O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Vincent Callebaut Architectures propõe eco-vizinhança em Bruxelas

Vincent Callebaut Architectures propõe eco-vizinhança em Bruxelas

Vincent Callebaut Architectures propõe eco-vizinhança em Bruxelas
Vincent Callebaut Architectures propõe eco-vizinhança em Bruxelas, Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

Vincent Callebaut Architectures lançou os planos para o empreendimento de um bairro ecológico radical na Tour & Taxis, em Bruxelas, na Bélgica. Abrangendo uma área de 135.000 metros quadrados, a proposta inclui a reconversão da Gare Maritime do início do século XX, e a construção de três "florestas verticais" residenciais atingindo 100 metros de altura. A visão final do arquiteto é um bairro que abrange o progresso tecnológico, princípios de construção sustentável e renovação do patrimônio construído.

Situado a noroeste do centro da cidade de Bruxelas e construído em 1907, o parque industrial de Tour & Taxis operou originalmente como um complexo marítimo e aduaneiro. Embora a abertura das fronteiras europeias tenham tornado obsoleta a sua função original, o Gare Maritime (Terminal Marítimo) ainda encarna a arquitetura da era industrial.

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures Cortesia de Vincent Callebaut Architectures Cortesia de Vincent Callebaut Architectures Cortesia de Vincent Callebaut Architectures + 28

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

De acordo com o projeto proposto, o terminal de 40 mil metros quadrados será transformado em um eco-campus para trabalho e lazer. Os cinco armazéns paralelos de ferro fundido e vidro da Gare Maritime irão acolher cada um as suas próprias identidades arquitetônicas. As intervenções contemporâneas nos cinco espaços são destacadas do edifício existente, evidenciando a adaptabilidade do projeto. Contrastando com o ferro forjado industrial da estrutura existente, o eco-campus será construído de madeira maciça e madeira laminada, reduzindo a pegada de carbono do esquema.

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

Quando reunidos, os cinco elementos individuais criam um campus versátil de uso misto com escritórios em espaço aberto, espaços esportivos e de lazer, comércios, bares, restaurantes e estufas. Um parque público e um canal serão trazidos dentro do Gare marítimo, criando jardins tropicais e continentais através do terminal, e estabelecendo um diálogo entre a inovação, a natureza e o patrimônio.

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

Ao norte da Gare Maritime, o arquiteto propõe 85.000 metros quadrados de habitações de múltiplas dimensões contidas em três "Florestas Verticais". As três estruturas alinham-se ao longo da largura da Gare Maritime, variando entre 24 e 100 metros de altura. Com elegantes curvas que contêm varandas com espécies vegetais e uma abundância de painéis solares. O objetivo do arquiteto é criar "Vilas no céu" cercadas por jardins verticais acima do contexto urbano de Bruxelas, fundindo os benefícios da vida rural e urbana.

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

A Gare Maritime e as "Florestas Verticais" serão ligadas por três componentes urbanos distintos. Uma grande lagoa de pântanos atrairá a biodiversidade de Bruxelas. Um antigo mercado de peixe e óleo, a Halle aux Poissons et Huille, será convertido num bar e restaurante. Finalmente, uma grande "vitória régia" artificial no meio da lagoa do pântano fornecerá espaço para eventos, exposições, e um auditório ao ar livre.

Cortesia de Vincent Callebaut Architectures
Cortesia de Vincent Callebaut Architectures

O papel dos arquitetos se estende além da mera conservação ou restauro: envolve a defesa de uma história híbrida. Esticar os limites e pensar fora da caixa; ter coragem para si e para os outros; desafiar antigas estruturas e avançar a sociedade e o nosso modo de vida ... A nossa proposta de Tour & Taxis tenta transformar esta ambição numa realidade -passo a passo- descreveram os arquitetos num recente comunicado de imprensa.

Notícia via: Vincent Callebaut Architectures.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Vincent Callebaut Architectures
Escritório
Cita: Walsh, Niall. "Vincent Callebaut Architectures propõe eco-vizinhança em Bruxelas" [Vincent Callebaut Architectures' Plans for Eco-Neighbourhood in Brussels] 05 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/806471/vincent-callebaut-architectures-propoe-eco-vizinhanca-em-bruxelas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.