O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Prefeitura de São Paulo retoma concessão do Ibirapuera para iniciativa privada

Prefeitura de São Paulo retoma concessão do Ibirapuera para iniciativa privada

Prefeitura de São Paulo retoma concessão do Ibirapuera para iniciativa privada
Prefeitura de São Paulo retoma concessão do Ibirapuera para iniciativa privada, Auditório Oscar Niemeyer, no Parque Ibirapuera. Imagem © Matheus Pereira
Auditório Oscar Niemeyer, no Parque Ibirapuera. Imagem © Matheus Pereira

A Prefeitura de São Paulo retomou esta semana o edital de concessão de seis parques públicos à iniciativa privada. Suspenso desde julho do ano passado devido à divergências com o governo estadual, o projeto foi retomado pelo atual prefeito Bruno Covas, do PSDB.

Além do Ibirapuera, maior parque da cidade, com 158 hectares, o edital compreende também a concessão dos parques Lajeado (zona leste), Eucaliptos (zona sul), Jacintho Alberto (zona norte), Tenente Brigadeiro Faria Lima (zona sul) e Jardim Felicidade (zona norte).

Em nota, a prefeitura explicita as diferenças desta segunda versão em relação à primeira, de maio de 2018: “A implantação de equipamentos esportivos, playground, pistas de caminhada, iluminação, mobiliário, entre outros, passa a ser obrigatória. O valor previsto de investimentos nos parques será de R$ 167 milhões."

Vista aérea do Parque Ibirapuera. Cortesia de São Paulo City
Vista aérea do Parque Ibirapuera. Cortesia de São Paulo City

Em contrapartida, o concessionário poderá explorar os serviços prestados aos visitantes e usuários dos parques, como, por exemplo, estacionamento e alimentação. Além disso, no caso do Ibirapuera, que conta com diversos equipamentos culturais e para eventos, a empresa deterá o poder de controle de acesso destes espaços. O acesso às áreas verdes deverá permanecer gratuito.

O edital tem abrangência internacional e permanecerá aberto por 60 dias - após este período, a prefeitura avaliará as propostas dos possíveis concessionários. Válido por 35 anos e com um valor de R$ 1,26 bilhão, o contrato fará com que a prefeitura economize R$ 1,08 bilhão com despesas relativas às áreas, além de receber R$ 85 milhões com o pagamento das outorgas pelos parques.

Fonte: Folha de S. Paulo e CicloVivo.

Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Prefeitura de São Paulo retoma concessão do Ibirapuera para iniciativa privada" 10 Jan 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/909250/prefeitura-de-sao-paulo-retoma-concessao-do-ibirapuera-para-iniciativa-privada> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.