O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Por que o Airbnb deveria ajudar a salvar esta joia da arquitetura high-tech dos EUA?

Por que o Airbnb deveria ajudar a salvar esta joia da arquitetura high-tech dos EUA?

Por que o Airbnb deveria ajudar a salvar esta joia da arquitetura high-tech dos EUA?
Por que o Airbnb deveria ajudar a salvar esta joia da arquitetura high-tech dos EUA?, A Columbus Occupational Health Association poderia ser um candidato ideal para uma parceria entre a Airbnb e Columbus, Indiana. Imagem Cortesia de H3
A Columbus Occupational Health Association poderia ser um candidato ideal para uma parceria entre a Airbnb e Columbus, Indiana. Imagem Cortesia de H3

Este artigo foi originalmente publicado pelo The Architect's Newspaper como "Why Airbnb should help save an architectural icon".

Se eu tivesse que adivinhar, diria que já faz quarenta anos que Columbus, Indiana, foi o tema quente das conversas de coquetéis em encontros de arquitetura em Nova Iorque. Naqueles dias, era o patrocínio superalimentado do industrial J. Irwin Miller e sua relação com arquitetos como Eero Saarinen e Alexander Girard que estimularam uma onda de arquitetura inovadora e provocante na pequena cidade do meio-oeste dos EUA. Colombo, com uma população de 45.000 habitantes, tem um posto de bombeiros Robert Venturi, uma escola John Johansen, um parque de Michael Van Valkenburgh e vários edifícios de Eliel e Eero Saarinen, incluindo a icônica Casa Miller, de Eliel.

No entanto, Colombo está mais uma vez no centro dos holofotes. A Exhibit Columbus é uma iniciativa preparará o palco para uma grande exposição pública de design em 2017. O organizador de exposições Richard McCoy, com a assistência de patronos e líderes locais, como o presidente da Wallace Foundation Will Miller, o designer Jonathan Nesci, o arquiteto Louis Joyner, o educador T. Kelly Wilson e a arquivista Tricia Gilson, construíram um movimento local e reuniram um grupo de renomados arquitetos - Aranda / Lasch, Baumgartner + Uriu, Rachel Hayes, Höweler + Yoon, IKD , Studio de Ball-Nogues, Johnston Marklee, Jonathan Olivares Design Research, Oyler Wu Collaborative, Plan B Architecture & Urbanismo e studio:indigenous - que estão competindo pelo Prêmio Miller, uma competição incomum onde dez equipes irão propor instalações site-specific para cinco locais em Columbus. Cinco serão escolhidas para serem construídas.

Toda essa atenção voltou a lançar luz sobre Colombo e muitas pessoas estão animadas para ver o que a exposição 2017 trará. Paralelamente, há outra oportunidade incrível em Colombo que poderia aproveitar este impulso.

Com o interesse renovado na cidade, que prospera fora do turismo arquitetônico, a indústria do turismo está crescendo. Notavelmente, no entanto, existem poucas propriedades disponíveis no Airbnb. Uma pesquisa para um fim de semana em outubro apresenta apenas três opções, nenhuma delas centro da cidade onde toda a ação está acontecendo. Isso importa porque os jovens turistas estão procurando opções de hospedagem mais interessantes que um hotel regular. Como seria uma opção de hospedagem alternativa em Columbus hoje em dia?

Antena da Associação de Saúde Ocupacional de Columbus. Imagem Cortesia de H3
Antena da Associação de Saúde Ocupacional de Columbus. Imagem Cortesia de H3

Há um local que seria perfeito. A Cummins Occupational Health Association (COHA) foi um dos edifícios mais inovadores em Columbus, mas agora está sob ameaça pois sua proprietária, a Cummins Inc., não tem nenhum uso para ele. Construído em 1973 por Hugh Hardy de Hardy Holzman Pfeiffer, este edifício high-tech, que se insere em um modernismo tardio, é um dos segredos mais bem guardados de Columbus. A infraestrutura aparente edifício, altamente expressiva e colorida, celebra a tecnologia do edifício com exuberância maneirista. Sua planta livre é coreografada por uma rampa que anima o espaço e revelava uma nova maneira revolucionária de construir instalações de saúde na década de 1970. No entanto, esta rampa pode torná-lo inviável para instalações hospitalares hoje em dia.

Então, qual é a nova vida apropriada para o COHA? Uma possibilidade seria lofts ou habitações estudantis. Enquanto a cidade pode não ter o mercado para esta tipologia, pode haver outra solução. Se o Airbnb comprasse o edifício, poderia transformá-lo em um conjunto de unidades (como um hotel) que poderia ser alugado no Airbnb, semelhante à colaboração da empresa com o arquiteto japonês Go Hasegawa na aldeia japonesa de Yoshino. Este projeto, Sugi No Ie (Yoshino Cedar House), atua como uma unidade de aluguel e centro comunitário para os visitantes e é de propriedade de grupos da comunidade local, dando retorno para a cidade e oferecendo uma experiência comunitária para os viajantes.

Interior original da Columbus Occupational Health Association. Imagem Cortesia de H3
Interior original da Columbus Occupational Health Association. Imagem Cortesia de H3

Neste modelo, a cidade seria dona do espaço e o alugaria no Airbnb. Os rendimentos poderiam beneficiar o fundo do patrimônio histórico, que é investido na preservação da arquitetura através do Landmark Columbus. O Airbnb estaria ajudando a preservar a arquitetura moderna.

O edifício COHA é perfeito para este modelo. Ele precisa de um patrono, e não há restrição de reuso para ele. Quão legal seria se hospedar ou morar em um consultório dos anos 1970? Artistas ou designers poderiam alugar por tempo indeterminado, enquanto os visitantes poderiam pernoitar. Seria necessário que uma empresa visionária como o Airbnb, que valoriza o design, revitalizasse esse espaço, transformando-o em um dos melhores hotéis do mundo. A empresa teria um papel heroico. Esperemos que ela possa tornar este sonho uma realidade.

Quer ler mais artigos do The Architect's Newspaper? Curta sua página no Facebook.

Sobre este autor
Matt Shaw
Autor
Cita: Shaw, Matt. "Por que o Airbnb deveria ajudar a salvar esta joia da arquitetura high-tech dos EUA?" [Should Airbnb Help Save This High-Tech Gem?] 04 Mai 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/870412/por-que-o-airbnb-deveria-ajudar-a-salvar-esta-joia-da-arquitetura-high-tech-dos-eua> ISSN 0719-8906