Materializando o intangível: 8 memoriais ao redor do mundo

Materializando o intangível: 8 memoriais ao redor do mundo

A Arquitetura é frequentemente atribuida à ideia de abrigo, desde as construções primórdias. No entanto, o memorial é um dos poucos tipos de arquitetura cuja função fundamental não é abrigar, mas sim, lembrar. Espaço que respeitosamente tem como objetivo dar memória àqueles que se foram em atos heróicos ou lamentavelmente vítimas de cruéis eventos históricos, que pode então ser entendido como um monumento ou edifício cujo propósito é fundamentado em materializar a emoção do intangível, criando uma memória coletiva e lembrada através do tempo.

Com isso em mente, selecionamos 8 memoriais ao redor do mundo que tem por objetivo materializar lembranças a diferentes eventos históricos. Confira a seguir:

© Rodrigo Dávila© Peter Aaron© Andrew Meredith© Amit Geron+ 20

Memorial Nacional pela Paz e Justiça / MASS Design Group

© Equal Justice Initiative - Human Pictures
© Equal Justice Initiative - Human Pictures

"Comissionado pela Equal Justice Initiative, o projeto é o primeiro memorial destinado ao 'egado da escravidão do povo negro, pessoas aterrorizadas pelo linchamento, humilhadas pela segregação racial e por caricaturas como Jim Crow, pessoas sobrecarregadas com presunções contemporâneas de culpa e violência policial'."

© Equal Justice Initiative - Human Pictures
© Equal Justice Initiative - Human Pictures

"O memorial foi concebido com o objetivo de criar um espaço para reflexão, significativo e sóbrio, sobre a desigualdade racial. Implantado em um terreno de aproximadamente 24000m², o memorial contém mais de 800 monumentos de aço corten, um para cada condado nos Estados Unidos que vivenciou o terror da escravidão e segregação racial. Nas colunas do edifício foram gravados nomes de vítimas dessa violência."

© Equal Justice Initiative - Human Pictures
© Equal Justice Initiative - Human Pictures

Memorial às Vítimas de Violência / Gaeta-Springall Arquitectos

Cortesia de Gaeta-Springall Arquitectos
Cortesia de Gaeta-Springall Arquitectos

"Um memorial é uma obra arquitetônica na qual estão impregnadas algumas lembranças e memórias da cultura e da história; neste caso em particular do Memorial às Vítimas da Violência no México, materializamos, sob forma de arquitetura, uma das questões mais importantes e freqüentes na sociedade mexicana: a violência. Esta é uma grande ferida aberta, e em resposta a isto propusemos para este lugar um espaço aberto para apropriações dos cidadãos; um projeto com uma forte relação com a cidade e seus atores. A essência do projeto reside na recuperação do espaço público, assim como na memória às vítimas da violência."

Cortesia de Gaeta-Springall Arquitectos
Cortesia de Gaeta-Springall Arquitectos

Monumento Nacional do Holocausto / Studio Libeskind

© doublespace photography
© doublespace photography

"O monumento é concebido como um entorno experimental composto por seis volumes triangulares de concreto configurados para criar as pontas de uma estrela. A estrela continua sendo o símbolo visual do Holocausto - um símbolo que milhões de judeus foram obrigados, pelos nazistas, a usar a fim de identificá-los como judeus, excluí-los da humanidade e marcá-los para seu extermínio [...]. O Monumento está organizado com dois planos físicos que se diferenciam pelo significado: o plano ascendente que aponta o futuro; e o plano descendente que leva os visitantes aos espaços interiores dedicados à contemplação e à memória."

© doublespace photography
© doublespace photography
© doublespace photography
© doublespace photography

Memorial dos Soldados de Israel no Monte Herzl / Kimmel Eshkolot Architects

© Amit Geron
© Amit Geron

"O memorial fica no Monte Herzl, no Cemitério Nacional de Israel, e um dos locais mais importantes do país. O Memorial é uma estrutura que homenageia os soldados de Israel com uma formação plástica concebida com tijolos em forma de funil ondulante que se abre oem direção ao céu, inundando o vazio com luz natural."

© Amit Geron
© Amit Geron

"Encomendado pelo Ministério da Defesa de Israel em 2006, o memorial emocionalmente impactante envolve uma parede contínua de 250 metros que envolve a estrutura escultural central de tijolos. Esta parede em espiral é composta por mais de 23.000 tijolos de concreto, cada um individualmente gravado com o nome de um soldado morto e sua data de falecimento, que é iluminado por luzes incandescentes em cada aniversário respectivo. Dentro da estrutura tubular fica o funil de luz central do memorial."

© Amit Geron
© Amit Geron

Memorial Irish Hunger / 1100 Architect

© Peter Aaron
© Peter Aaron

"Localizado em Battery Park City num terreno adjacente ao rio Hudson, o monumento é um espaço contemplativo onde os visitantes exploram as conexões com o mundo atual. Sobre a base de pedra de calcário irlandês e cristal, a equipe recriou uma paisagem acidentada que compreende campos de batatas abandonados, varias espécies de plantas nativas irlandesas e paredes feitas de pedras de cada um dos 32 condados irlandeses. A base do monumento possui um texto inscrito que relata a história do Great Irish Hunger e marca a tragédia no contexto mais amplo do homem em todo o mundo."

© Peter Aaron
© Peter Aaron

Memorial Steilneset / Peter Zumthor

© Andrew Meredith
© Andrew Meredith

"Em homenagem àqueles perseguidos nos Julgamentos de Bruxaria Finnmark do século XVII, o Memorial Steilneset repousa ao longo da costa recortada do Mar de Barents em Vardø, Noruega. [...] Os andaimes suspensos feitos em pinho dão suporte ao casulo de seda. Dentro desse casulo, o visitante percorre um longo corredor com piso de carvalho de 400 metros. Uma lâmpada suspensa parece flutuar atrás de cada uma das 91 janelas, iluminando elas em memória dos 91 indivíduos que foram acusados de bruxaria e queimados vivos na estaca. Cada janela esta acompanhada de uma placa que revela a história de cada um."

© Andrew Meredith
© Andrew Meredith

Centro de Memória, Paz e Reconciliação / Juan Pablo Ortiz Arquitectos

© Rodrigo Dávila
© Rodrigo Dávila

"O Centro de Memória, Paz e Reconciliação, foi construído em meio a um confronto interno atual, diferente de outros projetos similares que foram construídos após conflito. Este edifício torna visível à Bogotá a memória de mais de 6 milhões de vítimas que tem deixado o conflito armado interno na Colômbia. Por sua vez, é um memorial para a comemoração do Bicentenário da Independência, onde se enaltecem os valores capazes de alcançar um desenvolvimento social sustentável, baseado no respeito à vida, na paz, na verdade, na justiça e na reconciliação."

© Rodrigo Dávila
© Rodrigo Dávila

Memorial San Alberto Hurtado / Undurraga Devés Arquitectos

© Sergio Pirrone
© Sergio Pirrone

"O Memorial da Solidariedade, erguido para honrar o trabalho do Padre Hurtado, um santo chileno que dedicou sua vida aos mais desfavorecidos da sociedade, é um pequeno edifício de concreto ao leste do parque e de onde ainda se pode vislumbrar uma esplêndida vista sobre as magníficas montanhas dos Andes ao fundo. Neste setor, o mais aberto de dentro do pequeno parque e onde a geografia prevalece sobre e acima do entorno urbano, este novo edifício vai é mais alto que os edifícios pré-existentes ao redor do perímetro."

© Sergio Pirrone
© Sergio Pirrone
Sobre este autor
Cita: Matheus Pereira. "Materializando o intangível: 8 memoriais ao redor do mundo" 24 Ago 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/946089/materializando-o-intangivel-8-memoriais-ao-redor-do-mundo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.