O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Freddy Mamani: "Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade"

Freddy Mamani: "Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade"

Freddy Mamani: "Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade"

Freddy Mamani, arquiteto boliviano, focou sua carreira na construção. Quando criança, passava suas férias brincando com os montes de brita. cimento e areia com os quais trabalhava seu pai. De pedreiro, interessou-se em dar um passo além e acabou estudando engenharia, construção e, recentemente, arquitetura. Aos 42 anos, já ergueu mais de 60 obras em El Alto, local onde mora e é reconhecido por aquilo que denomina "arquitetura andina", uma incipiente definição marcada pela presença de cores vibrantes e elementos geométricos tomados emprestados da cultura Tiahuanaco, antecedente do Império Inca.

Na ocasião do Mês do Desenho, organizado pelo Consejo Nacional de la Cultura y las Artes, conversamos com Freddy Mamani, que nesta entrevista explica as principais referências na construção dessa linguagem local e argumenta contra as críticas do establishment boliviano, incluindo universidade e grêmios.

Freddy Mamani: Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade Freddy Mamani: Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade Freddy Mamani: Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade Freddy Mamani: Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade + 5

"Minha arquitetura transmite identidade, recupera a essência da cultura tihuanacota através da iconografia andina de Tihuanaco e também mescla as cores dos tecidos que existem na parte andina e amazônica da Bolívia", defende Mamani. 

No entanto, seu êxito perde força se não ponderamos sua obra no contexto sócio-político boliviano dos últimos 15 anos - pontuado por marcos como a ascensão de Evo Morales em 2005  e um progressivo reconhecimento dos povos indígenas, que representavam 62% do país em 2006 mas eram sub-representadas nas esferas polícia e econômica da Bolívia. 

No mesmo período, surgiu e se consolidou em El Alto uma nova burguesia aimara que enriqueceu em sua ascensão do campo para a periferia de La Paz e que encontrou em Freddy Mamani a peça perfeita para mesclar uma arquitetura de identidade com seus investimentos imobiliários em El Alto.

Agradecimentos a La Nueva Gráfica Chilena, Sebastián Guajardo (Consejo Nacional de la Cultura y las Artes) e Bar Sindicato.

Freddy Mamani y el surgimiento de una nueva arquitectura andina en Bolivia

Sobre este autor
Nicolás Valencia
Autor
Cita: Valencia, Nicolás. "Freddy Mamani: "Não é arquitetura exótica, mas uma arquitetura andina que transmite identidade"" [Freddy Mamani: 'No es arquitectura exótica, sino una arquitectura andina que transmite identidad'] 05 Nov 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/776467/freddy-mamani-nao-e-arquitetura-exotica-mas-uma-arquitetura-andina-que-transmite-identidade> ISSN 0719-8906
Ler comentários

Mais entrevistas em nosso Canal de YouTube