Sistemas de cobertura para edifícios de bambu

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu

As coberturas são, talvez, o elemento arquitetônico mais fundamental dos edifícios de bambu (junto com as fundações). Telhados bem projetados e construídos desempenham um papel fundamental na proteção de uma estrutura de bambu ao mesmo tempo em que aumentam a beleza e a experiência do espaço. O que se qualifica como um telhado de bambu bem projetado?

Há alguns elementos-chave que precisam ser considerados: 1) os beirais do telhado para mitigar o desgaste das peças de bambu do sol direto e da chuva, 2) a inclinação do telhado para o fluxo de água, 3) o espaçamento das vigas para rigidez e, finalmente, 4) o material utilizado. Em Bali, experimentamos muitos materiais e técnicas de cobertura diferentes. Neste artigo, compartilhamos 5 dos sistemas de cobertura mais comumente usados para nossos edifícios de bambu:

  1. Palha
  2. Bambu cortado ao meio
  3. Telhas cerâmicas
  4. Telhas de bambu achatadas
  5. Telhas de cobre

Telhados de palha (conhecido localmente como alang alang)

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 7 de 8
Courtesy of Bamboo U

Os telhados Alang-Alang são uma técnica tradicional de cobertura de palha usada na Indonésia. O capim Congo (Imperata cylindrical) é colhido quando maduro e seco. Em seguida, painéis de palha de no máximo 3 metros de comprimento são feitos dobrando-se a grama seca sobre uma fenda de bambu e enfiando-a na fenda com fibra de palma. A divisão do bambu dá estrutura à palha, transformando-a em um painel, ao mesmo tempo em que atua como uma ripa de telhado. Quando instalados, os painéis de alang alang são amarrados às vigas usando uma técnica de amarração com corda de bambu.

Para uma construção de bambu bem projetada que usa um telhado alang alang, a inclinação do telhado deve ser de cerca de 45 graus para que a água escorra e recomendamos que as vigas sejam instaladas a não mais do que 60 cm de distância para evitar que o telhado afunde. Os telhados Alang alang são flexíveis e complementam bem os telhados curvilíneos. O isolamento térmico é o benefício mais atraente dessa solução. Tem uma capacidade incrível de respirar e libertar ar quente enquanto mantém o ar fresco no interior.

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 8 de 8
Aldo's Kitchen / IBUKU. Image Courtesy of PT Bambu

Em Bali, hoje (2021), este telhado custa entre U$ 15 - $ 17 (250.000 IDR) por m² para construir (este número flutua um pouco) tornando-o bastante acessível. A desvantagem deste sistema de cobertura é que ele requer muita manutenção. Os telhados de Alang-alang precisam ser substituídos a cada 3-7 anos. Historicamente, os telhados duravam até 10 anos, mas como hoje em dia os agricultores estão colhendo a grama antes que ela amadureça, ela é mais fraca e, portanto, se degrada mais rapidamente. A durabilidade desse sistema de cobertura depende muito do tempo de colheita, umidade e acúmulo de matéria orgânica da chuva, cobertura de árvores e excrementos de animais.

Telhado de bambu cortado ao meio

O telhado de bambu cortado pela metade é feito de varas de bambu recém-colhidas, divididas em duas metades e colocadas em uma sequência interligada semelhante à técnica espanhola de telhas. Para uma construção de bambu bem projetada usando bambu dividido ao meio, o telhado precisa de uma inclinação mínima de 40 graus e as vigas não devem ser colocadas a mais de 60 centímetros uma da outra. Finalmente, a cumeeira do telhado deve ser coberta adequadamente.

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 5 de 8
Courtesy of Bamboo U

Para fazer a construção de bambu durar mais tempo, também pode-se usar 3 camadas, a primeira camada de esteiras de bambu tecidas localmente conhecido como bedeg sobre as vigas para a estética interior e, em seguida, asfalto linear, e revestimento de meio bambu como uma camada final. Este telhado funciona com estruturas ligeiramente curvilíneas e pequenas, mas é difícil usar esta técnica para telhados curvos grandes e complicados. Usamos postes Gigantochloa apus para esta cobertura e Dendrocalamus asper para cobrir a cumeeira do telhado.

Este sistema de cobertura também requer alta manutenção e precisa ser substituído a cada 5 anos. O bambu se degrada rapidamente se for exposto à umidade ou matéria orgânica.

Cobertura de Telhas cerâmicas

As telhas de terracota são o material de cobertura mais durável. Telhados desse tipo podem durar 100 anos. Os telhados de terracota são muito pesados e, portanto, durante o projeto, essa carga adicional deve ser considerada. Para uma construção de bambu bem projetada com telhado cerâmico, recomendamos uma inclinação mínima do telhado de 35 graus e as vigas não devem ser colocadas a mais de 30 cm de distância. Ripas devem ser adicionadas para segurar os ladrilhos sobre as vigas.

Telhados cerâmicos só funcionam para edifícios lineares e a manutenção é mínima; alguma limpeza de matéria orgânica e substituição de telhas quebradas que podem ter encontrado o impacto de um galho caído.

Telhado de bambu achatado (conhecido localmente como pelupuh)

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 2 de 8
Courtesy of Bamboo U

Pelupuh é um bambu achatado feito à mão feito em telhas e é feito cortando uma vara de bambu Gigantochloa apus ao meio no sentido do comprimento. Em seguida, é feito um corte na parede do colmo de dentro para fora usando uma machadinha. Os cortes não perfuram toda a parede do colmo, apenas o suficiente para que a seção do colmo seja aplainada. Os cortes devem ser feitos em ângulo para evitar rachaduras na estrutura do bambu. Os nós são então raspados com uma faca de bambu ou machadinha. Usamos este material de bambu processado em uma técnica de cobertura híbrida de 3 camadas, onde primeiro colocamos pelupuh tratado sobre as vigas para a estética interior, em seguida, um asfalto linear (membrana de impermeabilização sintética) e pelupuh que é cortado no tamanho como telhas como uma camada final. Todas as camadas são fixadas com uma pistola de pregos.

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 4 de 8
Courtesy of Bamboo U

Para uma construção de bambu bem projetada usando um telhado de bambu achatado, precisamos ter uma inclinação do telhado de no mínimo 40 graus e as vigas não devem ser colocadas a mais de 40 cm de distância. O bambu achatado é muito flexível e funciona bem com telhados curvilíneos.

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 3 de 8
The Millenium Bridge / IBUKU. Image Courtesy of IBUKU

A membrana sintética à prova d'água dura entre 20 e 25 anos, mas a camada externa de pelupuh de bambu deve ser substituída entre 5 e 8 anos. O bambu achatado se degrada rapidamente se for exposto à umidade e matéria orgânica.

Telhado de cobre

A cobertura de cobre é um experimento recente para estruturas de bambu, desenvolvido por John Hardy e IBUKU. É durável, mas bastante caro. As folhas de cobre são personalizadas como telhas no chão à mão e instaladas no telhado. Para uma construção de bambu bem projetada com telhado de cobre, recomendamos uma inclinação mínima de 15 graus e as vigas não devem ser colocadas a mais de 60 centímetros de distância.

Sistemas de cobertura para edifícios de bambu - Imagem 6 de 8
Courtesy of Bamboo U

Ao construir um telhado de cobre, o pelupuh é primeiro colocado sobre as vigas para a estética interior, um forro de asfalto é então anexado usando uma pistola de pregos e o revestimento de telhas de cobre cortadas à mão personalizadas é colocado como uma camada final.

O telhado de cobre é muito flexível e funciona bem para telhados curvilíneos. Edifícios com telhado de cobre são extremamente bonitos, mesmo quando desgastados com o tempo, quando uma linda pátina se forma. Este sistema de cobertura não requer manutenção.

A cobertura é um elemento muito importante da construção de bambu e exige o equilíbrio entre o desejo de sustentabilidade, beleza e durabilidade.

Este artigo foi publicado originalmente pela Bamboo U, uma empresa de arquitetura e design de bambu que se concentra no compartilhamento de formas sustentáveis de construção. Os cursos de bambu estão disponíveis em seu campus em Bali, Indonésia e online, ministrados em colaboração com a renomada empresa de projetos IBUKU e especialistas em bambu de todo o mundo. Do cultivo de bambu aos métodos de tratamento, design e modelagem de bambu, engenharia, carpintaria e construção: suas oficinas cobrem tudo o que há para saber sobre construção e design de bambu. Encontre mais e participe de uma oficina de bambu aqui.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: BambooU, BambooU. "Sistemas de cobertura para edifícios de bambu" [Roofing Systems for Bamboo Buildings] 19 Jun 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/962229/sistemas-de-cobertura-para-edificios-de-bambu> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.