Guia da arquitetura moderna de Santiago: 20 obras emblemáticas na capital chilena

Guia da arquitetura moderna de Santiago: 20 obras emblemáticas na capital chilena

O movimento moderno foi um ator-chave na construção cultural do Chile no século XX. Embora seus primeiros trabalhos surjam na esfera privada, seus princípios urbanos e paisagísticos foram adotados pelo projeto modernizador do Estado benfeitor que começou a ser construído após os conflitos sociais que explodiram nos anos vinte do século passado.

Em pleno processo de industrialização do país, a produção habitacional do Estado incorporou conceitos como habitabilidade, acesso universal à habitação e higiene, que foram testados precocemente na reconstrução de cidades como Chillán após o terremoto de 1939. Além disso, em um país familiarizado com terremotos, era necessário ajustar os conceitos de movimento moderno às exigências estruturais nacionais, ou seja, redimensionar seções de concreto armado, o que lhes dava uma expressão visual mais pesada do que no Brasil ou na Argentina.

Desde a ousadia de Sergio Larraín García-Moreno e Jorge Arteaga no edifício Oberpaur - o primeiro do movimento moderno - às visões urbanas do BVCH nas Villa Portales ou os primeiros exercícios de altura nos setores da classe média alta, o movimento moderno deixou sua marca em nossa sociedade e nossas cidades. No entanto, apenas um dos trabalhos aqui apresentados é declarado monumento histórico.

Nesta edição de guias de arquitetura, apresentamos vinte trabalhos organizados cronologicamente que refletem a evolução do movimento moderno em Santiago, Chile. Isto é complementado por fotografias exclusivas deste artigo, tiradas por María González e Manuel Albornoz.

Remodelación República / Vicente Bruna + Germán Wijnant + Víctor Calvo + Jaime Perelman + Orlando Sepúlveda. Image Cortesía de María GonzálezVilla Olímpica / Rodolfo Bravo + Jorge Poblete + Ricardo Carvallo + Pablo Hegedus, Julio Mardones + Gonzalo Mardones + Sergio González. Image Cortesía de María GonzálezCEPAL / Emilio Duhart. Image Cortesía de María GonzálezUnidad Vecinal Portales / BVCH. Image Cortesía de María González+ 19

Edifício Oberpaur / Sergio Larraín García-Moreno + Jorge Arteaga

Edifício Oberpaur / Sergio Larraín García-Moreno + Jorge Arteaga. Imagem © Alex Rojas
Edifício Oberpaur / Sergio Larraín García-Moreno + Jorge Arteaga. Imagem © Alex Rojas

Seus vãos horizontais completamente contínuos e sua planta livre demonstraram o poder do concreto armado, tornando-o o primeiro trabalho do movimento moderno no Chile. No entanto, a reação da sociedade não foi a esperada: em conversa com Teresa de Lima Campos e Humberto Eliash em 1982, Sergio Larraín lembrou: "Eles me insultavam na rua, me diziam 'com a tradição que você tem, uma boa educação, visitas à Europa, trazendo essas coisas terríveis para cá, de maquinismo'".

Em 2015, Maximiano Atria, secretário-geral da Docomomo, alertou a imprensa nacional de que "por não estar protegido, [o edifício] está sujeito as decisões de seu proprietário, em um local de alto valor agregado e onde já começaram a surgir demolições para construção de torres em altura".

Ano: 1929
Endereço: Estado 202 ao 250, Huérfanos 902 ao 944

Edifício Barco / Sergio Larraín García-Moreno

Edifício Barco / Sergio Larraín García-Moreno. Imagem © Manuel Albornoz
Edifício Barco / Sergio Larraín García-Moreno. Imagem © Manuel Albornoz

Ano: 1932-1934
Endereço: Santa Lucía 382, Santiago

Edifício Plaza de Armas / Sergio Larraín García-Moreno + Emilio Duhart + Jaime Sanfuentes + Osvaldo Larraín + Juan Larraín

Edifício Plaza de Armas / Sergio Larraín García-Moreno + Emilio Duhart + Jaime Sanfuentes + Osvaldo Larraín + Juan Larraín. Imagem © Santiago Nostálgico [Flickr], sob licença CC BY-ND 2.0
Edifício Plaza de Armas / Sergio Larraín García-Moreno + Emilio Duhart + Jaime Sanfuentes + Osvaldo Larraín + Juan Larraín. Imagem © Santiago Nostálgico [Flickr], sob licença CC BY-ND 2.0

Durante a década dos anos cinquenta, no centro de Santiago, os edifícios foram construídos na íntegra, gerando um único volume grande, com pátios de iluminação interior e unindo-se aos vizinhos por uma fachada contínua e uma mesma altura.

Um grupo de cinco arquitetos com pós-graduação nos Estados Unidos foi contratado pelo empresário Jorqe Sarquís para construir em um terreno adjacente à Plaza de Armas. Os arquitetos - com novas ideias após seus anos nos Estados Unidos - "dedicaram um grande esforço para convencer [Jorge Sarquís] a aceitar um modelo diferente", como lembra Armando Caroca em "Os traços do tempo. Entropia e transformação no edifício Plaza" de armas de Santiago".

O edifício Plaza de Armas se tornou o primeiro exemplo de tipologia de torre no Chile, replicando a lógica do volume vertical residencial e da forma horizontal comercial.

Ano: 1954
Endereço: Monjitas 879, Santiago

Complexo Industrial Carozzi / Emilio Duhart + Luis Mitrovic

Complexo Industrial Carozzi / Emilio Duhart + Luis Mitrovic. Imagem © Warko [Wikimedia Commons], bajo licencia <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0" title="Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0">CC BY-SA 3.0</a>
Complexo Industrial Carozzi / Emilio Duhart + Luis Mitrovic. Imagem © Warko [Wikimedia Commons], bajo licencia CC BY-SA 3.0

Ano: 1961
Endereço: Longitudinal Sur, Kilómetro 23, Santiago

Remodelação República / Vicente Bruna + Germán Wijnant + Víctor Calvo + Jaime Perelman + Orlando Sepúlveda

Remodelación República / Vicente Bruna + Germán Wijnant + Víctor Calvo + Jaime Perelman + Orlando Sepúlveda. Image Cortesía de María González
Remodelación República / Vicente Bruna + Germán Wijnant + Víctor Calvo + Jaime Perelman + Orlando Sepúlveda. Image Cortesía de María González

Ano: 1957-1963
Endereço: República 702, Santiago

Edifício Reval / Jorge Aguirre + Rafael Saavedra + Guillermo Geisse

Edifício Reval / Jorge Aguirre + Rafael Saavedra + Guillermo Geisse. Imagem © Manuel Albornoz
Edifício Reval / Jorge Aguirre + Rafael Saavedra + Guillermo Geisse. Imagem © Manuel Albornoz

Uma das propostas formais mais radicais ao longo da Alameda é esse edifício cilíndrico, garantindo total independência de seus vizinhos. Acompanhada no primeiro andar por uma peça comercial, a torre de 13 andares (originalmente destinada à habitação) ocupa um lugar privilegiado no centro, ao lado da casa central da Universidade do Chile e do palácio La Moneda. Sua figura única continua sendo um ponto de referência e a simplicidade de sua fachada de alumínio resiste com dignidade à passagem do tempo, apesar da profusão de caixas de ar condicionado que a invadem.

Ano: 1963
Endereço: Avenida Libertador Bernardo O'Higgins (Alameda) 1112, Santiago

Vila Olímpica / Rodolfo Bravo + Jorge Poblete + Ricardo Carvallo + Pablo Hegedus, Julio Mardones + Gonzalo Mardones + Sergio González

Villa Olímpica / Rodolfo Bravo + Jorge Poblete + Ricardo Carvallo + Pablo Hegedus, Julio Mardones + Gonzalo Mardones + Sergio González. Image Cortesía de María González
Villa Olímpica / Rodolfo Bravo + Jorge Poblete + Ricardo Carvallo + Pablo Hegedus, Julio Mardones + Gonzalo Mardones + Sergio González. Image Cortesía de María González

A Unidade de Bairro Exequiel González Cortés, mais conhecida como Vila Olímpica, foi construída entre 1960 e 1963 por ocasião da Copa do Mundo de Futebol de 1962. É composta por 23 blocos de dois andares, 32 blocos de quatro andares, 48 Cinco quarteirões e uma torre de quinze andares, para um total de 2.601 casas. Os blocos são dispostos em macro blocos, formando praças centrais para recreação.

Ano: 1961-1964
Endereço: quadrante limitado por Sul e Grecia (norte), Marathon, Carlos Dittborn e Lo Encalada, em Ñuñoa

Huérfanos 1373 / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Roberto Muller + Jaime Rodríguez

Huérfanos 1373 / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Roberto Muller + Jaime Rodríguez. Image Cortesía de María González
Huérfanos 1373 / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Roberto Muller + Jaime Rodríguez. Image Cortesía de María González

Ano: 1964
Endereço: Huérfanos 1373, Santiago

Edifício de estacionamentos Lido / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín

Edifício de estacionamentos Lido / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín. Imagem © Manuel Albornoz
Edifício de estacionamentos Lido / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín. Imagem © Manuel Albornoz

Nove andares, mais três subterrâneos e um total de 252 estacionamentos. A fachada é trabalhada com um módulo de concreto pré-fabricado coberto com microcerâmica cor chumbo. O sistema de construção é muito semelhante ao de um tecido onde o ponto está entrelaçado para formar o todo, entrando e saindo para produzir a amarração, dando-lhe corpo e espessura, que percorre verticalmente o edifício.

Ano: 1964
Endereço: Huérfanos 626

Capela do Monastério Beneditino / Gabriel Guarda + Martín Correa

Capela do Monastério Benedictino / Gabriel Guarda + Martín Correa. Imagem © Rubén Muñoz
Capela do Monastério Benedictino / Gabriel Guarda + Martín Correa. Imagem © Rubén Muñoz

Ano: 1964
Endereço: Montecassino, Las Condes

CEPAL / Emilio Duhart

CEPAL / Emilio Duhart. Image Cortesía de María González
CEPAL / Emilio Duhart. Image Cortesía de María González

Ano: 1966
Endereço: Dag Hammarskjöld 3477, Vitacura

Torres de Tajamar / Luis Prieto Vial + BVCH

Torres de Tajamar / Luis Prieto Vial + BVCH. Imagem © Leonardo Benavente [Flickr], sob licença <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/'>CC BY-NC-ND 2.0</a>
Torres de Tajamar / Luis Prieto Vial + BVCH. Imagem © Leonardo Benavente [Flickr], sob licença CC BY-NC-ND 2.0

Ano: 1967
Endereço: Providencia 1100, Providencia

Unidade Universitária UTE (atual USACH) / BVCH

Ano: 1957-1967
Endereço: quadrante limitado por Portales (norte), Los Tilos, Matucana, Ecuador, General Velásquez (Autopista Central), El Belloto, Las Sophoras em Estação Central.

Unidade de Bairro Portales / BVCH

Unidad Vecinal Portales / BVCH. Image Cortesía de María González
Unidad Vecinal Portales / BVCH. Image Cortesía de María González

Surgida em 1952 como um projeto do Fundo de Empregados Privados para investir seus excedentes em habitação, tornou-se a primeira unidade experimental de bairro em Santiago. Popularmente conhecido como Villa Portales, o projeto de 31 hectares consistia em grandes blocos habitacionais dispostos paralelamente e perpendicularmente, o que gerava grandes lacunas entre eles, como uma maneira abstrata de representar as quadras tradicionais. Foram propostas 1.860 casas distribuídas em um ou dois andares e apartamentos simples e duplex em edifícios de cinco a sete andares. A decisão de incluir casas foi tratada como uma estratégia para mediar a escala entre grandes blocos e áreas verdes, permitindo-lhes também atingir as densidades necessárias.

Do ponto de vista urbano, foi proposto que os blocos e as casas fossem assentados em uma superfície verde que funcionaria como extensão horizontal do parque Quinta Nomal. Uma mudança na legislação durante o governo de Jorge Alessandri (1958-1964) limitou os recursos alocados à habitação, o que resultou na descontinuidade de passarelas, problemas na conclusão de fachadas e na decisão de não construir uma série de equipamentos coletivos, que incluía escritórios, uma pérgola comercial, um mercado, uma escola, uma igreja, um teatro e um cassino.

Ano: 1954-1968
Endereço: quadrante limitado por Portales (norte), Las Sophoras, El Belloto e General Velásquez (Autopista Central) em Estación Central

Vila Frei / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Diego Balmaceda

Carolina Olmedo Carrasco [Wikimedia Commons], sob licença <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0">CC BY-SA 3.0</a>. ImageVilla Frei / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Diego Balmaceda
Carolina Olmedo Carrasco [Wikimedia Commons], sob licença CC BY-SA 3.0. ImageVilla Frei / Jaime Larraín + Osvaldo Larraín + Diego Balmaceda

Ano: 1965-1968
Endereço: quadrante limitado por Irarrázaval (norte), Ramón Cruz Montt, Grecia e Alcalde Jorge Monckeberg, em Ñuñoa

Unidade de Vizinhança Providencia / Carlos Barella Iriarte + Isaac Eskenazi

Unidad Vecinal Providencia / Carlos Barella Iriarte + Isaac Eskenazi. Image Cortesía de María González
Unidad Vecinal Providencia / Carlos Barella Iriarte + Isaac Eskenazi. Image Cortesía de María González

Ano: 1957-1968
Endereço: quadrante limitado por Providencia (norte), Carlos Antúnez, Marchant Pereira, Humberto Bianchi, Doctor Solis de Ovando, Doctor La Sierra e Antonio Varas em Providencia

Edifício Pedro de Valdivia / Eduardo Cuevas Valdés + Pedro Murtinho + Carlos Silva Anguita + Héctor Durán Ortiz de Zarate + José García Huidobro + Juan Casanova

Edifício Pedro de Valdivia / Eduardo Cuevas Valdés + Pedro Murtinho + Carlos Silva Anguita + Héctor Durán Ortiz de Zarate + José García Huidobro + Juan Casanova. Imagem © Manuel Albornoz
Edifício Pedro de Valdivia / Eduardo Cuevas Valdés + Pedro Murtinho + Carlos Silva Anguita + Héctor Durán Ortiz de Zarate + José García Huidobro + Juan Casanova. Imagem © Manuel Albornoz

Ano: 1965-1971
Endereço: Providencia 1979, Providencia

Reforma San Borja / BVCH

Remodelação San Borja / BVCH. Imagem © Bruno Giliberto
Remodelação San Borja / BVCH. Imagem © Bruno Giliberto

Ano: 1969-1974
Endereço: quadrante limitado por Avenida Libertador Bernardo O'Higgins (Alameda) (norte), Ramón Corvalán Melgarejo, Diagonal Paraguay e Portugal.

Edifício Central dos Correios / Boris Guiñeman + Carlos Bresciani

Edifício Central dos Correios / Boris Guiñeman. Imagem via Google Street View
Edifício Central dos Correios / Boris Guiñeman. Imagem via Google Street View

Ano: 1970-1974
Endereço: Exposición 221, Estación Central

Instituto Nacional / José Llambías Merchant

Simón González B., sob licença <a href="http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html">GFDL</a>. ImageInstituto Nacional / José Llambías Merchant
Simón González B., sob licença GFDL. ImageInstituto Nacional / José Llambías Merchant

Ano: 1960-1977
Endereço: Arturo Prat 33, Santiago

Referências

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: María Francisca González & Nicolás Valencia. "Guia da arquitetura moderna de Santiago: 20 obras emblemáticas na capital chilena" [Guía de arquitectura moderna de Santiago: 20 obras que debes conocer] 06 Mar 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/934556/guia-da-arquitetura-moderna-de-santiago-20-obras-emblematicas-na-capital-chilena> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.