O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema e Arquitetura: "Old Boy"

Cinema e Arquitetura: "Old Boy"

Cinema e Arquitetura: "Old Boy"
Cinema  e  Arquitetura: "Old Boy"

Desta vez nós propomos a vocês este maravilhoso filme sul coreano que mostra uma variedade de espaços do submundo onde opera o crime e luxuosos apartamentos que pertencem aos líderes desses grupos criminosos. O filme procura mostrar o cativeiro e suas conseqüências para o refém enquanto preso e após libertado. A mistura de cores e composições em cada cena foi cuidadosamente preparada, com padrões nas paredes, fortes contrastes e diferentes atmosferas. Aproveite e conte-nos suas interpretações sobre o filme nos comentários.

INFORMAÇÕES PRINCIPAIS

Título Original: Old Boy
Ano: 2003
Duração: 120 min
País: Coréia do Sul
Diretor: Chan-wook Park
Roteiro: Hwang Jo-yoon, Im Joon-hyung, Chan-wook Park
Trilha Sonora: Cho Young-wuk
Elenco: Min-sik Choi, Ji-tae Yoo, Hye-jung Gang, Dae-Han Chi, Dal-Su Oh

SINOPSE

O empresário Oh Dae-su é sequestrado na noite de aniversário de sua filha e colocado em confinamento em uma prisão que se parece com um hotel. Confinado sem qualquer contato humano ou explicação sobre seu sequestro, Dae-su recebe, através dos jornais, a notícia de que sua esposa fora assassinada e que ele é o principal suspeito do crime. Anos de confinamento se passam e Dae-su passa seu tempo praticando artes marciais, planejando vingança e tentando, secretamente, escapar de sua cela por um túnel; após exatos 15 anos de confinamento, Dae-su é libertado sem explicação alguma em uma cobertura de um edifício.

Em um restaurante, Dae-su recebe a ligação de seu sequestrador e em seguida desmaia, quando é pego por Mi-do, a jovem chefe do restaurante. Após Dae-su tentar seduzir Mi-do, ela confessa sua atração por ele, e diz que eles terão relações quando ela estiver pronta. Após descobrir que sua filha fora adotada em Estocolmo, um homem que se comunica com Mi-do através de mensagens instantâneas reconhece e provoca Dae-su; lembrando-se dos bolinhos que comia diariamente no cativeiro, Dae-su rastreia o restaurante que os produz e segue uma encomenda até os seus raptores. Ao descobrir que fora encarcerado em uma prisão privada onde pessoas podem pagar para prender outras, Dae-su tortura Mr. Park, o dono do local, para extrair respostas; ele então descobre que fora preso por "falar demais".

Localizado pelo seu endereço IP, Woo-jin se revela como sequestrador de Dae-su e lhe dá um ultimato: se descobrir em cinco dias os motivos pelo qual fora sequestrado, Woo-jin se matará, porém, se falhar, quem será morta é Mi-do. Ao passo em que Dae-su e Mi-do se tornam mais íntimos, acabam por fazer amor. Dae-su descobre que estudara com Woo-jin na mesma escola, e se recorda de uma vez ter testemunhado uma relação incestuosa de Woo-jin com sua irmã, Soo-ah. Sem saber de seus laços familiares, ele acidentalmente espalha este boato antes de se mudar para Seoul. Como resultado destes boatos, Soo-ah sente falsos sinais de gravidez e comete suicídio. Neste meio tempo, Mr. Park se voltou para o lado de Dae-su, após ter sua mão amputada por Woo-jin, e concorda em prender e proteger Mi-do enquanto o confronto entre os dois acontece.

Ao chegar ao apartamento de Woo-jin, Dae-su admite ter acidentalmente causado o suicídio de Soo-ah. Sem admitir sua culpa, Woo-jin revela que tem controlado as ações de seu rival; dando-lhe um álbum de fotos, Woo-jin faz Dae-su perceber que Mi-do é, na realidade, sua filha, e que ele organizou uma série de eventos através de hipnose para que eles se apaixonassem e cometessem incesto. Dae-su, horrorizado e reconhecendo que Mr. Park ainda trabalha para Woo-jin, implora para que Mi-do jamais saiba deste segredo e corta sua língua como símbolo de silêncio. Ordenando a Mr. Park que poupe Mi-do da verdade, Woo-jin parte em um elevador, onde rememora a morte de sua irmã e comete suicídio.

Algum tempo depois, Dae-su se encontra sentado em uma paisagem invernal juntamente com a hipnotizadora contratada por Woo-jin; tocada pelos escritos e súplicas de Dae-su, ela o hipnotiza e altera sua memória para que esqueça este terrível segredo. Mi-do encontra, então, Dae-su sozinho na neve e diz a ele que o ama e em seguida o abraça. Dae-su abre um grande sorriso que é rapidamente substituído por um olhar de dor, nos fazendo pensar se a hipnose teria ou não funcionado.

TRAILER

Previamente postados nesta seção...

Sobre este autor
Daniel Portilla
Autor
Cita: Portilla, Daniel. "Cinema e Arquitetura: "Old Boy"" [Films & Architecture: "Old Boy"] 19 Abr 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/109539/cinema-e-arquitetura-old-boy> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.