O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Uma Nova Iorque que não existiu: Projetos de Gaudí, Gehry e Wright nunca construídos em Manhattan

Uma Nova Iorque que não existiu: Projetos de Gaudí, Gehry e Wright nunca construídos em Manhattan

Uma Nova Iorque que não existiu: Projetos de Gaudí, Gehry e Wright nunca construídos em Manhattan
Uma Nova Iorque que não existiu: Projetos de Gaudí, Gehry e Wright nunca construídos em Manhattan, Croquis de Gaudí à esquerda, com o desenho de Joan Matamala à direita. Cortesia de 6sqft
Croquis de Gaudí à esquerda, com o desenho de Joan Matamala à direita. Cortesia de 6sqft

Desde sua explosão vertical no final do século XIX e início do século XX, Manhattan se tornou um ícone da construção em todo o mundo, com estimativas recentes apontando mais de 47 mil edifícios construídos na ilha. No entanto, projetos concluídos são apenas a ponta do iceberg: Manhattan também é o lar de milhares de propostas renegadas, incompletas e absolutamente impossíveis que nunca chegaram a ser realizadas na "Grande Maçã".

Evidentemente, os desafios de Nova Iorque são muitos e mesmos arquitetos mundialmente renomados encontram dificuldades para construir na cidade. A seguir, veja três propostas de Antoni Gaudí, Frank Lloyd Wright e Frank Gehry para Nova Iorque que nunca saíram do papel.

Croqui do interior feito por Gaudí. Cortesia de 6sqft Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review + 8

Arranha-céu Família, por Antoni Gaudí

Croqui do interior feito por Gaudí. Cortesia de 6sqft
Croqui do interior feito por Gaudí. Cortesia de 6sqft

Projetado por Gaudí em 1908 e descoberto apenas em 1956 por Joan Matamala. colaborador do arquiteto, os detalhes desse projeto colossal são muito misteriosos, com o cliente e o local exato da construção ainda desconhecidos. O que se sabe é que o edifício seria construído em Southern Manhattan e teria 360 metros de altura, o que lhe asseguraria o título de edifício mais alto do mundo até 1931, quando o Empire State Building foi concluído.

Projeto de Gaudí como aparece na série "Fringe". Imagem © FringeTelevision.com
Projeto de Gaudí como aparece na série "Fringe". Imagem © FringeTelevision.com

Dos desenhos originais de Gaudí, apenas alguns croquis básicos ainda existem, mas o projeto foi repetidamente revivido com o passar dos anos: primeiros com o desenho de Matamala (imagem superior à direita) produzido para sua pesquisa; depois por um grupo de arquitetos espanhóis que propuseram o desenho de Gaudí para a reconstrução do World Trade Center; e, mais recentemente, o projeto apareceu na série de televisão Fringe, fazendo parte de uma realidade alternativa para Nova Iorque.

Arranha-céus Usonianos, por Frank Lloyd Wright

Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation
Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation

Através de propostas como a Broadacre City, Frank Lloyd Wright deixou claro que não era um defensor da densidade urbana, no entanto, isso não o impediu de experimentar um pouco do processo de construção de Manhattan. Décadas antes de concluir seu emblemático Guggenheim Museum, Wright propôs um trio de torres em torno da St. Mark’s Church-in-the-Bowery. Entre as torres, o arquiteto deixou espaços livres que seria ocupados com parques e preservariam a igreja.

Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation
Desenhos de Frank Lloyd Wright para o proketo. Imagem © MoMA/Frank Lloyd Wright Foundation

O projeto é também o primeiro momento em que Wright utiliza seu inovador sistema estrutural "axial" para edifícios em altura, no qual os pavimentos se projetam em balanço a partir de um núcleo central, em vez de se apoiarem sobre colunas, liberando a fachada.

East River Extravaganza, por Frank Gehry

Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review
Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review

Apostando no sucesso estrondoso do Guggenheim Bilbao, no início dos anos 2000 tanto Gehry como a Guggenheim Foundation queriam capitalizar sobre o que parecia ser uma fórmula vencedora. O resultado foi essa proposta para o Guggenheim Museum em East River, um mastodonte de titânio de 40 pavimentos de altura e mais de 20 mil metros quadrados de espaços expositivos que diminuiria não apenas o museu original de Wright como também seu primo espanhol.

Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review
Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review

Entretanto, porém, a ambiciosa proposta foi afetada por problemas econômicos e pela mudança no clima político e cultural após os atentados de 11 de setembro. O terreno agora é visado para receber um projeto do escritório SHoP Architects: uma torre que, comparada ao edifício de Gehry, é menos chamativa em meio aos outros prédios que compõem o skyline de Manhattan.

Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review
Modelo da proposta de Gehry que foi apresentado ao público. Imagem © Carter B. Horsley for The City Review

Saiba mais sobre esses três projetos na página da 6sqft aqui, aqui e aqui.

Sobre este autor
Rory Stott
Autor
Cita: Stott, Rory. "Uma Nova Iorque que não existiu: Projetos de Gaudí, Gehry e Wright nunca construídos em Manhattan" [Never Built New York: Projects From Gaudí, Gehry and Wright that Didn't Make it in Manhattan] 21 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/765616/uma-possivel-nova-iorque-projetos-de-gaudi-gehry-e-wright-nunca-construidos-em-manhattan> ISSN 0719-8906