O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Arcos inflados de aço conformam a estrutura de pavilhão leve na Polônia

Arcos inflados de aço conformam a estrutura de pavilhão leve na Polônia

Arcos inflados de aço conformam a estrutura de pavilhão leve na Polônia
Arcos inflados de aço conformam a estrutura de pavilhão leve na Polônia, Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

O arquiteto, designer e escultor polonês Oskar Zieta divulgou seu último projeto: o pavilhão NAWA em uma ilha em Wroclaw, Polônia. O pavilhão faz parte das celebrações da Capital Europeia da Cultura seguindo o tema "Metamorfoses da Cultura" e foi inaugurado em junho. Os elementos de aço que compõem a escultura projetada de forma paramétrica são feitos em um método único chamado FiDU, um processo de inflação de metal criado por Zieta durante seus estudos de doutorado na ETH Zurique. Embora Zieta tenha usado o FiDU com sucesso para vários produtos (muitos expostos no Salone del Mobile em Milão), o Pavilhão da NAWA é o primeiro projeto deste tamanho a usar a tecnologia inteiramente, e é assim cunhado como "um manifesto da FiDU".

Cortesia de Oskar Zieta Cortesia de Oskar Zieta Cortesia de Oskar Zieta Cortesia de Oskar Zieta + 50

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

O pavilhão escultural é projetado com a revitalização da Ilha Dailowa de Wroclaw em mente, "devolvê-la aos moradores de Wroclaw". A escultura, juntamente com mais 7500 novas plantas a serem plantadas na ilha, criará "uma unidade orgânica consistente, emergindo naturalmente do rio. "(Zieta)

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

Como estabilizar algo tão fino como uma folha de papel? Nós puncionamos. Nós dobramos. Nós ondulamos. Nós inflamos. Pesquisamos e consultamos processos de produção inovadores - Zieta.

O FiDU tem três etapas principais: os elementos metálicos são formados por um molde 2D, suas bordas são soldadas e, finalmente, o ar comprimido é bombeado através do objeto, inflando-o em sua forma tridimensional final. O resultado? Um componente metálico leve e durável que também é estável através do ar comprimido expandindo-o. Objetos metálicos feitos com FiDU podem ser usados como móveis para um elemento arquitetônico na construção. Zieta descreve as possibilidades do FiDU que se estende além do domínio de arquitetura e design, indicando a indústria automobilística ou mesmo aplicações no espaço como exemplos do potencial da FiDU.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

A natureza "imperfeita" das formas ocultas geradas através do inflação do metal é intencional. Inspirado por formas curvas na natureza, Zieta deliberadamente permitiu que dentes e vincos naturais apareçam no produto final em vez de uma forma perfeitamente inflada, o que não ocorreria na natureza.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

Alguns kilobytes de memória são usados nos arquivos de produção que geram a inflação através de processos de fabricação digital, ao passo que alcançar uma forma "perfeita" cada vez consumirá gigabytes de capacidade de processamento. A eficiência é uma "perda de controle controlada" descrita por Zieta - enquanto o metal "decide" sua forma final.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

Trabalhar com a tecnologia FiDU é semelhante ao corte de argila - a pressão interna faz com que o metal mude a forma por conta própria e exiba o resultado natural da distorção - Oskar Zieta.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

O software paramétrico Grasshopper foi usado para modelar cada elemento arqueado de acordo com seu tamanho, peso e adaptação ideal ao terreno. Os moldes foram então cortados e soldados com até 2 km de solda de aço para conectar as faces 2D em conjunto.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

Uma equipe de 23 pessoas, incluindo Zieta, encarregou-se da construção e montagem do pavilhão, que levou aproximadamente 700 horas de trabalho para ser criado do início ao fim. Foram utilizadas 52 toneladas de aço para criar os 35 arcos que formam o pavilhão NAWA, com o maior feixe pesando até 450kg e subindo para uma altura de 7m. Embora o peso pareça imenso, todas as vigas de aço são ocas e leves, com uma espessura de meros 2mm. No total, aproximadamente 1 milhão de metros cúbicos de ar comprimido foram utilizados para preencher os arcos e transformar o modelo 2D em uma estrutura 3D de aço polido.

NAWA's Journey: Episode II http://zieta.pl/nawa #zieta #zietaprozessdesign #nawa #design #art #barge #river #journey

A post shared by Zieta Prozessdesign (@zieta_prozessdesign) on

Para minimizar o tempo de montagem no local, a maior parte da produção foi feita em um estaleiro, permitindo um grande espaço e fácil acesso ao rio Odra. Os arcos foram levados para o terreno em barcaças, onde os transeuntes e os locais puderam testemunhar sua jornada. Eles foram então montados no local em cima da Ilha Dailowa, onde o pavilhão agora está construído.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

A escultura não altera o caráter selvagem da ilha. Muito pelo contrário: amplifica a presença da natureza. A superfície de aço polido reflete seus arredores verdes, o rio e a arquitetura histórica. Dependendo do tempo e da hora do dia, a escultura parece diferente toda vez - Oskar Zieta.

Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta
Cortesia de Oskar Zieta

Notícia via: Zieta.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Sabrina Syed
Autor
Cita: Syed, Sabrina . "Arcos inflados de aço conformam a estrutura de pavilhão leve na Polônia" [Oskar Zieta Inflates Steel Arches With Air to Create This Lightweight Pavillion] 21 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/876318/arcos-inflados-de-aco-conformam-a-estrutura-de-pavilhao-leve-na-polonia> ISSN 0719-8906