O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Ampliação inspirada na azulejaria tradicional portuguesa por João Tiago Aguiar

Ampliação inspirada na azulejaria tradicional portuguesa por João Tiago Aguiar

  • 15:30 - 28 Novembro, 2016
  • por Equipe ArchDaily Brasil
Ampliação inspirada na azulejaria tradicional portuguesa por João Tiago Aguiar
Ampliação inspirada na azulejaria tradicional portuguesa por João Tiago Aguiar, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Este artigo é parte da série "Material em Foco", onde entrevistamos os arquitetos sobre o processo de criação e pensamento  na hora da escolha dos materiais que serão utilizados nos seus projetos. 

A Casa Restelo, foi projetada pelo atelier português João Tiago Aguiar - arquitectos. O projeto com 225 metros quadrados, consiste na ampliação de uma residência dos anos 50 no bairro do Restelo, numa zona constituída por moradias geminadas. O projeto também renovou completamente os alçados (fachadas), considerando o pré-existente com uma nova leitura dos padrões inspirados na azulejaria tradicional portuguesa.Nós conversamos com o arquiteto João Tiago Aguiar para saber mais sobre as escolhas dos materiais e sobre os desafios do projeto.

Quais são os principais materiais usados no projeto em questão?

JTA: Foram utilizados painéis fenólico na fachada tardoz (fachada posterior), madeira nos pavimentos (pisos), pedra (i.s.'s) e vidro.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Quais foram as maiores fontes de inspiração e influências quando estavam escolhendo os materiais utilizados no projeto?

JTA: A arquitectura tradicional portuguesa com o uso do mosaico hidráulico e o azulejo colorido com padrões.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descreva como as decisões relativas aos materiais influenciaram a concepção do projeto.

JTA: Com base na vontade de pegar num material ou desenho tradicional, a concepção passou por pegar num material actual e utilizar a memória tradicional mas reinventado-a e adaptando-a à realidade actual.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Quais foram as vantagens que este material ofereceu para a construção do projeto?

JTA: Criou uma imagem diferenciada e única e ajudou também a resolver as questões de ensombramento e segurança. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A escolha dos materiais impôs algum tipo de desafio ao projeto?

JTA: Sim, um pouco, já que era preciso pensar numa solução leve, duradoura, resistente e que ao mesmo tempo não fosse demasiado cara...

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Vocês chegaram a considerar outras possibilidades de materiais para o projeto? Como isso teria alterado o projeto?

JTA: Sim, chapa metálica ou alumínio lacado recortado à laser, por exemplo, ou até GRC (composto por cimento, areia, fibra de vidro álcali-resistente (AR) e água). Na altura e após comparar custos, espessuras, soluções de calhas corrediças, etc., acabámos por optar pelo painel fenólico que nos pareceu a solução ideal para o efeito pretendido. Como referi, caso tivéssemos optado por um dos outros materiais, a esbelteza e leveza de todo o conjunto certamente não seria a mesma... Teria outra espessura, outro peso e, provavelmente, seria mais onerosa também. No entanto, julgo que apesar de tudo o efeito seria bastante idêntico e o conceito que serviu de base a todo o projecto não seria defraudado.

Como vocês pesquisaram os fornecedores e construtores adequados aos materiais empregados no projeto?

JTA:  Para ser honesto, não pesquisei grande coisa. Por sorte, um dos empreiteiros que estava a concorrer para a execução do projecto e que acabou por ganhar a obra, tinha um excelente sub-empreiteiro nas serralharias com quem desenvolvemos o pormenor e nos ajudou a tornar o conceito em algo real e tangível.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Veja o projeto completo aqui:

Casa Restelo / João Tiago Aguiar

Ver a galeria completa

Cita: Equipe ArchDaily Brasil. "Ampliação inspirada na azulejaria tradicional portuguesa por João Tiago Aguiar" 28 Nov 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/800358/ampliacao-inspirada-na-azulejaria-tradicional-portuguesa-por-joao-tiago-aguiar> ISSN 0719-8906