Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Daniel Portilla

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Cinema e Arquitetura: "Tron: o Legado"

Algum tempo atrás mencionamos este filme e o papel do diretor e arquiteto Joseph Kosinski no seu desenvolvimento da paisagem futurista. Agora é hora de incluir na nossa lista de Cinema e Arquitetura, este remake do filme Tron de 1982, de Steven Lisberger. Na época, foi o primeiro filme a mostrar uma representação espacial de mundo do computador como um ambiente inabitável.

Cinema & Arquitetura: "Play Time"

Esta semana revisitamos um clássico, uma obra prima de Jacques Tati. No filme, Tati retrata o impacto problemático do modernismo na cidade e a forma como as pessoas interagem dentro dela.

O ambiente cuidadosamente pensado do filme mostra características do movimento moderno na época: repetição e regularidade (resultado da industrialização) são representados desde os menores objetos nos interiores até a escala do plano urbano da cidade. Aprecie este grande filme e conte-nos sua opinião sobre o olhar de Tati sobre o modernismo.

Serpentine Pavilion / Sou Fujimoto

Nesta quinta feira a inauguração oficial do Serpentine Pavilion, de Sou Fujimoto, aconteceu no Hyde Park, Londres. Foi a primeira vez que o público pôde interagir com a estrutura.

O pavilhão, que já recebeu o apelido de "nuvem" por sua forma e leveza, é constituído por uma grelha de aço tridimensional de módulos de cerca de 40 centímetros. A estrutura é interrompida para permitir acesso ao público, bem como para gerar usos diferentes ao redor, abaixo e acima dela.

Mais imagens e a declaração do arquiteto a seguir.

© Daniel Portilla © Daniel Portilla © Daniel Portilla © Daniel Portilla + 37

Cinema e Arquitetura: "The Fall"

Nesta semana em Cinema e Arquitetura apresentamos o visualmente poderoso The Fall (no Brasil, Dublê de Anjo). Resultado de um grande trabalho de seu diretor Tarsem Singh, que viajou ao redor do mundo a fim de encontrar os locais certos para cada cena. Não é apenas sobre a diversidade desses lugares, mas também a maneira com que Singh é capaz de colocar todos esses elementos juntos como parte de um enorme mundo surrealista.

Cinema & Arquitetura: "Dogville"

E se um filme é filmado de um modo tão minimalista que sua única referência seja uma planta desenhada no chão. Então você precisa imaginar todas as informações que faltam em um tipo de extrusão mental do que é físico. É essa a maneira escolhida pelo diretor dinamarquês Lars von Trier para representar uma parábola que se passa em um povoado fictício no Colorado.

Cinema e Arquitetura: "24 City"

Esta semana em Cinema e Arquitetura, apresentamos uma obra do aclamado diretor Jia Zhangke, 24 City não pode ser considerado um documentário, já que os atores encenam na maioria das cenas, no entanto, este filme chinês realista mostra a dissociação entre o rápido desenvolvimento urbano e uma população que parece ser vitimada pela globalização.

O filme centra-se nos trabalhadores na Factory 420, um complexo projetado e implantado pelo governo para fins militares e usado como uma fábrica para a produção e reparação de elementos mecânicos para o exército. Toda esta área tornou-se uma cidade em si, junto das habitações que surgiram, dos trabalhadores da fábrica. Quando o espaço é convertido em 24 City, um complexo para acomodar centenas de apartamentos de luxo, todo o lugar é demolido. 24 City conta histórias dos trabalhadores no meio desta transformação.

Como devemos considerar esses tipos de cidades mono-funcionais e como poderia/deveria ser o seu futuro?

Cinema e Arquitetura: "Old Boy"

Desta vez nós propomos a vocês este maravilhoso filme sul coreano que mostra uma variedade de espaços do submundo onde opera o crime e luxuosos apartamentos que pertencem aos líderes desses grupos criminosos. O filme procura mostrar o cativeiro e suas conseqüências para o refém enquanto preso e após libertado. A mistura de cores e composições em cada cena foi cuidadosamente preparada, com padrões nas paredes, fortes contrastes e diferentes atmosferas. Aproveite e conte-nos suas interpretações sobre o filme nos comentários.

Cinema & Arquiteura: "Cloud Atlas"

A Viagem (Cloud Altas) é a adptação do romance de David Mitchell, homonimo. Segue-se seis diferentes historias, cada uma acontecendo em um lugar e época diferentes, variando até cem anos (do passado ao futuro). Cada período tem um desenvolvimento cuidadoso do cenario, e, como de costume, os irmão Watchwski mostram sua forma peculiar de imaginar a cidade do futuro.

De fato, as histórias foram filmadas separadamente: enquanto Tom Tykwer trabalhava nas histórias que se desenrolavam nas decadas de 1930 e 1970, os irmão Watchowski filmavam as futurista (que aconteciam no ano de 2321). Várias edificações famosas foram utilizadas - nos avise se reconhecer alguma delas.