizando ferramentas como o Grasshopper e o Rhinoceros, um sistema foi desenvolvido para permitir que cada um dos clientes possa participar de forma criativa no projeto de sua futura moradia. O algoritmo é alterado toda vez que um novo morador entra no processo, permitindo que ele escolha a tipologia, a orientação e a localização de sua futura residência durante o processo de projeto.

Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects + 23

A retomada do pós-modernismo: por que agora?

Piazza D'Italia / Charles Moore. Cortesia de The Charles Moore Foundation
Piazza D'Italia / Charles Moore. Cortesia de The Charles Moore Foundation

O argumento, elaborado pelo historiador de arquitetura Charles Jencks na introdução de seu novo livro Postmodern Design Complete, de que os estilos pós-modernos nunca realmente deixaram a arquitetura parece mais preciso que nunca. O movimento do final dos anos 1970 que começou como uma reação aos cânones utópicos do modernismo retomou fôlego dentro do campo profissional, definindo o momento presente na cultura arquitetônica.

Isso levanta uma importante questão: qual é o movimento atual da arquitetura? E o que veio na sequência do pós-modernismo? Se é que houve algo, foi um grito lamurioso de "chega de pós-moderno", seguido por uma onda recente de "salve o pós-moderno", muito bem exemplificada pela recente movimentação para preservar o edifício AT&T de Philip Johnson da remodelação proposta pelo Snøhetta. Até Norman Foster se pronunciou, dizendo que embora nunca tenha sido um entusiasta do movimento pós-moderno, compreender sua importância na história da arquitetura. O pós-modernismo está retornando com todas as suas citações e o espalhafato que lhe são característicos.

7 Projetos que você precisa conhecer do vencedor do Pritzker 2018, B.V. Doshi

Hoje, B.V. Doshi foi nomeado vencedor do Prêmio Pritzker de 2018, o maior reconhecimento da profissão. Nos últimos 70 anos, a Doshi moldou o discurso da arquitetura e do projeto urbano, com uma influência particularmente forte em seu país natal, Índia, através de projetos que incluem residências particulares, escolas, bancos, teatros e conjuntos habitacionais de baixa renda. Aqui estão sete exemplos desse trabalho que exemplifica o respeito de Doshi pela cultura oriental e seu desejo de contribuir com seu país através de projetos autênticos que melhoram a qualidade de vida das pessoas.

Sangath. Cortesia de VSF Life Insurance Corporation Housing. Image Courtesy of VSF Amdavad ni Gufa. Image Courtesy of VSF CEPT University. Image © Laurian Ghinitoiu + 14

Esta cidade murada medieval mostra como o urbanismo tradicional pode suportar altas densidades

© Sabine de Villeroy
© Sabine de Villeroy

A fortaleza protetora, as ruas de paralelepípedos e a disposição urbana medieval são características de muitas cidades costeiras da Europa. Mas ao explorar a cidade francesa de Saint-Malo, é difícil acreditar que esta seja a cidade original. O que separa Saint-Malo de muitas outras cidades europeias localizadas junto ao mar, desde sua localização marcante, - é a complexa história de como ela foi completamente destruída na Segunda Guerra Mundial, mas reconstruída com a sua estética original.

© <a href='https://www.flickr.com/photos/ferrariguy90/8467381701'>Flickr user Trevor Huxham</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/archer10/15206970485'>Flickr user Dennis Jarvis</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nd/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a> Desconhecido, <a href="https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Saint-Malo_après_la_bataille_de_1944.jpg">Saint-Malo après la bataille de 1944</a>, marked as public domain, more details on <a href="https://commons.wikimedia.org/wiki/Template:PD-old">Wikimedia Commons</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/lutherankorean/2652730156'>Flickr user Pom Angers</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nd/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a> + 7

Tecnologia laser ajuda a desvendar a dimensão e densidade das cidades maias

Um recente documentário produzido pela National Geographic apresenta as mais novas descobertas sobre as "megalópoles" da civilização Maia. Com mais de 60 mil residências, sistemas de infraestrutura e obras que permaneceram por séculos ocultas pela densa floresta da Guatemala, essas ocupações urbanas foram agora reveladas ao mundo, mostrando que as antigas cidades eram muito maiores e mais densas do que se pensava.

Cabos da ponte projetada por Calatrava se rompem após autoridades de Dallas se negarem a realizar testes de resistência

O escritório de Santiago Calatrava, conhecido por projetos ousados de arquitetura e engenharia, está sendo investigado pelo rompimento de três conectores dos cabos da ponte Margaret McDermott em Dallas - projeto que teve sua inauguração atrasada devido a problemas estruturais que vêm ocorrendo desde 2016. No entanto, embora o escritório tenha recebido atenção negativa pelo problema, o jornal Dallas Observer publicou reportagem sobre uma série de documentos divulgados recentemente que provam que a equipe de Calatrava tentou insistir para que testes de resistência fossem realizados, inclusive oferecendo um empréstimo para a realização dos testes - ofertas recusadas pelas autoridades municipais.

Royal Architectural Institute of Canada anuncia beneficiários de bolsas honorárias de 2018

O Royal Architectural Institute of Canada (RAIC) selecionou quatro arquitetos de todo o mundo para receber bolsas honorárias em 2018. Os membros honrados deste ano demonstram as diversas maneiras pelas quais os arquitetos contribuem com projetos exemplares para a profissão, com um impacto positivo na sociedade.

Quem recebeu a honraria foram a arquiteta francesa Odile Decq, o nativo de Burkina Faso Diébédo Francis Kéré, e os arquitetos americanos William J. Stanley III e John Sorrenti,

Mais sobre os bolsistas honorários a seguir.

Futudesign vence concurso para transformar em hotel a Estação Ferroviária de Saarinen

O escritório finlandês Futudesign foi anunciado como vencedor de uma competição que convidou arquitetos a reformar parte da Estação Ferroviária Central de Helsinque. O projeto, que transformará a ala leste subutilizada da estação em um hotel, reinterpreta e moderniza a intenção arquitetônica original de Eliel Saarinen.

Planta 2º pavimento Planta 3º pavimento Planta 4º pavimento Planta 5º pavimento + 16

Com quem os arquitetos estão se casando?

Um gráfico interativo publicado recentemente pela Bloomberg mostra com quem os arquitetos e arquitetas dos EUA estão se casando. Seja com pessoas da mesma área ou de fora da profissão, a Bloomberg descobriu que se apaixonar pode ter mais a ver com a proximidade no trabalho que com o destino.