O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 50 coisas que você não sabia sobre Le Corbusier

50 coisas que você não sabia sobre Le Corbusier

50 coisas que você não sabia sobre Le Corbusier
50 coisas que você não sabia sobre Le Corbusier, © Willy Rizzo
© Willy Rizzo

Você o conhece por seus óculos de armação circular, sua afinidade pelo concreto e amor pelos preceitos do modernismo, mas você realmente conhece Le Corbusier? Charles-Édouard Jeanneret-Gris conduziu sua vida não apenas como o arquiteto mais influente do século XX, mas também como artista, socialite e teórico. Ensinado pelos arquitetos August Perret e Peter Behrens, criticado pelos fãs de Jane Jacos e celebrado em todo o mundo, o legado de Le Corbusier é inegável. Gerando muitas vezes controvérsia, Le Corbusier era um adepto do lema "Arquitetura ou Revolução", projetando estruturas que são chamadas por muitos de "anti-humanas". Enquanto alguns exigem o tombamento de seus edifícios pelo Patrimônio Mundial da UNESCO, outros clamam por sua demolição.

Em 2015, 50 anos após seu falecimento, o debate sobre a importância destes projetos continua e em homenagem a esta data, compilamos 50 fatos pouco conhecidos que marcaram os 78 anos de vida e obra de Le Corbusier. Conheça-os a seguir.

1. Le Corbusier "preservava obsessivamente cada carta, desenho ou fotografia para a posteridade." [Fonte: Le Corbusier: Ideas and Forms]

2. Antes de se tornar arquiteto, Le Corbusier aprendeu o ofício da gravura sobre caixas de relógio. [Fonte: "The Beginnings of Le Corbusier's Education, 1902-07"]

3. Em 1946 ele viajou a Princeton, New Jersey e se encontrou com Albert Einstein. [Fonte: Fondation Le Corbusier]

Le Corbusier e sua arquitetura em uma nota de banco suíço. via archiveofaffinities.tumblr.com
Le Corbusier e sua arquitetura em uma nota de banco suíço. via archiveofaffinities.tumblr.com

4. Le Corbusier e sua obra estão gravados na nota de 10 Francos suíços. [Fonte: Swiss National Bank]

5. Há ruas nomeadas em homenagem a Le Corbusier na Argentina e no Canadá. [Fonte: Google Maps 1, 2]

Pessoas assistindo a chegada do Zeppelin LZ 127. Le Corbusier viajou no mesmo dirigível da Europa para a América do Sul em 1936. Foto por Grombo ~ commonswiki. CC BY-SA 3.0.
Pessoas assistindo a chegada do Zeppelin LZ 127. Le Corbusier viajou no mesmo dirigível da Europa para a América do Sul em 1936. Foto por Grombo ~ commonswiki. CC BY-SA 3.0.

6. Em 1936, ele viajou ao Brasil no Graf Zeppelin. O voo na aeronave a hidrogênio levou quase 5 dias. [Fonte: Fondation Le Corbusier]

7. Le Corbusier "apoiou a relação direta entre arquitetura, urbanismo e stado na crença de que uma revolução social se seguiria a isto." Seus companheiros do CIAM não necessariamente acreditavam nisto. [Fonte: Le Corbusier in America]

8. Em 1936 ele projetou um estádio para 100 mil espectadores. Localizado em Paris, o projeto foi chamado de Centro Nacional de Esportes e Entretenimento e seria acessado por rampas. [Fonte: Fondation Le Corbusier

Comercial da Kodak em 1987 e a cadeira projetada por Le Corbusier.Bill Cosby, um cão, e a cadeira desenhada por Corbusier.
Comercial da Kodak em 1987 e a cadeira projetada por Le Corbusier.Bill Cosby, um cão, e a cadeira desenhada por Corbusier.

9. Este comercial de 1987 da Kodak apresenta Bill Cosby, um cão e uma cadeira projetada por Le Corbusier. O modelo original da cadeira data de 1928, quando o arquiteto a projetou para uma casa no subúrbio de Paris. [Fonte: The Washington Post]

10. Em uma viagem no inverno de 1907 ele encontrou os artistas Gustav Klimt e Josef Hoffman. [Fonte: Fondation Le Corbusier]

11. Ele enviou uma proposta para o jamais construído Palácio dos Sovietes em Moscou. [Fonte: Fondation le Corbusier]

12. Seu funeral aconteceu em 1965 no pátio do Palácio do Louvre. [Fonte: British Pathé]

13. Em 1925, seu pavilhão Esprit Nouveau recebe uma localização não muito boa na Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas devido a uma "hostilidade oficial em relação a ele". [Fonte: Le Corbusier in America]

14. Le Corbusier disse que a famosa espreguiçadeira que projetou juntamente com Pierre Jeanneret e Charlotte Perriand foi inspirada em cowboys com os pés apoiados sobre a mesa. [Fonte: The Washington Post]

15. Seu plano para a Ville Radieuse foi baseado em um plano de Soria y Mata (de Barcelona) e foi proposta primeiramente para Moscou. [Fonte: Wikipedia]

16. Em 1935, Le Corbusier deu uma palestra intitulada "le grand gaspillage" (O Grande Desperdício) em Chicago e Baltimore. Ele acreditava que a primeira era da máquina levara à superprodução, ao desperdício e à decadência. [Fonte: Le Corbusier in America]

17. Ele é o autor desta frase gravada em uma calçada de Battery Park City: "Cem vezes eu pensei: Nova Iorque é uma catástrofe, e cinquenta vezes: Nova Iorque é uma bela catástrofe."  [Fonte: The New Yorker]

18. Embora seja responsabilizado pelo excesso de renovação urbana na metade do século, Corbusier não obteve sucesso nas tentativas de se reunir com autoridades de habitação durante suas visitas a diferentes cidades dos EUA. [Fonte: Le Corbusier in America]

19. Le Corbusier viu sua carreira como uma sucessão de falhas; ao fim de sua carreira teria dito: "a vida está certa e o arquiteto errado.” [Fonte: Le Corbusier, 1887-1965: The Lyricism of Architecture in the Machine Age]

20. Em 1938, Le Corbusier ficou preso embaixo de um barco e teve sua perna gravemente ferida pela hélice do motor. A grande cicatriz é visível na famosa fotografia de Le Corbusier pintando nu. [Fonte: The Charnel-House]

21. Ele alegou que sua proposta urbana para o Rio de Janeiro foi esboçada dentro de um avião. [Fonte: "The Cultural Politics of Aerial Vision: Le Corbusier in Brazil"]

Centro Carpenter, Harvard University, Cambridge, Massachusetts, USA. via Wikimedia Commons
Centro Carpenter, Harvard University, Cambridge, Massachusetts, USA. via Wikimedia Commons

22. Embora tenha projetado diversos projetos para serem construídos nos EUA, apenas um foi realizado: o Carpenter Center for the Visual Arts da Universidade de Harvard. [Fonte: Fondation Le Corbusier]

23. Guillame Jullian, colega de Le Corbusier, recorda, "[Le Corbusier] me disse que o Visual Arts Center seria seu único edifício nos EUA, e que, portanto, ele colocaria todos os seus elementos arquitetônicos nele." [Fonte: The Boston Globe]

Maquete em escala real do "Voiture Maximum" de Le Corbusier.
Maquete em escala real do "Voiture Maximum" de Le Corbusier.

24. Um protótipo de madeira em escala real do carro de três lugares de Le Corbusier (chamado de "Voiture Maximum") foi construído pelo designer italiano Giorgio Guigiaro para uma exposição que celebrou o centenário do arquiteto. [Fonte: The Washington Post]

25. O Banco Suíço UBS lançou uma campanha de publicidade com o arquiteto. Todavia, sua correspondência pessoal, que ganhou atenção após a publicação de uma biografia em 2008, sugeria que o arquiteto era um "simpatizando do nazismo", o que fez com que o banco desvinculasse sua imagem da campanha. [Fonte: RTS.ch]

26. O New York Times publicou que o projeto Disney's Aida foi inspirado na arquitetura de Le Corbusier. [Fonte: The New York Times]

27. Sobre o projeto de Le Corbusier para Chandigarh, o Primeiro Ministro da Índia, Jawaharlal Nehru, comentou: "A coisa mais importante sobre Chandigarh não é se você gosta dela ou não, mas é que ela entra na sua cabeça e te faz pensar." [Fonte: The Indian Express]

 "Femme" de Le Corbusier foi rematada na Christie's por 3,1 millões de francos (USD 3,3 millones) © Christie's via Bloomberg
"Femme" de Le Corbusier foi rematada na Christie's por 3,1 millões de francos (USD 3,3 millones) © Christie's via Bloomberg

28. Até hoje, a obra mais cara de Le Corbusier já vendida é "Femme", uma estátua de madeira concluída em 1962 e vendida por 3,1 milhões de Francos Suíços. [Fonte: Bloomberg]

29. Jørn Utzon, arquiteto da Opera de Sydney, havia planejado para o interior do edifício uma tapeçaria desenhada por Le Corbusier. Quando Utzon deixou o projeto em 1966, levou para sua própria casa a tapeçaria encomendada em 1958. Quase sete anos após o falecimento de Utzon, a Opera de Sydney comprou a tapeçaria da família do arquiteto e divulgou planos de estendê-la no foyer do icônico edifício. [Fonte: The Sydney Morning Herald]

30. O pintor surrealista chileno Roberto Matta - pai do artista Gordon Matta-Clark - trabalhou como desenhista para Le Corbusier no final dos anos 1930. [Fonte: "Towards Anarchitecture: Gordon Matta-Clark and Le Corbusier"]

31. Em 1965 ele recusou uma proposta de trabalho como professor na École des Beaux-Arts. [Fonte: Fondation Le Corbusier]

32. Em 1926, Le Corbusier estava engajado em um confronto utilitarista com as autoridades de Pessac, próximo a Bordeaux, sobre suas 40 habitações operárias na cidade. As autoridades detestaram tanto o projeto e das cores que se recusaram a conectar as edificações com a rede de abastecimento de água, deixando as moradias desocupadas por seis anos. [Fonte: Biography]

33. Em 1956, a pedido do Rei Faisal II, Le Corbusier projetou um ginásio para a cidade de Baghdad. O projeto foi construído 13 anos após o falecimento de Le Corbusier e nomeado em homenagem a Saddam Hussein. [Fonte: Wikipedia]

34. Uma das maiores inspirações de Le Corbusier foi o Mosteiro de Ema, próximo a Florença. Após visitá-lo em 1907, escreveu: "Na paisagem musical da Toscana vi uma cidade moderna coroando uma colina." A organização do Mosteiro viria a influenciar a organização de La Tourette. [Fonte: Utopias and Architecture]

35. Em 1929, Le Corbusier pegou um voo de Buenos Aires para Assunção que tinha como copiloto Antoine de Saint-Exupéry, autor do famoso livro "O Pequeno Príncipe". [Fonte: Metropolis]

36. De 1918 em diante, Le Corbusier ficou quase cego de um olho, tornando-se conhecido por argumentar com os vendedores que seus óculos deveriam custar metade do preço. [Fonte: Le Corbusier]

37. O fato dos óculos de Philip Johnson serem tão parecidos com os de Le Corbusier não é coincidência. Em 1934, inspirando-se no acessório de Le Corbusier, Johnson desenhou seus próprios óculos, que foram produzidos pela Cartier. [Fonte: The New York Times]

A cópia de de couro de Don Quixote de Le Corbusier. Fonte:  Le Corbusier, Architect of Books via Google Books.
A cópia de de couro de Don Quixote de Le Corbusier. Fonte: Le Corbusier, Architect of Books via Google Books.

38. Le Corbusier e sua esposa tinham um cachorro,um schnauzer de pêlo negro, que se chamava Pinceau (Pincel). [Fonte: Fondation Le Corbusier]

39. Quando Pinceau morreu, Le Corbusier retirou o couro do animal e encapou uma edição do livro Don Quixote com a pele do cão! [Fonte: Le Corbusier, Architect of Books]

40. O arquiteto autodidata comentou ao canal BBC em 1951 "Sou anti-escola. Vou confessar a vocês que eu saí da escola aos 13 anos porque as escolas estavam muito apegadas ao passado, e isso não era divertido." [Fonte: "Le Corbusier Parle ... 1951"]

Le Corbusier conseguiu uma manchete do New York Herald Tribune ao chegar nos Estados Unidos.
Le Corbusier conseguiu uma manchete do New York Herald Tribune ao chegar nos Estados Unidos.

41. Quando Le Corbusier visitou Nova Iorque pela primeira vez, observou que arranha-céus deveriam ser "enormes e muito mais afastados uns dos outros." [Fonte: Le Corbusier: Elements of a Synthesis]

42. O escritório de Le Corbusier não tinha janelas e era climatizado. Uma espécie de cela. Deste modo, acreditava que seus clientes falariam de maneira concisa e objetiva [Fonte: The Architect Says: Quotes, Quips, and Words of Wisdom]

43. Em 1934, Le Corbusier foi convidado por Benito Mussolini para dar uma conferência em Roma. [Fonte: Thresholds]

44. As teorias urbanísticas de Le Corbusier têm sido muito questionadas. Uma de suas oponentes mais enérgicas foi Jane Jacobs. [Fonte: The Death and Life of Great American Cities]

45. Depois de conhecer Josephine Baker em um transatlântico que ia da América do Sul para a Europa, Le Corbusier desenhou esboços da famosa atriz/cantora nua. [Fonte: Josephine Baker: The Hungry Heart]

46. Le Corbusier adotou o pseudônimo (derivado do sobrenome de sua avó), após a publicação de um manifesto, escrito em colaboração com o artista Amédée Ozenfant chamado de "Après le Cubisme". Embora estivesse trabalhando como pintor cubista no momento, sentiu que o cubismo tinha crescido de forma excessivamente romântica. Assim, o manifesto tornou-se uma ode a um novo movimento artístico: o purismo [Fonte: Wikipedia]

47. Embora Salvador Dalí de alguma forma considerasse Le Corbusier um "amigo", o artista não foi nada cordial após a morte do arquiteto em 1965. Ele foi citado referindo-se ao edifícios de Le Corbusier como "os mais feios e inaceitáveis o mundo" e também disse: "a morte de Le Corbusier me encheu de grande alegria [...] Le Corbusier era uma criatura lamentável que trabalhavam com concreto armado ".. O desdém de Dalí à Le Corbusier não o impediu de levar flores ao seu túmulo, pois, em suas palavras, "por um lado, o odiava, mas, por outro, sou um completo covarde". [Fonte: The Architecture of Ugliness]

48. No dia 27 de agosto de 1965, contrariando ordens de seu médico, Le Corbusier foi nadar no mar Mediterrâneo em frente à sua amada casa de verão no sul da França. Seu corpo foi encontrado por banhistas. [Fonte: Wikipedia]

49. No início de 1940, Le Corbusier foi nomeado ao cargo de urbanista no governo de Vichy para supervisionar o planejamento de diferentes cidades, incluindo Argel. Quando os seus planos foram rejeitados, Le Corbusier se retirou do mundo político. [Fonte: Urbanism and Utopia: Le Corbusier from Regional Syndicalism to Vichy

50. Le Corbusier foi cativado pela imagem da mão aberta, construindo muitas esculturas sobre este tema em toda a sua vida. Chamou-a de "um sinal de paz e reconciliação [...] destinado a receber e distribuir as riquezas aos povos do mundo. Este deveria ser o símbolo de nosso tempo." [Fonte: The Le Corbusier Guide]

Cita: AD Editorial Team. "50 coisas que você não sabia sobre Le Corbusier" [50 Things You Didn't Know About Le Corbusier] 27 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/772556/50-coisas-que-voce-nao-sabia-sobre-le-corbusier> ISSN 0719-8906