O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Quão popular pode se tornar uma casa "anti-arquiteto"?

Quão popular pode se tornar uma casa "anti-arquiteto"?

Quão popular pode se tornar uma casa "anti-arquiteto"?

O Reino Unido está passando por uma crise na habitação cujos detalhes foram explicados por Rowan Moore no início deste ano. Há décadas a oferta de habitação tem sido de baixa qualidade, produzida por consórcios liderados por incorporadoras e caracterizada pelo impiedoso melhor custo-benefício, visando gerar o máximo de lucro para as construtoras. Desta fórmula nada surge além de construções monótonas e padronizadas que, ao longo do tempo, se tornaram uma referência nacional. Essas casas - frequentemente construídas em alvenaria, no estilo "caixinha" e com a área mínima permitida de aberturas na fachada - são, em geral, escuras, espacialmente inadequadas e muito abaixo dos padrões que deveriam ser almejados. É como morar em um porão equipado.

'Palmerston' - modelo típico de habitação popular no Reino Unido. Imagem © Barratt Homes
'Palmerston' - modelo típico de habitação popular no Reino Unido. Imagem © Barratt Homes

Como contrapartida a essa infeliz realidade, algumas companhias estão oferecendo ao público meios novos e mais originais de construir sua própria casa - livrando-se, assim, do construtor e do arquiteto com uma única jogada. Em um artigo recentemente publicado pelo The Guardian, Shane Hickey apresenta a Hivehaus, que está sendo anunciada como "um conceito inovador de habitação modular - inspirado na natureza - influenciado pelo modernismo e produzido através de técnicas construtivas não convencionais."

Talvez um movimento "anti-construtoras" e "anti-arquitetos" de consumidores principiantes não seja uma coisa tão ruim. Isso prova que arquitetos, empreiteiras, incorporadoras e autoridades locais deveriam, de modo geral, sonhar mais alto.

Quão popular pode se tornar uma casa "anti-arquiteto"?, via Hivehaus
via Hivehaus
via Hivehaus
via Hivehaus
via Hivehaus
via Hivehaus

Leia o artigo completo aqui.

Cita: Taylor-Foster, James. "Quão popular pode se tornar uma casa "anti-arquiteto"?" [How Popular Could "Anti-Builder" and "Anti-Architect" Homes Become?] 20 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/770371/quao-popular-pode-se-tornar-uma-casa-anti-arquiteto> ISSN 0719-8906
Ler comentários