Casas brasileiras: dez residências e seus espaços de lazer

Casas brasileiras: dez residências e seus espaços de lazer

Para além de ver a casa como simples abrigo e proteção, hoje há uma complexidade muito maior de funções integradas àqueles programas elementares do habitar. Não pensamos mais somente nos espaços de dormir, cozinhar e banhar, mas sim em uma série de novos programas, que exigem  novos espaços e configurações. Dentre esses novos programas, o lazer surge como uma atividade integrada ao morar, na forma de quintais, piscinas e salas de televisão. 

Casa Carumbé / Gil Mello Arquitetura. Image © Pedro KokCasa no Jardim Europa / SPBR Arquitetos. Image © Nelson KonCasa do Lago / Ana Paula e Sanderson Arquitetura. Image © Edgard CesarCasa em Correas / Rodrigo Simão Arquitetura. Image © André Nazareth+ 18

Em A Casa: Espaços e Narrativas, Luiz Amorim diz que “a arquitetura, ou a casa, não é um cenário passivo que assiste ao desenrolar das nossas vidas e o enquadra, mas é co-autora de todas as possíveis experiências vivíveis e narráveis”. Considerando a casa como um lugar no qual construímos nossas relações humanas, podemos observar que, com a evolução das sociedades, as casas têm se tornado muito mais do que um lugar de proteção e repouso. A casa reflete as vivências, rotinas e personalidades daqueles que ali residem, e a inserção de novos programas é também uma forma de expressar essa identidade. 

Nesse sentido, os espaços de lazer têm aparecido com certo protagonismo em projetos residenciais, em uma variedade de atividades, dimensões e disposições. Eles podem ser destinados a atividades coletivas, como piscinas e churrasqueiras, ou, ainda, a atividades mais introspectivas, como salas de leitura ou spas. Podem ter programas mais genéricos, como quintais com churrasqueira, cozinha e piscina, ou podem ser bastante específicos, como uma brinquedoteca. 

Com isso em mente, as dez casas apresentadas a seguir mostram áreas de lazer com diferentes atividades e relações espaciais.

Casa Biblioteca / Atelier Branco Arquitetura

O projeto da Casa Biblioteca apontou que a casa poderia acomodar dois tipos de necessidades: a necessidade de um lugar para ler, e a necessidade de um lugar para meditar. Não era, portanto, nem um lugar para a residência permanente nem uma casa de férias convencional, mas um lugar de devaneio e contemplação, ocasionalmente de trabalho, longe da agitação da vida metropolitana do Brasil.

Casa Biblioteca / Atelier Branco Arquitetura. Image © Ricardo Bassetti
Casa Biblioteca / Atelier Branco Arquitetura. Image © Ricardo Bassetti

Casa do Lago / Ana Paula e Sanderson Arquitetura

Concebida para ser um ponto de encontro não só da família, mas também de amigos, o projeto da Casa do Lago é contemplado por um grande lago ao fundo que faz com que a vista se torne um elemento protagonista. Ao fim da extensão da sala, o espaço de lazer se integra perfeitamente com a vista do lago, incluindo uma casa na árvore e um mirante, transformando este um espaço ideal para receber amigos e familiares.

Casa do Lago / Ana Paula e Sanderson Arquitetura. Image © Edgard Cesar
Casa do Lago / Ana Paula e Sanderson Arquitetura. Image © Edgard Cesar

Casa RC/ PKB Arquitetura + Salt Arquitetura

A casa RC teve como direcionamento de projeto um pedido dos moradores: ter a sensação de morar dentro de uma floresta. Os grandes painéis de vidro permitiram que os ambientes tivessem uma vista plena de todo o jardim ao redor da casa. Assim, o planejamento da área externa e de lazer se tornou importante, contando com uma raia de 16m e um deck molhado, além de uma jacuzzi com home theater e uma sauna subterrânea, que tem um visor de vidro para a piscina, abaixo d’água. Ao mesmo tempo que a coletividade é valorizada nos espaços da piscina, no espaço do spa, a intimidade é prioritária. 

Casa RC/ PKB Arquitetura + Salt Arquitetura. Image © André Nazareth
Casa RC/ PKB Arquitetura + Salt Arquitetura. Image © André Nazareth

Casa Galeria / MACh Arquitetos

A arquitetura desta casa tem fins de residência permanente e local de guarda e exposição de um vasto acervo de obras de arte, o que faz com que os espaços de lazer sejam voltados a receber pessoas e vernissages. O acesso de pedestres acontece por um caminho sinuoso de pedra, que leva os moradores e os visitantes ao nível térreo, onde estão concentrados os ambientes sociais e a piscina. Os espaços de convívio e lazer são caracterizados pela transparência dos seus limites e pela expansão dos ambientes rumo à paisagem, criando assim espaços apropriados para exposição do acervo, bem como para receber pessoas. 

Casa Galeria / MACh Arquitetos. Image © Gabriel Castro
Casa Galeria / MACh Arquitetos. Image © Gabriel Castro

Casa em Correas / Rodrigo Simão Arquitetura

Este projeto de reforma de uma residência fora da cidade, traz locais de lazer pensandos como um refúgio da rotina conturbada da cidade. Com um processo bastante intuitivo e participativo com os clientes, este projeto propõe a reforma de antigas construções pré-existentes no terreno, inserindo novos programas. Foi criada uma cozinha  integrada com sala de estar e home theater, e também anexos para churrasqueira, ofurô, academia e oficina. Uma piscina de água corrente foi criada e uma foi reformada, revestida de lascas de granito e cercada por novos decks, fazendo uso do riacho que cruza o terreno.

Casa em Correas / Rodrigo Simão Arquitetura. Image © Anita Soares
Casa em Correas / Rodrigo Simão Arquitetura. Image © Anita Soares

Casa Carumbé / Gil Mello Arquitetura

Neste projeto, a fluidez horizontal, presente principalmente no andar térreo, é essencial para proporcionar uma relação direta entre as áreas sociais da casa, internas e externas. Os espaços sociais abertos e integrados com o exterior no térreo proporcionam um ambiente propício para receber e festejar, conforme solicitação dos clientes. Foi projetado um anexo nos fundos do térreo, onde fica um pequeno ateliê, próximo das áreas sociais.O ateliê aqui pode funcionar tanto como espaço de trabalho, mas também como espaço para prática de hobbies. 

Casa Carumbé / Gil Mello Arquitetura. Image © Pedro Kok
Casa Carumbé / Gil Mello Arquitetura. Image © Pedro Kok

Casa Light / Studio Guilherme Torres

Este projeto consiste em uma reforma que reconfigura todos os espaços de uma antiga construção. No projeto, a casa ganha uma cobertura habitável, que foi completamente destinada como um espaço para os três filhos, uma brinquedoteca. O mobiliário infantil que inclui além de armários, escorredor com piscina de bolinhas, palco, paredes de escalada, pista de corrida, “lojinha” e “cozinha” foi todo desenvolvido pelos arquitetos, em parceria com a cliente.

Casa Light / Studio Guilherme Torres. Image © Denilson Machado – MCA Estúdio
Casa Light / Studio Guilherme Torres. Image © Denilson Machado – MCA Estúdio

Casa das Canecas / HUM arquitetos

Nesta modesta residência, a grande coleção de canecas da cliente dá nome ao projeto. O programa da casa está dividido em dois blocos, estando a  ala social à frente. Configurada como uma espécie de varanda coberta de grandes dimensões, ela se abre para a área externa onde estão a piscina, o deck e o gramado. Essa casa demonstra que não é necessário um grande recurso para se introduzir elementos interessantes de entretenimento e lazer, ao expor a coleção de canecas como parte do espaço social da casa.  

Casa das Canecas / HUM arquitetos. Image © Eduardo Figueiredo
Casa das Canecas / HUM arquitetos. Image © Eduardo Figueiredo

Residência Limantos / Fernanda Marques Arquitetos Associados

Esta residência aposta na integração dos espaços baseado no uso ostensivo do vidro, conectando os espaços de estar, com toda a área de lazer interna, localizada no mezanino, onde se situam o home theater, a academia e o terraço com lareira. Esta casa une, a partir da materialidade, os espaços de lazer dos espaços sociais da casa. 

Residência Limantos / Fernanda Marques Arquitetos Associados. Image © Fernando Guerra  FG+SG
Residência Limantos / Fernanda Marques Arquitetos Associados. Image © Fernando Guerra FG+SG

Casa no Jardim Europa / SPBR Arquitetos

Nesta casa, devido às dificuldades de implantação pelo tamanho do terreno e extensão do programa, as áreas de lazer foram, majoritariamente, colocadas na cobertura, aproveitando da vista única desta região. O espaço reúne uma bancada para preparação de refeições, piscina e área de estar com mirante. Além disso, o restante da casa é desenhada para expor obras de arte, que ficam espalhadas por todo o projeto. 

Casa no Jardim Europa / SPBR Arquitetos. Image © Nelson Kon
Casa no Jardim Europa / SPBR Arquitetos. Image © Nelson Kon

Por fim, para além dessas dez casas, o projeto Elo Studio de Ticiane Lima Arquitetura & Interiores, que apresenta um novo conceito de casa pós-pandêmica em um Contêiner em São Paulo, demonstra a importância dos programas de lazer nas residências ao incluir, dentre as atividades comprimidas em um espaço reduzido, elementos de lazer como um mini bar. O ambiente é dividido em cozinha, office, banho, dormitório e rooftop, e ocupa um contêiner vitrine de 15 m². Podemos considerar, portanto, que os espaços de lazer têm ganho um lugar quase que permanente nos desenhos de casas atualmente, independentemente da forma como eles serão configurados.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Giovana Martino. "Casas brasileiras: dez residências e seus espaços de lazer" 06 Jun 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/962091/casas-brasileiras-dez-residencias-e-seus-espacos-de-lazer> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.