Torre projetada por Frank Gehry na França abre ao público pela primeira vez

Torre projetada por Frank Gehry na França abre ao público pela primeira vez

O aguardado LUMA Arles de Frank Gehry finalmente abriu suas portas ao público. A torre revestida de aço inoxidável com uma estrutura geométrica retorcida fica em um campus criativo de 27 acres no Parc des Ateliers, na cidade francesa de Arles, abrigando galerias de exposições, espaços para projetos e as instalações de pesquisa e arquivo do LUMA. Mais de 45 artistas e designers de renome mundial, como Etel Adnan, Olafur Eliasson, Koo Jeong A, Carsten Höller e Kerstin Brätsch apresentarão suas criações nos 12 níveis da torre, tornando-a um novo foco para artistas globais, curadores e entusiastas da arte .

© Adrian Deweerdt© Adrian Deweerdt© Marc Domage© Marc Domage+ 38

Queríamos evocar o local, desde a "Noite Estrelada" de Van Gogh até os crescentes aglomerados de rochas que você encontra na região. Sua parte central ecoa o plano do anfiteatro romano. – Frank Gehry

O projeto é inspirado no local e na paisagem circundante. Construída a partir de um núcleo de concreto e estrutura de aço, a torre de 56 metros de altura emerge de um átrio de vidro circular que espelha o anfiteatro romano da cidade. A forma recortada distinta acima do átrio é inspirada por penhascos de calcário ao redor da cidade, com caixas de vidro saindo de painéis refletivos de alumínio.

© Adrian Deweerdt
© Adrian Deweerdt

A estrutura faz parte de sete edifícios industriais existentes, quatro dos quais foram restaurados pelos arquitetos do Selldorf Architects. O complexo fica em um pátio ferroviário abandonado e faz parte do recém-inaugurado Parc des Ateliers, um parque público projetado pelo arquiteto paisagista belga Bureau Bas Smets.

© Remi Benali
© Remi Benali
© Adrian Deweerdt
© Adrian Deweerdt

Entre as obras de arte exibidas está uma escultura rosa inédita de Franz West e um skatepark que brilha no escuro de Koo Jeong. O Seven Sliding Doors Corridor, de Carsten Höller,  uma passagem de espelho infinito foi reimaginada e instalada em todo o local da lagoa, enquanto Kerstin Brätsch criou um piso de mosaico específico para o Café du Parc. Philippe Parreno criou uma nova obra envolvente que usa tecnologia algorítmica. Etel Adnan cobriu toda a parede posterior do auditório com uma instalação de cerâmica também inédita. Take your Time, de Ólafur Elíasson, um espelho giratório circular afixado no teto, está instalado acima da escada de dupla hélice.

© Marc Domage
© Marc Domage
© Marc Domage
© Marc Domage

O Museu de Arte da Filadélfia foi aberto ao público no início deste mês, após concluir uma extensa renovação de quatro anos e um projeto de expansão interior liderado por Frank Gehry. A intervenção, apelidada de Projeto Central, centrou-se na renovação da infra-estrutura do museu, criando galerias e espaços públicos e deixando o exterior de 1928 intacto.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Stouhi, Dima. "Torre projetada por Frank Gehry na França abre ao público pela primeira vez " [Frank Gehry's Dynamic Reflective Tower Opens to the Public for the First Time] 25 Jul 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/964288/torre-projetada-por-frank-gehry-na-franca-abre-ao-publico-pela-primeira-vez> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.