O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Le Corbusier: moderno ou fascista?

Le Corbusier: moderno ou fascista?

Le Corbusier: moderno ou fascista?
Le Corbusier: moderno ou fascista?, Le Corbusier, por Willy Rizzo. Fotos via Le Journal de la Photographie. Imagem © Willy Rizzo
Le Corbusier, por Willy Rizzo. Fotos via Le Journal de la Photographie. Imagem © Willy Rizzo

Alegações chocantes vieram a tona em dois novos livros que afirmam que Le Corbusier era um "militante fascista". Embora as ligações do arquiteto com um regime colaboracionista na França sejam bem conhecidas, os autores apontam novas evidências que revelam a profundidade de sua simpatia em relação ao regime Nazista.

Ao mesmo tempo em que se preparam as comemorações para os 50 anos da morte do arquiteto, o jornalista Xavier de Jarcy enfatiza as supostas evidências em seu livro "Le Corbusier, un fasciste franças" [Le Corbusier, um fascista francês]. Comentando suas descobertas, o autor comenta: "Descobri que ele era pura e simplesmente um fascista." Uma alegação similar apareceu em outro livro, “Un Corbusier", cujo autor, François Chasslin, destacou que “[Le Corbusier] foi ativo durante 20 anos em grupos de ideologia muito clara."

Ambos os livros exploram o envolvimento de Le Corbusier com o fascismo durante a década de 1920 em Paris, bem como sua relação com o líder do Partido Revolucionário Fascista da França, Pierre Winter. Os dois colaboraram em um conjunto de publicações sobre planejamento urbano intitulado "Plans" e "Prelude", supostamente apoiados em bases antissemitas.

Chaslin também afirma ter encontrado croquis de natureza similar, e supõe que o tempo que Le Corbusier passou em seu escritório em Vichy corresponde ao tempo em que a cidade foi sede de um governo fantoche dirigido por nazistas.

A Fundação Le Corbusier, um grupo dedicado à memória e às obras do arquiteto, afirma que seu tempo em Vichy pode ser atribuído a uma "estadia prolongada". Alguns membros expressaram surpresa com a controvérsia, dizendo que ela é "manipuladora", e afirmam que as investigações até o momento foram intensas.

Para saber mais sobre a controvérsia, acesse: telegraph.co.uk

Sobre este autor
Holly Giermann
Autor
Cita: Giermann, Holly. "Le Corbusier: moderno ou fascista?" [Two New Books Claim Le Corbusier was a "Militant Fascist"] 28 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/765965/le-corbusier-moderno-ou-fascista> ISSN 0719-8906