Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Reação e resistência ao fogo: Como os materiais são classificados em caso de incêndio?

Reação e resistência ao fogo: Como os materiais são classificados em caso de incêndio?

Reação e resistência ao fogo: Como os materiais são classificados em caso de incêndio?
Reação e resistência ao fogo: Como os materiais são classificados em caso de incêndio?, Conceptual Diagram. Image Cortesía de ArchDaily
Conceptual Diagram. Image Cortesía de ArchDaily

Em caso de incêndio, proteger as vidas das pessoas é o mais importante. Todos os ocupantes do edifício devem ter a oportunidade de evacuar o local e o tempo disponível depende em grande parte dos materiais escolhidos e do seu comportamento perante o fogo.

Para facilitar e otimizar este processo, a União Europeia adotou a Norma EN 13501, introduzida nos anos 2000, que especifica uma série de 'classes' que determinarão as propriedades anti-fogo dos diferentes materiais em uma obra. Suas classificações são unificadas e comparadas com base nos mesmos métodos de teste e atualmente são tomadas como referência em muitos países do mundo.

Nós compilamos suas nomenclaturas mais importantes, para entender melhor o nível de 'segurança' do nosso ambiente construído e a proteção que oferecemos como arquitetos na escolha dos materiais de nossos projetos.

Reação ao Fogo

Os materiais e produtos podem ser classificados em 7 "Euroclasses" diferentes, de acordo com a forma como reagem ao fogo. Para entender essa classificação, é importante considerar a combustão repentina generalizada ou Flashover, que é o momento em que os materiais combustíveis - não envolvidos no incêndio original - começam a queimar, aumentando a temperatura na sala e aumentando sua velocidade de propagação. [1]

A1

Não combustível e não contribui para o fogo. Entre eles podemos encontrar materiais e / ou produtos de concreto, vidro, aço, pedra natural, tijolos e cerâmica.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

A2

Pouco combustível e muito baixa contribuição ao fogo, sem causar Flashover. Entre eles podemos encontrar materiais e / ou produtos semelhantes à Euroclasse A1, mas com uma pequena porcentagem de componentes orgânicos.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

B

Pouco combustível e muito baixa contribuição para o fogo, mas causam Flashover. Entre eles podemos encontrar materiais e / ou produtos como placas de gesso e algumas madeiras com proteção contra fogo.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

C

Combustível, causa Flashover aos 10 minutos. Entre eles podemos encontrar materiais e / ou produtos como espuma fenólica, ou placas de gesso com revestimentos superficiais mais espessos.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

D

Combustível, causa Flashover antes de 10 minutos. Entre eles podemos encontrar materiais e / ou produtos de madeira sem proteção, variando sua reação de acordo com sua espessura e densidade.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

E

Combustível, causa Flashover antes de 2 minutos. Entre eles, podemos encontrar materiais e / ou produtos, como painéis de fibra de baixa densidade ou sistemas de isolamento compostos de plástico.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

F

Comportamento indeterminado. Materiais e / ou produtos não testados.

Cortesía de ArchDaily
Cortesía de ArchDaily

S

Opacidade de fumaça. Capacidade do elemento de não produzir fumaça. É dividido em:

  • S1. Baixa opacidade e produção de fumaça.
  • S2. Média opacidade e produção de fumaça.
  • S3. Alta opacidade e produção de fumaça.

D

Gotejamento. Capacidade do elemento de não produzir gotículas ou partículas inflamadas. É dividido em:

  • D0. Não produz gotas ou partículas.
  • D1. Produz gotas e/ou partículas não inflamadas.
  • D2. Produz gotas e/ou partículas inflamadas.

Resistência ao Fogo

Cada elemento construtivo comporta-se de maneira diferente quando entra em contato com o fogo, e sua resistência é medida com base nos seguintes parâmetros (ou suas combinações). Essa classificação é geralmente acompanhada por um número (em minutos: 15, 30, 45, 60, 90, 120, 180, 240 ou 360) que indica o tempo em que esses parâmetros são atendidos. [2] A título de exemplo, um REI 90 indica que um elemento construtivo mantém sua estabilidade (R), integridade (E) e seu isolamento térmico (I) por 90 minutos.

R

Capacidade portante. Capacidade do elemento construtivo de resistir mecanicamente, sem perder suas propriedades estruturais. Embora os critérios de desempenho variem de acordo com a solução construtiva e as cargas que recebem - axiais (como paredes ou pilares) ou em flexão (como pisos ou vigas) - em ambos os casos, a taxa de deformação e a máxima deformação são medidas.

E

Integridade. Capacidade do elemento construtivo de impedir a passagem de fogo e gases quentes para uma área não afetada pelo fogo. 

I

Isolamento. Capacidade do elemento construtivo de impedir o aumento da temperatura na face não exposta diretamente ao fogo.

REI - Conceptual Diagram. Image Cortesía de ArchDaily
REI - Conceptual Diagram. Image Cortesía de ArchDaily

W - M - C - K

Outros parâmetros importantes a considerar:

  • W (Radiação). A capacidade do elemento em impedir a transmissão do fogo para uma sala não afetada, devido ao excesso de calor irradiado através do elemento.
  • M (Ação mecânica). Capacidade do elemento de resistir ao impacto devido à falha estrutural de outro elemento próximo.
  • C (fechamento automático). Capacidade de portas e janelas para fechar completamente sem intervenção humana.
  • K (proteção contra incêndios de revestimentos). A capacidade dos revestimentos de parede e teto para fornecer proteção aos componentes por trás deles.

A intenção deste artigo é nos aproximar de maneira simples de proteção contra incêndios, através de uma das normas mais referenciadas do mundo. É importante esclarecer que esta é uma questão séria, que deve sempre ser avaliada por especialistas, considerando as regulamentações locais e as especificações técnicas de cada material e produto utilizado.

[1] Referência exemplos: InnoFireWood. (2019). EUROCLASS System. April, 2019, by Virtual.vtt.fi. Website: http://virtual.vtt.fi/virtual/innofirewood/stateoftheart/database/euroclass/euroclass.html
[2] Referência: Fire resistance classes. April, 2019, by RISE Research Institutes of Sweden. Website: https://www.sp.se/en/index/services/fire_classes/sidor/default.aspx

Sobre este autor
Cita: Franco, José Tomás. "Reação e resistência ao fogo: Como os materiais são classificados em caso de incêndio?" [Reacción y resistencia al fuego: ¿Cómo se clasifican los materiales ante un incendio?] 29 Abr 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916037/reacao-e-resistencia-ao-fogo-como-os-materiais-sao-classificados-em-caso-de-incendio> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.