Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. 9 Arquitetos que projetaram a própria casa

9 Arquitetos que projetaram a própria casa

9 Arquitetos que projetaram a própria casa
9 Arquitetos que projetaram a própria casa, Cien House / Pezo von Ellrichshausen. Image © Cristobal Palma
Cien House / Pezo von Ellrichshausen. Image © Cristobal Palma

Os arquitetos geralmente são influenciados pelas vontades de seus clientes, sacrificando e comprometendo com relutância as opções de projeto para atender às suas necessidades. Mas o que acontece quando os arquitetos se tornam seus próprios clientes? Quando arquitetos projetam para si mesmos, eles têm o potencial de testar suas ideias livremente, explorar sem restrições criativas e criar espaços que definem totalmente quem são, como projetam e o que representam. Desde icônicas casas de arquitetos como a Residência Gehry em Santa Monica até casas particulares que funcionam como um museu de entrada pública, aqui estão 9 fascinantes exemplos de como os arquitetos projetam quando eles só têm a si mesmo para responder.

Cien House / Pezo von Ellrichshausen. Image © Cristobal Palma Melnikov House. Image © Denis Esakov Gehry Residence. Image via netropolitan.org Lyon Housemuseum / Lyons. Image © Dianna Snape + 20

Casa Barragan / Luis Barragan

Casa Barragan. Image © Rene Burri
Casa Barragan. Image © Rene Burri

A fachada plana e despretensiosa da Casa Barragan não dá pistas do que há dentro dela. Descrito como um oásis - um santuário que impede o “caos urbano” - a discrepância entre a fachada e o interior destaca o desejo de Barragan de projetar um espaço íntimo e altamente privado dentro de suas paredes. As janelas são menores e mais altas em direção à frente da casa, permitindo a entrada de luz, mas mantendo a privacidade. Na fachada posterior, enormes janelas na parte de trás da casa se abrem para uma espetacular vista do jardim. As janelas permitem que filtros poéticos de luz natural inundam a residência, iluminando as características paredes em rosa, laranja e amarelo. Relíquias e símbolos são dispostos e pendurados por toda a casa, criando um espaço profundamente pessoal. Após a morte de Barragan em 1988, a Casa Barragan foi transformada em um museu que mostra seu estilo de arquitetura icônico para visitantes de todo o mundo. Mais tarde, foi nomeada como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 2004 como um dos exemplos mais influentes e representativos da arquitetura moderna mexicana.

“Em proporções alarmantes, as seguintes palavras desapareceram das publicações arquitetônicas: beleza, inspiração, magia, feitiçaria, encantamento. E também: serenidade, mistério, silêncio, privacidade, espanto. Todas elas encontraram um lar amoroso em minha alma."

Casa Barragan. Image © Casa Luis Barragan
Casa Barragan. Image © Casa Luis Barragan

Gehry Residence / Gehry Partners

Gehry Residence. Image via netropolitan.org
Gehry Residence. Image via netropolitan.org

Em 1977, Frank e Berta Gehry compraram um bangalô de 1920 em Santa Mônica, Califórnia, e o transformaram no que é hoje um símbolo do desconstrutivismo. Usando materiais distintos que contrastavam com o edifício original, como aço e cercas de arame, Gehry construiu uma estrutura inteiramente nova que envolvia a casa colonial holandesa existente. O exterior da casa é quase intocado, espreitando entre o desarranjo arrojado e projetando formas na frente da residência. Algumas áreas do interior original foram desmontadas para expor o enquadramento, vigas e escoras de madeira por baixo, enquanto as claraboias irregulares dão a impressão de que alguém retalhava o prédio indiscriminadamente.

"Adorei a ideia de deixar a casa intacta... Tive a ideia de construir a nova casa em volta dela. Disseram-nos que havia fantasmas na casa... Decidi que eram fantasmas do cubismo. As janelas... Eu queria fazê-las parecer que estavam rastejando para fora. À noite, por este vidro ser inclinado, reflete a luz... Então, quando você está sentado na mesa, vê todos os carros passando, vê a lua no lugar errado... a lua está lá, mas reflete aqui... e você pensa que está lá em cima e não sabe em que diabos está..."

Gehry Residence. Image
Gehry Residence. Image

Lyon Housemuseum / Lyons Architecture

Lyon Housemuseum / Lyons. Image © Dianna Snape
Lyon Housemuseum / Lyons. Image © Dianna Snape

Lyon Housemuseum é exatamente o que parece - uma casa particular que funciona como um museu de arte. Localizado em Melbourne, na Austrália, explora a conjuntura entre visitar e viver, o público e o privado, e a arte e a arquitetura. Housemuseum foi projetada pelo arquiteto Corbett Lyon da Lyons Architecture, onde mora com sua esposa e filhos. Aberta para exibição pública em dias designados a cada semana, a cozinha da família começa a funcionar como um café de museu, enquanto a caixa preta para instalações de videoarte também funciona como um cinema da casa para noites de cinema familiar. Essas estranhas dubiedades desafiam a noção de público e privado e o que uma casa pode ser. Lyon Housemuseum também organiza uma variedade de eventos culturais ao longo do ano, desde concertos a palestras artísticas e arquitetônicas.

“Os visitantes estão sempre interessados em ver uma coleção pessoal e idiossincrática que representa algo sobre a mente dos colecionadores e o grupo de artistas e obras que compõem a coleção. É muito diferente de ver obras em uma coleção pública.”

Lyon Housemuseum Plan
Lyon Housemuseum Plan

Summer House in Dalarna / Leo Qvarsebo

Summer House in Dalarna / Leo Qvarsebo. Image Courtesy of Leo Qvarsebo
Summer House in Dalarna / Leo Qvarsebo. Image Courtesy of Leo Qvarsebo

A Casa de Verão em Dalarna foi projetada pelo arquiteto Leo Qvarsebo para si e seus filhos. Localizada na pitoresca paisagem rural da Suécia, a casa triangular é caprichosa e divertida. Sua forma triangular permite que a fachada inclinada se torne uma parede de escalada, com uma corda conectada à cobertura. Sua forma única também cria uma pirâmide de espaços internamente, onde o nível inferior mantém uma espaçosa sala de estar e cozinha, enquanto os espaços subsequentes se tornam menores à medida que você sobe. As grandes janelas do projeto fazem uso da bela paisagem do local em que está situado, incentivando os habitantes a interagir com a vista do lado de fora.

“A residência é um pouco como uma casa na árvore para adultos. A subida ao topo através de vários níveis oferece vistas e privacidade. De cada nível da casa você pode ver o próximo, criando uma curiosidade para continuar a subir e, uma vez que esteja de pé, a vista é de tirar o fôlego".

Leo Qvarsebo Section
Leo Qvarsebo Section

Melnikov House / Konstantin Melnikov

Melnikov House. Image © Denis Esakov
Melnikov House. Image © Denis Esakov

Melnikov House, de Konstantin Melnikov, é um icônico símbolo da arquitetura vanguardista russa da década de 1920. Localizada na Krivoarbatsky Lane, em Arbat, Moscou, a forma cilíndrica da casa é surpreendentemente única, tanto quando vista do exterior como nos belos espaços interiores que ela cria. Melnikov foi uma das poucas pessoas que conseguiram manter suas terras após a queda da Nova Política Econômica de Lênin, e o projeto foi surpreendentemente aprovado pela comissão distrital como um projeto experimental. Construído a partir de uma estrutura de favo de mel em tijolos local, o projeto consiste em duas torres cilíndricas que se cruzam. A forma cilíndrica provinha do racionamento de materiais na época e a crença de Melnikov de que o cilindro permitiria o uso mais eficiente do material. Da mesma forma, as janelas hexagonais são um resultado direto da estrutura de favo de mel. Os espaços interiores movem-se para cima com uma escadaria sinuosa, desde espaços no mezanino a um espaço de estúdio de pé-direito duplo e um terraço na cobertura. A planta quase totalmente aberta e as janelas hexagonais permitem a entrada de iluminação natural no interior, criando interessantes jogos de luz em todo o espaço aberto.

Melnikov House Plan
Melnikov House Plan

Cien House / Pezo von Ellrichshausen

Cien House / Pezo von Ellrichshausen. Image © Cristobal Palma
Cien House / Pezo von Ellrichshausen. Image © Cristobal Palma

Cien House é a casa particular do arquiteto duo Mauricio Pezo e Sofia von Ellrichshausen e estúdio para seu escritório, Pezo von Ellrichshausen. Para sua própria casa, Pezo von Ellrichshausen usou abordagens exploradas em seus projetos residenciais anteriores, como a estratificação de uma grade retilínea e o uso de formas sólidas e monolíticas. Cien House é composta por um embasamento de 2 pavimentos e uma torre de 5 andares acima, todos planejados através da repetição de módulos quadrados de 6 m². O pódio está parcialmente submerso na zona rural chilena, com uma oficina no porão em um nível e cozinha, jantar e sala no outro. Os dois pavimentos acima contêm dormitórios, enquanto os três primeiros pavimentos são espaços de trabalho e estúdios. Duas escadarias que conduzem a diferentes partes da casa separam a área da casa da área de trabalho. A aparente simplicidade do projeto e planejamento esconde camadas de complicação e momentos de bela complexidade.

“O que é legal nessa casa é que é tão difícil e tudo é tão incompleto. De certa forma parece que nasceu velha”.

Cien House Modules
Cien House Modules

Eames House / Charles and Ray Eames

Eames House. Image © architectenwerk.nl
Eames House. Image © architectenwerk.nl

Projetada por Charles e Ray Eames, a Eames House foi inicialmente criada para o programa Case Study House para explorar as possibilidades de novas tecnologias de pré-fabricação. No entanto, a casa foi tão bem sucedida que os arquitetos se mudaram para ela. A Casa Eames é composta por duas caixas separadas por um pátio, sendo uma caixa como residência e outra como estúdio. os volumes foram construídos com uma estrutura de aço simples, com painéis coloridos sólidos e transparentes em um padrão Mondrian. Os painéis criam uma luz suave e variável ao longo do dia, aumentando a atmosfera íntima e calorosa do interior. Através de seus materiais naturais e da coleção de obras de arte e artefatos do casal, a casa é composta de belos espaços que fluem entre si sem quaisquer divisões severas.

“Tão leve e arejada como uma ponte suspensa - tão esquelética quanto uma fuselagem de avião.”

Eames House
Eames House

The Tower House / Gluck+

The Tower House / Gluck+. Image © Paul Warchol
The Tower House / Gluck+. Image © Paul Warchol

A Tower House (Casa Torre) funciona como um retiro de fim de semana para Thomas Gluck, um dos proprietários do Gluck +. O foco do projeto era minimizar o edifício para não interferir no local em que ele se encontra. Isso foi garantido com o lançamento de uma casa média de 3 quartos, criando três andares de suítes empilhadas com um piso superior que se estende para acomodar os espaços de convivência. Para criar uma casa que permanecesse energeticamente eficiente quando não estava em uso, os arquitetos empilharam a cozinha e os banheiros em um núcleo central isolado, permitindo que partes da casa fossem “desligadas”. A casa é lindamente detalhada, com uma luminária envidraçada junto a escada amarela e uma vista deslumbrante do andar superior.

Tower House Diagram
Tower House Diagram

Nakanosawa Project / Ryo Yamada

Nakanosawa Project / Ryo Yamada. Image © Yoshiaki Maezawa
Nakanosawa Project / Ryo Yamada. Image © Yoshiaki Maezawa

A casa lúdica de Ryo Yamada tem como objetivo criar um espaço interior em constante mudança. A casa está localizada no norte do Japão, onde o inverno pode resultar em 5 metros de neve acumulada. Yamada queria projetar um espaço que se concentrasse no aquecimento eficiente e onde sua família pudesse se divertir por longos períodos de tempo durante a forte nevasca. Com base nos tamanhos tradicionais japoneses em arquitetura, os pilares são instalados em intervalos de 1,82 metros, o comprimento de um tatame. A malha em madeira de vigas e pilares cria uma estrutura onde casas de árvores e outras estruturas podem ser construídas, construindo uma paisagem caprichosa que é limitada apenas pela imaginação.

“Se esta casa pudesse falar, diria: 'Sonho nunca ser completada'”.

Ryo Yamada Section
Ryo Yamada Section

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Shen, Yiling. "9 Arquitetos que projetaram a própria casa" [Bringing Work Home: 9 Times Architects Designed for Themselves] 10 Set 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/901684/9-arquitetos-que-projetaram-a-propria-casa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.