7 Filmes em que os interiores assumem papel de protagonista

7 Filmes em que os interiores assumem papel de protagonista

O recente sucesso de Parasita, premiado filme do cineasta coreano Bong Joon Ho, trouxe para o foco da crítica de cinema a relevância da arquitetura e dos espaços interiores. Como poucos filmes conseguem fazer, a obra-prima de Ho borrou os limites entre os dois campos disciplinares a ponto de podermos afirmar, sem exageros, que a arquitetura não está lá apenas como cenário, mas assume papel de protagonista em muitas cenas.

Mas, apesar de fazer isso com competência ímpar, Parasita não é o único filme a atribuir aos interiores elevada importância; diversas obras cinematográficas já o fizeram antes - e com semelhante êxito. A seguir, apresentamos sete filmes em que os espaços internos desempenham mais que o simples papel de cenário.

Parasita

Casa da família Park em "Parasita". Screenshot
Casa da família Park em "Parasita". Screenshot

Vencedor de quatro Oscars, Parasita reafirma a forte relação que existe entre a arte do cinema e a arquitetura, e seus cenários se tornaram foco de discussão em meios especializados de ambas as disciplinas. A opulenta casa da família Park, com seus materiais refinados, mobiliário minimalista, atmosfera austera e amplo jardim, é contraposta à sombria imagem do lar da família Kim, um covil parcialmente subterrâneo de aspecto erodido e cuja única janela se abre para o nível da rua.

Ao longo do filme, uma intrincada rede de relações tecida entre as personagens lança luz sobre a problemática socioeconômica da Coreia - e, de modo geral, do capitalismo globalizado - e encontra nas arquiteturas do filme um interessante contraponto metafórico. Ainda mais significativo, o ponto de inflexão da narrativa ocorre, justamente, quando um novo espaço da casa - uma espécie de bunker subterrâneo - é relevado. 

Janela da casa da família Kim em "Parasita". Screenshot do filme
Janela da casa da família Kim em "Parasita". Screenshot do filme

Direção: Bong Joon Ho
Ano: 2019
Assista ao trailer aqui.

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) 

Camarim de Riggan Thomson em "Birdman". Screenshot
Camarim de Riggan Thomson em "Birdman". Screenshot

Também vencedor de quatro Oscars, Birdman é um filme de interiores. Filmado de modo a parecer que (quase) toda a película consiste em um único plano sequência, o filme se passa quase que inteiramente no interior de um teatro, onde a companhia dirigida por Riggan, o protagonista, realiza seus ensaios e apresentações. Ele mesmo também um ator, Riggan, que no passado fizera sucesso interpretando um super-herói, busca a todo custo reconquistar o prestígio do público e da crítica, acabando preso num vórtice de confusão mental potencializado pelos movimentos de câmera e das personagens pelos corredores. Cada vez mais perto da loucura, labirintos mentais se confundem e refletem nos labirintos do teatro, cujos espaços se tornam cada vez mais estreitos, apertados e claustrofóbicos. 

"Birdman". Screenshot
"Birdman". Screenshot

Direção: Alejandro G. Iñárritu
Ano: 2014
Assista ao trailer aqui.

Her

Apartamento de Theodore em "Her". Screenshot
Apartamento de Theodore em "Her". Screenshot

Her se passa em um futuro não muito preciso, em que o protagonista Theodore Twombly se apaixona por Samantha, um sistema de inteligência artificial personificado por uma voz feminina. À diferença de outros filmes de ficção científica que se apoiam nos objetos e elementos de design para caracterizar o futuro, Her é um filme que fala de emoções e atmosferas - e o faz através de escolhas precisas, mínimas e até banais dos elementos materiais que aparecem em cena.

O apartamento de Theodore busca refletir o estado de espírito da personagem: recém divorciado, deprimido, Theodore parece ver naquele espaço um lugar temporário, não se importando em desencaixotar parte de seus pertences. As cores do filme também contribuem para criar uma atmosfera específica: superfícies, materiais e a própria luz tendem ao vermelho e tons alaranjados, criando um ambiente agradável e quente para a personagem. 

Escritório onde trabalha Theodore em "Her". Screenshot
Escritório onde trabalha Theodore em "Her". Screenshot

Direção: Spike Jonze
Ano: 2013
Assista ao trailer aqui.

O Grande Hotel Budapeste

"O Grande Hotel Budapeste". Screenshot
"O Grande Hotel Budapeste". Screenshot

Os filmes de Wes Anderson costumam agradar aos olhos de arquitetos e fotógrafos, mostrando composições de plano perfeitamente simétricas e espaços que parecem mesclar passado e presente, realidade e fantasia. O Grande Hotel Budapeste não é diferente, e seus interiores exuberantes repletos de texturas e cores saturadas contribuem para dar ao filme o típico aspecto surreal de outras produções de Anderson. 

Saguão de "O Grande Hotel Budapeste". Screenshot
Saguão de "O Grande Hotel Budapeste". Screenshot

Direção: Wes Anderson
Ano: 2014
Assista ao trailer aqui.

O Iluminado

Corredor de "O Iluminado". Screenshot
Corredor de "O Iluminado". Screenshot

Semelhante a Birdman, os interiores de O Iluminado vão progressivamente se tornando mais e mais labirínticos, na medida em que a loucura vai se apossando da mente de Jack Torrance, protagonista do filme. Isolado do mundo em um hotel que permanece fechado ao público boa parte do ano, a fragilidade mental de Jack o leva a ver situações, pessoas e espaços imaginários e a querer assassinar sua esposa e filho - únicas companhias no remoto local. O fim do protagonista se dá, precisamente, em um labirinto: exausto após perseguir sua família no labirinto de hera do hotel, Jack morre congelado numa fria noite de inverno. 

Espaços imaginários fruto da alucinação de Jack Torrance em "O Iluminado". Screenshot
Espaços imaginários fruto da alucinação de Jack Torrance em "O Iluminado". Screenshot

Direção: Stanley Kubrick
Ano: 1980
Assista ao trailer aqui.

Nostalgia

Interiores em "Nostalgia". Screenshot
Interiores em "Nostalgia". Screenshot

Um poeta russo - Andrei Gorchakov - e seu intérprete viajam à Itália para pesquisar a vida de um compositor do século XVIII, porém, em sua estadia mediterrânea, a nostalgia de sua terra natal começa a assolar a mente e emoções do poeta. Ao ritmo lento do filme - presente também em outras produções de Andrei Tarkovsky - faz coro uma arquitetura de superfícies erodidas, deterioradas, gastas pelo tempo e pelo uso das personagens. Não é difícil buscar na fenomenologia uma possível interpretação destes interiores marcados pelo hábito, que fazem lembrar justamente a falta que faz ao personagem sua terra de origem. 

"Nostalgia". Screenshot
"Nostalgia". Screenshot

Direção: Andrei Tarkovsky
Ano: 1983
Assista ao trailer aqui.

Festim Diabólico

Penthouse em "Festim Diabólico". Screenshot
Penthouse em "Festim Diabólico". Screenshot

Filmado de modo a parecer um plano sequência, com os cortes da película realizados em momentos estratégicos e "invisíveis", esta obra-prima de Hitchcock se passa inteiramente no interior de uma penthouse em Manhattan. No apartamento, Brandon Shaw e Phillip Morgan matam por estrangulamento seu companheiro de turma da faculdade e, posteriormente, recebem convidados para um jantar. A tensão entre as personagens aumenta na medida em que o professor dos jovens, Rupert Cadell, que fora convidado para a festa, se inquieta com a ausência do terceiro e, após uma sºerie de indagações, acaba por descobrir que o corpo da vítima jazia o tempo todo dentro de um grande buffet sobre o qual o jantar fora servido. 

Buffet usado para servir o jantar da festa é o mesmo que esconde a vítima do enforcamento em "Festim Diabólico". Screenshot
Buffet usado para servir o jantar da festa é o mesmo que esconde a vítima do enforcamento em "Festim Diabólico". Screenshot

Direção: Alfred Hitchcock
Ano: 1948
Assista ao trailer aqui.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "7 Filmes em que os interiores assumem papel de protagonista" 16 Mar 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/934968/7-filmes-em-que-os-interiores-assumem-papel-de-protagonista> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.